Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Uma garota usa bananas como tela e cria arte sem usar tinta

1-1-
295

Os artistas modernos usam todos os tipos de superfícies como telas. Você provavelmente já viu desenhos na areia, esculturas com pontas de lápis e até mesmo obras de arte de confeitaria. Bem, Anna Chojnicka está aqui para surpreendê-lo com outro material pouco comum — a casca da banana. Você pode encontrar a arte de Anna no seu Instagram ou Twitter.

O Incrível.club conseguiu conhecer um pouco mais sobre o processo criativo de Anna. Ficamos admirados com suas ideias engenhosas, por isso reunimos alguns dos seus trabalhos impressionantes para compartilhar com você.

Anna não desenha, ela “machuca”

Em suas obras, Anna não usa nenhum tipo de tinta. Em vez disso, utiliza uma técnica única chamada por ela de “machucado”, a qual lhe permite mudar a cor de uma casca de banana e criar imagens usando apenas o contraste entre a superfície machucada e a não machucada.

Como ela “machuca” as bananas

Anna cria sua arte todos os dias. Ela “machuca” a casca da banana à noite ou pela manhã, antes do trabalho. Usando uma ponta cega, ela pressiona a casca para deixar uma marca. “Eu não perfuro a pele, apenas a pressiono levemente”, explicou Anna durante a entrevista ao Incrível.club. “Com o tempo, o ’machucado’ vai ficando mais escuro”.

“Para criar uma imagem com nuances diferentes, ’machuco’ primeiro as partes que quero que fiquem mais escuras, como o contorno ou uma sombra. Por último faço as partes mais claras”, disse a artista. “Com uma banana mais macia, você consegue misturar os tons. Portanto, é tudo uma questão de tempo. A imagem só fica boa por um curto período e então começa a escurecer gradualmente, até a banana ficar preta”.

De onde veio a ideia

Anna começou esse tipo de arte em março de 2020, quando precisou ficar em casa por causa de uma doença. Na segunda semana, estava melhor, mas ainda se sentia um pouco inquieta por não poder sair de casa. Um dia, depois do almoço, pegou um garfo e começou a fazer rabiscos na banana com ele. Ela percebeu que, quanto mais tempo deixava o garfo na casca da banana, mais escura a marca se tornava. Anna percebeu que poderia fazer arte com isso.

Anna tira inspiração de todos os lugares

“Eu me inspiro em muitas coisas diferentes”, disse Anna. “Metade da diversão e também metade do desafio de fazer isso é ter uma nova ideia todos os dias. Eu me inspiro nas pessoas, nos lugares, nos eventos, na música — e até em Amy Winehouse, Bob Marley, Mulatu Astatke e David Bowie. Ou posso me inspirar ao ver alguma coisa durante um passeio”.

Anna também fez arte nas bananas para apoiar diferentes causas, incluindo a Grand Ethiopian Renaissance Dam (“Grande Barragem do Renascimento da Etiópia”, em tradução livre). Ela morou na Etiópia e tem um enorme amor pelo país, por isso frequentemente usa imagens que celebram a cultura etíope nas bananas.

A parte mais difícil é ter novas ideias

Um bloqueio artístico eventual é parte integrante de qualquer processo criativo. Pode ser difícil visualizar uma nova imagem todos os dias. “Às vezes eu me sinto muito inspirada e as ideias fluem livremente, o que é ótimo. Mas alguns dias tenho dificuldade para pensar em algo original”.

Mas o processo também pode ser complicado. De acordo com Anna, a parte técnica mais difícil é acertar o tempo. Se você comete um erro, não pode desfazê-lo em uma banana, então é necessário ter precisão durante o trabalho.

O que acontece depois

“Depois de tirar foto, eu como a banana! Ou comerei naquele dia ou guardarei algumas para fazer um bolo de banana ou um creme de banana, que é uma delícia!”, disse Anna. “Alguém me deu uma receita de sorvete de banana com manteiga de amendoim um tempo atrás, então preciso experimentar. Nenhum alimento vai para o lixo”.

A imaginação e a devoção de Anna ao seu trabalho são realmente ilimitadas

Você tem algum hobby diferente? Que tal compartilhar suas criações neste espaço?

Imagem de capa Anna_Choj / Twitter
1-1-
295
Compartilhar este artigo