Incrível
Incrível

9 Novelas brasileiras que têm características idênticas aos filmes de Hollywood

Algumas histórias são tão universais e tão bem sucedidas que merecem ser contadas várias vezes, sob pontos de vista diferentes. Essa ideia é o que parece mover diretores, produtores e também o público, que consome as narrativas em diversos formatos e adaptações. Além disso, para os verdadeiros fãs, é sempre bom poder comparar um formato a outro e escolher o que melhor representa a obra.

Aqui no Incrível.club nós admiramos a criatividade, a inovação e a capacidade de abordar a mesma história com olhares diferentes. Por isso, preparamos este artigo que apresenta nove novelas brasileiras que, possivelmente, se basearam em filmes estrangeiros. No final, um bônus te espera.

1. Erin Brockovich: Uma Mulher de Talento (2000) — Amor de Mãe (2020)

Assim como em Erin Brockovich: Uma mulher de talento (2000), Amor de Mãe (2020) traz uma protagonista que vivencia a maternidade solo em algum período da vida. Além disso, ambas protagonistas trabalham com direito. Erin, da produção estrangeira, como assistente e Vitória, da novela brasileira, como advogada. Mas as semelhanças não param por aí: as duas atuam ativamente na defesa de famílias que foram afetadas por envenenamento de água, não têm medo de “comprar briga” com pessoas ou organizações poderosas e, com isso, mostram o quão destemidas são, enfrentando tudo por seus ideais. Duas mulheres incríveis, não? Uma curiosidade: Julia Roberts, atriz que deu vida à Erin nos cinemas, ganhou o Oscar de melhor atriz pelo filme em 2001.

2. Kill Bill: Vol. 1 (2003) — O Outro Lado do Paraíso (2017)

Apesar do enredo geral ser livremente inspirado em O Conde de Monte Cristo, livro de Alexandre Dumas, a história de Clara, em O Outro Lado do Paraíso (2017), remete ao clássico Kill Bill: Vol.1 (2003) de Quentin Tarantino. No filme, assim como na novela, as personagens se envolvem com homens violentos e são separadas dos filhos recém-nascidos. Ambas passam um tempo sumidas: no caso do filme, são quatro anos, em decorrência de uma emboscada que leva The Bride ao coma. Já na novela, são dez anos de ausência, por conta de uma traição que faz Clara ser internada em uma clínica psiquiátrica. As duas personagens conseguem se recompor e voltam para se vingar. Tanto no filme quanto na novela, elas se vingam de sete pessoas.

3. Madame X (1966) — O Outro Lado do Paraíso (2017)

O Outro Lado do Paraíso (2017) parece ter buscado inspiração em muitas obras para compor a história geral da trama e as histórias individuais das personagens. Uma delas é Elizabeth, que durante a novela troca de nome e passa a ser Duda. A personagem pode ter sido influenciada pelo filme Madame X (1966), onde Holly Parker é apresentada. Ambas personagens têm uma origem humilde e se casam com homens importantes, em ascensão profissional, com quem têm um filho cada. No caso do filme, a sogra de Holly é contra a união. Já na novela, o sogro de Elizabeth é contra o casamento do filho. As personagens são chantageadas pelos sogros e convencidas a forjar a própria morte para desaparecer. Nos dois casos, elas reencontram os filhos já adultos, tempos depois, trabalhando como advogados. As duas mulheres são defendidas, nos tribunais, pelos filhos. Muita semelhança, não?

4. Orgulho e Preconceito (2005) — Orgulho e Paixão (2018)

Os livros de Jane Austen já inspiraram diversas adaptações, seja no cinema, teatro, novelas ou séries. Orgulho e Preconceito (2005) talvez seja uma das mais lembradas. No entanto o Brasil também deu a sua contribuição através da novela Orgulho e Paixão (2018). Tanto no filme quanto na novela, é apresentada a história da família Bennet, composta pelo Sr. Bennet, Sra. Bennet e suas cinco filhas. A protagonista Elizabeth é uma mulher a frente de seu tempo, que tem muitos sonhos e não considera o casamento como a coisa mais importante a se perseguir. Na adaptação brasileira, os Bennet viram a família Benedito. A novela ainda incrementa a trama com outros clássicos de Jane Austen, como Emma, Lady Susan, Razão e Sensibilidade, Mansfield ParkA Abadia de Northanger.

