Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

14 Filmes de 2019 que poucas pessoas assistiram (mas deveriam!)

Enquanto todos assistiam Os Vingadores: Ultimato, Aladdin, Homem-AranhaO Exterminador do Futuro: Destino Sombrio, outros filmes menos populares foram lançados, mas que mereciam ter maior visibilidade. Muitos deles foram indicados a prêmios nos festivais de cinema, e alguns até apresentaram atores muito famosos sob uma nova perspectiva que não estamos acostumados a ver.

Nós, do Incrível.club, adoramos a sétima arte e não deixamos passar nenhum filme bom. Selecionamos abaixo 14 filmes que são únicos e geniais em seu próprio gênero e, por isso, você certamente vai se identificar com algum deles. Confira!

1. Estrada Sem Lei

O cinema e a mídia romantizaram demasiadamente a imagem da dupla criminosa Bonnie Parker e Clyde Barrow por muitos anos. Na realidade, eles roubaram diversas lojas e mataram policiais e civis a sangue frio. O filme Estrada Sem Lei acompanha dois ex-Texas Rangers (forças policiais do estado do Texas) que tentam capturar e prender Bonnie e Clyde. Kevin Costner e Woody Harrelson interpretam dois policiais de meia-idade que, eventualmente, serão os responsáveis por pegarem a infame dupla. O resultado é uma experiência cinematográfica muito intrigante de uma perseguição criminal que remete muito ao tradicional cinema americano.

2. Cadê Você, Bernadette?

A atriz principal, Cate Blanchett, interpreta uma arquiteta muito talentosa, mãe de família e simplesmente uma mulher extraordinária. Ela tem um marido amoroso ao seu lado e uma filha, que é uma aluna excepcional de uma escola privada de elite. Bernadette parece ter a vida perfeita. A realidade, no entanto, é que essa vida era tão insuportável para a personagem principal que, um belo dia, ela simplesmente desaparece sem deixar rastros. Cadê você, Bernadette? é uma comédia dramática descomplicada, inspirada no romance de mesmo nome da escritora Maria Semple, que fez um enorme sucesso. Essa é uma história sobre a busca por si mesmo, amor entre mãe e filha, a importância da justiça e compreensão das pessoas próximas e que, às vezes, precisamos chegar até o limite para realmente conseguir as respostas que buscamos. O filme foi dirigido por Richard Linklater, dos cultuados BoyhoodEscola de Rock.

3. O Irlandês

Frank Sheeran recorda de como sua vida mudou da água para o vinho após o seu encontro com o chefe criminoso Russell Buffalino. Foi a partir desse momento que Frank se tornou um assassino da máfia, apelidado de “irlandês”. Dirigido por Martin Scorsese, o drama criminal conta com os atores Robert De Niro e Al Pacino nos papéis principais. Apesar das críticas polarizadas, a classificação do filme permanece alta (IMDb — 8,1).

4. Ártico

Após sofrer um acidente, um piloto de avião luta por sua sobrevivência no Ártico, a temperaturas extremas e total ausência de vida a quilômetros de distância. Esta é uma história de sobrevivência que não recorre a efeitos especiais ou flashbacks. A obra é islandesa e foi indicada no Festival de Cannes ao prêmio de Melhor Filme Independente. O diretor, Joe Penna, é um músico e blogueiro brasileiro, que foi ovacionado por 10 minutos após a estreia do longa no festival.

5. Vingança a Sangue Frio

O protagonista Nelson Coxman (Liam Neeson) é um homem de família exemplar, cuja vida muda drasticamente quando traficantes matam seu filho. Com a intenção de se vingar, ele descobre que em uma pequena cidade do Norte estava começando a se desenrolar um esquema de contrabando de drogas. O diretor Hans Petter Mooland dirigiu um filme na língua norueguesa em 2014, chamado In Order of Disappearance (Na Ordem do Desaparecimento, em tradução livre), e Vingança a Sangue Frio seria um remake do mesmo trabalho em inglês.

6. Downtown Abbey

O longa-metragem Downton Abbey pode ser considerado o episódio final do aclamado seriado de mesmo nome sobre a vida da aristocracia inglesa. O foco do filme gira em torno da intriga gerada por conta da chegada do rei da Inglaterra à casa da família real. Mas, nesse caso, a trama é apenas uma forma de mergulhar novamente na atmosfera de Downtown Abbey, com suas vestimentas elegantes e decorações de época, assim como os amados personagens, que são tão conhecidos pelo fãs do seriado. Caso você não tenha assistido a série, o longa será uma ótima forma de entrar em contato com esse mundo tão particular e distinto.

7. Apollo 11

Esse é um documentário histórico sobre a missão da nave espacial Apollo 11, liderada por Neil Armstrong, que pousou na Lua em 1969. Muitos esforços e dinheiro foram investidos nesse filme, que conta com uma grande equipe por trás da produção e que são os responsáveis por fazer desse filme um grande sucesso de bilheteria. A avaliação dos críticos permanece bastante alta (IMDb — 8,2).

8. O Falcão Manteiga de Amendoim

Tyler Nilson e Mike Schwartz fizeram um ótimo filme com Zachary Gottsagen estrelando no papel principal de um ator com síndrome de Down. Seus companheiros de cena são Shia LaBeouf e Dakota Johnson. Esse filme indie não é fácil de passar despercebido. O personagem principal é um menino encantador, Zak, que tem síndrome de Down. Ele não tem família e, por isso, mora em uma casa de acolhimento para idosos. Além disso, Zak tem o sonho de se tornar um lutador profissional, e assim ele embarca em uma jornada a bordo de uma jangada com dois outros corações partidos, como o dele, para conquistar o seu sonho.

9. Dois Papas

O Papa Bento XVI (Anthony Hopkins) renuncia ao cargo de chefe da Igreja Católica em favor do Papa Francisco (Jonathan Price). Dois papas foi baseado na peça do dramaturgo britânico Anthony McCarten e demonstra o quão difícil pode ser o caminho de duas pessoas completamente diferentes, que foram encarregadas de representar bilhões de seguidores no Planeta. O filme é considerado o favorito a ganhar o Oscar nas categorias de Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Ator (Price), Melhor Ator Coadjuvante (Hopkins), Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Operador de Câmera.

10. The Hummingbird Project

Os protagonistas Anton (Alexander Skarsgård) e Vincent (Jesse Eisenberg) sacrificam tudo para conseguir realizar o esquema do século — construir um cabo de fibra óptica entre o Kansas e Nova Jersey para que tivessem vantagens em suas perigosas transações da bolsa de valores. E se não fosse pela genial Eva Torres (Salma Hayek), o plano provavelmente teria dado certo. Thriller, drama e, parcialmente, farsa — o filme não faz nenhum questionamento acerca do que é (ou não é) moralmente aceitável em prol do dinheiro. O longa apenas mostra o que pode acontecer com aqueles que querem ultrapassar os limites do socialmente correto.

11. Jojo Rabbit

Se nos créditos aparece o nome de Taika Waititi (nesta obra ele é o diretor, roteirista e um dos atores principais), podemos dizer com segurança que o filme não será trivial. O enredo é baseado na história de um rapaz de 10 anos que vive na época da Alemanha nazista. Ele perdeu seu pai, ninguém o entende e, por isso, ele inventa um amigo imaginário chamado Adolf Hitler. Lembramos que o amigo imaginário nada tem a ver com o líder do Partido Nazista. O rapaz está apenas tentando entender a si mesmo, em um mundo novo que ele ainda não compreende. Apesar do caráter humorístico do trailer, depois de assistir ao filme, fica claro que Jojo Rabbit é um drama anti-guerra com leves tons de humor. O filme fala principalmente sobre altruísmo, amor e paz.

12. City of Lies

City of Lies (Cidade das Mentiras) é um drama biográfico, no qual Johnny Depp aparece na pele do detetive Russell Poole, que está à frente da investigação do assassinato dos rappers Notorious B.I.G e Tupac Shakur. O detetive terá de solucionar uma rede de quebra-cabeças criada pela polícia de Las Vegas. O filme é baseado em fatos reais. Depp está fazendo um trabalho genial representando o papel complexo de um policial que, ao mesmo tempo, demonstra muita energia para solucionar o caso, mas que também já está cansado da vida.

13. O.G.

O ex-líder de uma perigosa gangue de prisão, Louis, tem servido as suas últimas semanas numa prisão de segurança máxima no estado de Indiana. No final de sua sentença de 24 anos, o jovem Beech chega na prisão e a libertação de Louis começa a ser questionada. O enredo é focado nos conflitos internos do personagem principal. Essa é uma obra profunda e bastante pesada sobre a dualidade de ser liberto pela justiça e ser liberto da própria mente.

14. O Gênio e o Louco

O professor de Oxford, James Murray (Mel Gibson), tenta concluir um dos maiores projetos da História — a criação do primeiro dicionário de inglês do mundo. Seu principal ajudante é William Minor (Sean Penn), um prisioneiro de um hospital psiquiátrico para criminosos extremamente perigosos. O filme fala sobre o destino de duas pessoas completamente diferentes que, devido ao acaso das circunstâncias, tornam-se grandes amigos. Mel Gibson levou 17 anos para completar essa obra cinematográfica baseada no romance de Simon Winchester.

Quais os filmes de 2019 que mais marcaram a sua memória? Comente!

Compartilhar este artigo