Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

15 Segredos dos comerciais que os telespectadores não ficam sabendo

9--1
27k

Há muito tempo descobrimos que a família feliz do comercial de margarina provavelmente não era tão feliz assim. No entanto, as publicidades visuais continuam dando frutos: ao ver um hambúrguer lindo preparado na tela, nós imediatamente sentimos fome, o vapor saindo da xícara de café nos faz quase sentir o seu aroma e os cabelos sedosos e brilhosos das modelos dos comerciais de shampoo causam inveja em qualquer um.

Nós, do Incrível.club, descobrimos alguns dos truques mais recorrentes que se escondem por trás dos anúncios publicitários e queremos compartilhar nossos achados com você. Cuidado para não deixar o queixo cair. Acompanhe!

Muitas redes de fast food filmam hambúrgueres de verdade, mas...

... Eles são diferentes dos hambúrgueres que compramos no restaurante. A diferença é que eles são “preparados” para serem fotografados. Para uma sessão de fotos, o McDonald’s prepara o “Big Mac” no próprio estúdio com os mesmos produtos que são usados montá-lo para os clientes. O segredo é que os ingredientes são colocados com muito cuidado, de forma que todos fiquem muito bem visíveis. Para isso, muitas vezes, eles afastam o pão para trás. Se necessário, também, colocam o ketchup meticulosamente e até ajeitam as bordas do queijo.

A estilista de alimentos, Mary Valentin, afirma que usar substâncias não comestíveis para uma sessão de fotos ou um comercial é uma prática ultrapassada e antiética. As pessoas estão cada vez mais querendo que os produtos dos comerciais sejam fiéis à realidade.

Redes de fast food usam carnes mal passadas para realizar a sessão de fotos

A estilista de alimentos, Ellie Stern, diz que prefere usar carnes mal passadas para gravar os comerciais. Pois, dessa forma, a carne vai parecer mais suculenta e fresca.

A espuma de café é feita usando um filtro de aquário

Certamente muitas pessoas já ouviram que a espuma em bebidas é feita a partir de substâncias não comestíveis — detergente ou sabão em pó. Não se sabe o quão popular é essa prática, mas para os comerciais em que o ator precisa tomar um gole de café, isso obviamente não acontece.

Em tais casos, usa-se café instantâneo, um agente formador de espuma (para alimentos) e um filtro de aquário. Depois, utiliza-se uma seringa para eliminar algumas bolhas a mais ou simplesmente para ajeitar a imagem final. É um trabalho bem minucioso e demorado!

O chá é tingido com corante alimentar e infusionado em álcool

O chá seco é fervido em água quente, e a essa mistura adiciona-se corante alimentar em tons marrom-avermelhados bem saturados. Depois, as folhas de chá são retiradas da água e usa-se um secador para secá-las. Em seguida, elas são colocadas em uma solução alcoólica. No álcool, o corante se desprende das folhas mais rapidamente, o que cria a ilusão de líquido em infusão, com um efeito mais pronunciado. A “dança” lenta das folhas no líquido é alcançada por meio de uma espécie de hélice, que é colocada no fundo do pote.

A água na panela não está realmente fervendo

Nos anúncios de sopas, macarrão instantâneo ou qualquer tipo de massa não se usa água fervente, caso contrário, a lente da câmera ficaria embaçada. Isso poderia demorar muito para alcançar o objetivo desejado, o que, consequentemente, acabaria esfriando a água. Além disso, uma panela de água fervendo não é muito seguro. Portanto, para atingir o mesmo efeito de “borbulhas”, usa-se um compressor, que bombeia ar através de tubos ligados ao fundo da panela.

O vapor saindo dos pratos com alimentos é feito com uma máquina de fumaça

O fundo do prato é retirado. Depois, coloca-se as bordas do prato em um “pedestal” de plástico com alguns furos, e dentro desse suporte é colocada a máquina de fumaça. Assim, deposita-se a comida dentro do prato e o vapor passa pelos furos do plástico. E a intensidade da fumaça também pode ser controlada.

Massas utilizadas em comerciais não são recheadas com carne

Em comerciais de massas recheadas, a carne moída penetraria na massa, deixando-a com um tom mais esverdeado e pouco atraente para o vídeo. Por isso, em vez de carne coloca-se uma substância não comestível, que é coberta, normalmente, com iodo.