5. Um Amor para Recordar (2002) — Malhação Múltipla Escolha (2004)

Um Amor para Recordar (2002), filme baseado no livro homônimo de Nicholas Sparks, fez muitos adolescentes chorarem com a história de Jamie e Landon. Dois anos depois, a 11ª temporada de Malhação — Múltipla Escolha, parecia se inspirar na história do casal. Tanto no filme quanto na novela, um grupo de jovens rebeldes e inconsequentes aparecem em um estaleiro, onde uma brincadeira de mau gosto deixa um jovem gravemente ferido. No filme, Landon é punido sendo obrigado a participar do grupo de teatro, já em Malhação, Gustavo presta serviço voluntário. Nesse momento, eles conhecem as meninas que irão desempenhar um papel fundamental na vida de ambos: no filme, Jamie, em Malhação, Letícia. Tanto Landon quanto Gustavo mudam de comportamento influenciados pelo amor que sentem por Jamie e Letícia, respectivamente. Essa temporada de Malhação acabou se tornando uma das mais icônicas, por conta da Vagabanda, banda de pop rock com produção autoral, formada por Gustavo, Natasha e Catraca. Você lembra?

6. O Ilusionista (2006) — O Profeta (2006)

O Ilusionista (2006) impactou muitas pessoas com uma história fantástica sobre amor proibido, mágica e um planejamento elaborado para que o casal protagonista pudesse ficar junto. No mesmo ano, houve a estreia de um remake da novela O Profeta (1977). Na produção de 2006, no entanto, algumas partes da narrativa foram modificadas. Em um dos capítulos, a mocinha Sônia forja a própria morte para escapar do casamento infeliz e aparece como “espírito” em uma das apresentações de Marcos, onde incrimina Clóvis. A cena é bastante parecida com uma das partes do filme. A novela foi reexibida em 2013.

7. Carrie, a Estranha (2002) — Chocolate com Pimenta (2003)

O clássico Carrie, a Estranha (2002) é outra obra que parece ter inspirado os roteiristas e diretores brasileiros. A icônica cena em que a protagonista é banhada no baile de formatura foi reproduzida em Chocolate com Pimenta (2003), onde Ana Francisca também é vítima de humilhação, tomando um banho de tinta verde. O filme teve sua primeira versão em 1976, e é uma adaptação do livro de mesmo nome, de Stephen King, originalmente publicado em 1974. Por sua vez, a novela fez tanto sucesso que já foi reprisada três vezes: em 2006, 2012 e 2020. Uma história e tanto, não?

8. Game of Thrones (2011) — Deus Salve o Rei (2018)

A aclamada série Game of Thrones (2011) chegou ao fim, mas fez tanto sucesso que parece ter inspirado outras produções. Em 2020, foi eleita a melhor série de TV do século XXI, por voto popular. Além disso, ganhou 59 Emmys no total. A série tem 73 episódios, distribuídos em 8 temporadas e foi baseada nos livros As Crônicas de Gelo e Fogo, de George R. R. Martin, cujo primeiro volume foi publicado em 1996. Por sua vez, a novela Deus Salve o Rei (2018) também é uma trama que envolve disputa entre reinos, histórias de amor, traição, ambição e guerra. Quem é fã da série consegue encontrar algumas similaridades, tanto na abertura da novela, como em algumas cenas. A audiência de Deus Salve o Rei foi muito boa e no dia da exibição do último capítulo, chegou a ficar nos trending topics a nível mundial por 6 horas.

9. O Conde de Monte Cristo (2002) — Flor do Caribe (2013)

livro O Conde de Monte Cristo, de Alexandre Dumas, originalmente publicado em 1844, inspirou dezenas de filmes, novelas e peças de teatro pelo mundo. A história de Dantes, jovem promissor que está noivo de uma bela mulher e é traído pelos amigos, sendo preso injustamente, por anos, em uma ilha à prova de fuga, onde conhece um mentor que o ajuda a arquitetar seu plano de vingança, parece fazer sucesso entre o público. O Conde de Monte Cristo (2002) pode até ser a adaptação que figura no imaginário da maior parte dos fãs, mas o Brasil parece ter dado sua contribuição com uma possível versão da obra. Trata-se da novela Flor do Caribe (2013), que foi reprisada em 2021 e é considerada um sucesso.

Bônus: Candinho (1954) — Êta Mundo Bão (2016)

Os filmes estrangeiros não são os únicos a inspirar as telenovelas brasileiras. A produção nacional também foi homenageada por uma novela de sucesso. Nesse caso, falamos do filme Candinho, de 1954, que inspirou a história de Êta Mundo Bom!, de 2016. Ambos protagonistas têm o mesmo nome e compartilham histórias de vida similares. O filme também foi baseado em uma obra literária. Trata-se do romance Cândido, ou O Otimismo, de Voltaire, originalmente publicado em 1759.

Você já assistiu algum filme ou novela dessa lista? Qual foi o seu preferido? Lembra de outra novela que parece ter se inspirado em uma história presente em filmes ou livros? Compartilhe nos comentários!

Incrível/Arte/9 Novelas brasileiras que têm características idênticas aos filmes de Hollywood
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos