Incrível
Incrível

10 Top models que mudaram a forma como vemos a beleza

Os estereótipos de beleza vão mudando com o tempo e a inclusão ganha terreno dia após dia. A ideia de que as loiras de olhos claros e corpo escultural são as únicas representantes da beleza vai ficando para trás, cedendo espaço à diversidade e a uma estética mais realista. Por isso, queremos mostrar para você estes modelos, que sem sombra de dúvida chegaram para ficar, e que também são pioneiros em definir tendências.

O Incrível.club apresenta as novas caras e os novos corpos que vieram para ficar no mundo da moda.

1. Donyale Luna

Em um mundo no qual as mulheres brancas costumavam dominar as passarelas, Donyale Luna foi reconhecida como “a primeira top model negra”. Além de modelo, foi atriz e a primeira afro-americana a ser capa da Vogue, em sua edição inglesa (maio de 1966). Faleceu aos 33 anos, em 1979.

2. Ashley Graham

Adeus à magreza extrema ou a acreditar que por não ser super magra seja impossível trabalhar como modelo. A americana mede mais de 1,70 m e pesa cerca de 95 kg. É reconhecida por ser modelo plus size e pela quantidade de trabalhos que já fez. Esteve em programas de televisão, fez comerciais e foi capa de diversas revistas, como a Sports Illustrated Swimsuit Issue.

3. Madeline Stuart

É considerada a primeira modelo profissional com síndrome de Down. A australiana de 24 anos desfilou nas passarelas mais importantes do mundo, como nas semanas de moda de Nova York, Paris, Londres, entre outras.

4. Valentina Sampaio

É a primeira top model trans que conseguiu ser protagonista de campanhas de moda muito importantes internacionalmente, como L’Oréal, Marc Jacobs ou Dior, entre outras. Foi identificada como transgênero aos 8 anos e aos 12 passou a se chamar de Valentina. Aos 16, iniciou sua carreira no mundo da moda e não parou mais.

5. Yazemeenah Rossi

Nasceu na Córsega, em 1955. Começou sua carreira como modelo aos 30 anos, na França, e continua em atividade, trabalhando em vários países. Tornou-se popular por seu longo cabelo grisalho, que orgulhosamente aceita, assim como suas rugas, aos 65 anos, e nos encanta!

6. Wang Deshun

O envelhecimento muitas vezes marca (ou marcava) o final da carreira no mundo da modelagem, não só para as mulheres, como para os homens também. No entanto, Wang Deshun, o ator e modelo chinês de 84 anos, continua nas passarelas e exibindo sua barriga tanquinho.

7. Jillian Mercado

Há alguns anos, era totalmente inconcebível ver uma modelo cadeirante. Mas a americana Jillian Mercado conseguiu. Ela foi diagnosticada ainda pequena com atrofia muscular, mas isso não a impediu de tentar. Protagonizou uma campanha para a Diesel, em 2014, e seu sucesso fez com que as agências prestassem atenção nela. Desde então, trabalha como modelo.

8. Laith Ashley

É ator, ativista, cantor, compositor e mais conhecido por seu trabalho como modelo trans. Aos 19 anos entendeu ser transgênero e começou o processo de transição. Seu nome passou a ser Laith, embora Ashley, o nome que recebeu ao nascer, continuou sendo parte dele. Tornou-se famoso ao postar fotos no Instagram, e a rede social o levou a iniciar uma carreira como modelo, trabalhando com marcas como Barneys, Calvin Klein, entre outras.

9. Winnie Harlow

modelo canadense é famosa por ter vitiligo (a pele perde suas células pigmentares). Foi participante da edição número 21 do famoso programa America’s Next Top Model. Na infância e no início da adolescência, sofreu discriminação por parte de seus colegas. Costuma falar muito da sua condição, algo que não a impediu de modelar para a Victoria’s Secret, Swarovski, entre outras conhecidas grifes.

10. Shaun Ross

É modelo, ator e bailarino. Tem uma extensa carreira como modelo de grifes famosas como Givenchy e Alexander McQueen. No entanto, ser albino foi muito difícil quando garoto, até que aos 16 anos começou a trabalhar na indústria da moda e do espetáculo.

Na sua opinião, o que deveria acontecer para tornar a indústria da moda mais inclusiva?

Incrível/Design/10 Top models que mudaram a forma como vemos a beleza
Compartilhar este artigo