Para parecer que a garrafa estava “suando”, borrifa-se uma substância nela

Muitas vezes, adiciona-se um “condensado” ao borrifador com glicerina. Às vezes, também é utilizado gelo artificial. Além disso, para capturarem o momento mágico da abertura da garrafa, ela deve ser fixada em um tripé para que não se mova durante o close-up. Se a primeira tentativa não der certo, não há nenhum problema: a tampa é colocada novamente na garrafa usando um instrumento especial para fixar tampas em garrafas de vidro.

Nos comerciais de cerveja é importante mostrar a espuma. Seguindo a tendência de transparência publicitária, muitas empresas não adicionam nenhuma substância química na cerveja e apenas mexem a espuma, adicionando uma pitada de sal, em um mixer de bebidas ou com apenas uma colher.

Robôs especiais ajudam na gravação de propagandas

Eles ajudam a colocar o líquido no copo.

Montam elegantemente as diversas fatias de um sanduíche ou de sobremesas.

Lançam harmonicamente o ketchup, a mostarda, o leite e outros líquidos.

E também pulverizam tinta belissimamente, além de muitas outras coisas.

Em anúncios de produtos capilares, o movimento dos cabelos é realizado por meio da técnica de chroma key e com a ajuda de pessoas “camufladas”

A técnica chroma key é o efeito visual no qual uma imagem é colocada sobre outra através do anulamento de uma cor padrão, como o verde ou azul. As pessoas vestidas de verde, como nesse caso da foto acima, usam bastões para levantar os cabelos da modelo e, dessa forma, cria-se o efeito de cabelos esvoaçantes ao vento.

Cabelos compridos muitas vezes não são compridos de verdade

Os cabelos longos e lindos dos comerciais são frequentemente artificiais. Uma imagem recorrente é a da modelo deitada com os cabelos perfeitamente posicionados e brilhosos. Mas, normalmente, esse cabelo não é dela. Também seria quase impossível obter naturalmente esse brilho exagerado como vemos nas propagandas, porque não se trata necessariamente da qualidade do cabelo em si, mas sim do posicionamento das câmeras e da iluminação correta.

Para criar volume, que certamente será alcançado se usarmos o shampoo do anúncio, colocam-se esferas de isopor por baixo dos cabelos.

Nos ensaios, os animais são substituídos por seus “dublês”

É muito difícil filmar animais para comerciais. Existem agências especializadas que fazem o casting de animais para propagandas. Normalmente, as filmagens são feitas tanto com os próprios animais como com seus “dublês”, dependendo da cena. Mas todos os ensaios são realizados exclusivamente com os “dublês” — brinquedos ou bonecos de pelúcia.

Para fazer um gato correr na direção desejada, usa-se a caixa de transporte dele

Forçar um gato a executar comandos é uma missão quase impossível. Para isso, há diversos truques que podem ser aproveitados. Para fazer com que o gato corra para uma direção específica, por exemplo, coloca-se atrás da câmera a sua caixa de transporte. O gato vê a caixa como um lugar de proteção (sua casa) e, por isso, corre em direção a ela.

Para fazer anúncios publicitários automobilísticos, muitas vezes, usa-se o carro-camaleão Blackbird

Blackbird é uma estrutura robotizada que servirá de molde para criar a imagem de um carro, a qual será finalizada em um programa de computador. As configurações do Blackbird permitem criar dimensões e características diversas para o automóvel: as rodas podem ser aumentadas ou diminuídas, e o tamanho e formato da carcaça também são facilmente controlados pelo programa.

As modelos nas banheiras não saem de lá molhadas

As gravações de um comercial podem durar várias horas. Se uma atriz se despir e entrar em uma banheira com água de verdade, ela ficará com frio rapidamente. Além disso, a pele umedecida não vai parecer tão atraente no vídeo, sem contar que o vapor deixaria a câmera embaçada. Por esses motivos, não há nenhuma água na banheira.

A modelo, normalmente, só precisa deixar os ombros despidos, e todo o resto pode ser coberto com um filme plástico. Coloca-se algo macio no fundo da banheira para a atriz ficar confortável e um pano branco por cima dela. Depois disso, usa-se uma máquina de criar espuma (como a usada em festas de espuma) para cobrir o corpo da modelo na banheira.

Você acha que são justificáveis esses truques usados nas publicidades para impressionar os telespectadores, ou gostaria que os comerciais representassem os produtos da forma mais fiel possível, mesmo que não “fique bonito”? Onde está o limite que as artes visuais podem alcançar sem comprometer a autenticidade dos produtos?

Imagem de capa SuaveBeauty / YouTube
9--1
27k