Quando as avós assumem o comando: 17 histórias hilárias de pais ansiosos

Crianças
Há 3 semanas

Os avós geralmente desempenham um papel importante na educação das crianças. Às vezes, eles realmente ajudam os pais cuidando dos pequenos. Mas, outras, só atrapalham. Os usuários da nossa seleção sabem muito bem que deixar as crianças com parentes mais velhos nem sempre é uma boa ideia.

  • Minha sogra me ligou e mandou eu levar a neta para passar o fim de semana na casa dela. A gente levou nossa filha lá e todo dia falava com ela pelo telefone. Foi tudo tranquilo. Só que quando meu marido foi buscar a menina depois do fim de semana, eles voltaram e ela estava com um lenço na cabeça. Quando eu tirei, não podia acreditar no que vi: não havia cabelo! Minha filha estava careca! Minha perna ficou bamba, saí correndo para a casa da minha sogra tirar satisfação. Cheguei lá e logo perguntei o que diabos aconteceu. Minha sogra, com toda a seriedade, respondeu: “Ela estava com pouco cabelo, fino demais, daí raspei logo para ele crescer grosso”. Gritei tanto com ela, que voltei chorando para casa. Minha filha começou a andar de boné, as crianças zombavam o tempo todo dela, ela chorava ao se olhar no espelho. Depois tive de comprar uma peruca caríssima para ela ir à escola. Nunca mais a deixei sozinha com minha sogra. © Overheard / VK
  • Minha filha decidiu deixar minha neta comigo pela primeira vez. Ela disse que seria apenas por um dia, que ela e o marido resolveriam seus problemas e logo a buscariam. Ela ficou tão preocupada, que acabou me sobrecarregando: deixou uma lista de regras e informações do que eu deveria fazer. O curioso é que sou professora de crianças com 20 anos de experiência, sem contar que sempre cuidei da filha do meu filho mais velho. Mas minha filha diz que isso não conta: “Isso não é escola, mãe, vai que você não consegue dar conta”. © Ward #6 / VK
  • Meu bebê recém-nascido não se acalmava por nada, e minha sogra sugeriu dar água a ele. Recusei. Hoje pedi para ela olhar as crianças, mas quando voltei, fiquei sabendo que minha sogra acabou dando água demais ao bebê. Tivemos de ir ao hospital correndo. Não foi nada tão grave, mas os médicos disseram que ele tinha dificuldade de tomar grandes quantidades de água. © chateaudechelsea / Reddit
  • Parei de falar com minha mãe. Na infância, ela me forçava a comer, e depois de crescer, desenvolvi vários distúrbios alimentares. Apenas com ajuda de um psicólogo, consegui melhorar minha dieta. Quando minha filha nasceu, minha mãe inicialmente não falava nada, mas depois começou: trazia comida gordurosa, legumes cozidos demais, e coisas do tipo. Ela forçava minha pequena a limpar o prato. Joguei tudo fora e disse que tínhamos uma dieta diferente em casa. Certa vez minha mãe veio nos visitar, eu estava trabalhando no quarto e escutei ela dizer à neta o clássico: “Só vai levantar da mesa depois de terminar”. Saí bufando do quarto e gritei com ela, dizendo que se continuasse a falar assim, nunca mais veria a neta. Por fim, ela ficou ofendida e foi embora. Desde então, não nos falamos mais. © Overheard / VK
  • Minha sogra sempre tenta forçar comida à minha filha de 2,5 anos. Até mesmo depois de falarmos que ela já comeu. Certa vez minha filha entrou no quarto e disse: “Vovó me deu iogurte e biscoito”. E então repetiu as palavras que a avó disse: “Shhh, não fale para sua mãe”. Nossa, fui tirar satisfação com ela, dizendo para não fazer mais isso. Meu marido já teve uma briga com ela pelo mesmo motivo. Não sei mais o que fazer. © Lookatthatmoon / Reddit
  • Meu filho de 3 anos começou a se alimentar mal. Eu nem conseguia fazer ele comer mingau e salsichas. Pensei de ir ao médico, e minha sogra logo disse que o neto comia muito bem quando estava na casa dela: frutas e tudo saudável. Decidi verificar por conta própria. Fui à casa dela, e vi carne grelhada cheia de especiarias na bancada, um pote enorme de leite condensado e um bolo de chocolate. Fiquei chocada, pois em feriados, minha sogra leva comidas leves e saudáveis para comermos. Perguntei por que ela dava esse tipo de alimentos a uma criança de 3 anos, e a resposta foi: “Ah, ele gosta”. © Mamdarinka / VK
  • Com o nascimento da minha filha, minha sogra ficou fixada na ideia de que cuidávamos da nossa criança da forma errada. Muitas vezes tentei explicar, educadamente, que muitos dos métodos dela estavam desatualizados, e que eu consultava regularmente o pediatra. Mas não adianta, ela aparece aqui em casa sem ser convidada e começa a fazer as coisas do jeito dela. Certa vez ela quis colocar mercúrio no umbigo da neta, dar banho na criança com água de permanganato de potássio, enrolá-la em faixas e até mesmo pingar leite no nariz, supostamente para o limpar. O ápice da minha raiva foi quando fomos às compras com ela e ela gritou para mim no meio do shopping para não esquecer de lavar as mãos depois de sair do banheiro. Estou à beira de um colapso nervoso. © Ward 6 / VK
  • Minhas filhas têm cabelos escuros e cacheados. Como os filhos da minha sogra tinham cabelos lisos, ela não sabe fazer tranças nos cabelos das minhas meninas. Peço repetidas vezes para ela nem tentar, porque tenho de refazer, e as meninas reclamam de dor. Mas parece que ela tem uma competição com a minha mãe. E ela não tenta aprender, quer sempre fazer do jeito que acha certo. No final, não a deixei mais tocar nos cabelos das minhas filhas, e ela agora me pinta de vilã para os outros parentes. © Autor desconhecido / Reddit
  • Minha sogra sempre foi indiferente ao neto. Quando a neta nasceu, ela mudou. Passou a visitar mais, cuidava da pequena. Eu não dei muita atenção a isso na época. Mas, um dia, a irmã da minha sogra veio nos visitar e passou a noite aqui. De manhã, ela estava tomando chá e parecia preocupada. Perguntei o que aconteceu, e ela disse: “Tome cuidado quando seu marido viajar a trabalho”. Daí ela me contou uma história: uma vez, minha sogra contou a ela um plano inacreditável. Quando meu marido estivesse em viagem, ela plantaria “provas de que eu tinha um amante”. Isso me levaria ao divórcio, e ela conseguiria a guarda da neta no tribunal. E então teria a família perfeita: ela, o filho e a neta juntos. Sem mim. Imediatamente chamei um chaveiro e troquei as fechaduras. Contei ao meu marido, ele não acreditou. Mas ainda estou preocupada. © Podsushano / VK
  • Meu marido, meu filho, minha sogra e eu fomos a um parque de diversões. Eu disse que não era para dar ao meu filho bebida com leite. Porém, foi suficiente eu me distrair por um segundo, e minha sogra já estava dando uma bebida dessa à criança. Ignorou completamente meu aviso. Isso se repetiu algumas vezes até que meu marido deu um basta. Minha sogra perguntou por que não podia, e ele respondeu diretamente: “Porque eu disse que não!” Depois ele pegou a bebida e jogou no lixo. Ficou um silêncio constrangedor. © ThrowRAThrowRA90 / Reddit
  • Ultimamente, minha mãe tem me assustado um pouco. Ela começou a maltratar meu filho mais velho para dar preferência aos caprichos da minha filha mais nova. Ela nunca agiu dessa forma, mas nos últimos dias tem pressionado constantemente o neto: “Dê o brinquedo a ela, você é mais velho, ela é pequena”. Quando estou em casa, intervenho. Então minha mãe abraça a neta e chora com ela, dizendo que eu não amo a “pequenininha”. Meu marido tem personalidade forte e proibiu minha mãe de vir aqui. Está sendo difícil para mim, vejo como minha mãe sofre, mas tive de apoiar meu marido porque a saúde mental dos meus filhos é mais importante. Eles sempre se deram bem, mas depois do que minha mãe começou a fazer, eles começaram a brigar constantemente, e minha filha está sempre fazendo birra, dizendo que não a amamos. © Podsheshano / VK
  • Uma vez fomos visitar meus avós. Por um acidente, quebrei o pires favorito da minha avó. Era de um conjuntinho de jantar caro. Naturalmente, ela me repreendeu, e eu até fiquei “de castigo” por um tempo. Meu avó não gostou disso. Alguns dias depois, ele pegou todo o conjunto e fomos juntos para a floresta, onde ele disse para eu quebrar tudo o que queria. Depois minha avó deu uma bronca enorme no meu avô, mas para ele era importante que a neta ficasse feliz. © Caramel / VK
  • Minha sogra considera meu filho um gênio, e isso é um grande problema. Quando ele tinha 1 ano e chamava as pessoas conhecidas pelo nome, ela decidiu que ele era um verdadeiro prodígio e que deveríamos investir nele. Agora ele tem 3 anos, faz tudo o que seus colegas de idade fazem, é uma criança normal, mas para minha sogra isso não é suficiente. Ela acha que ele já deveria saber ler, escrever e recitar poesia clássica; e quer transferi-lo para uma escola para crianças superdotadas. Eu amo e, claro, considero meu filho o melhor de todos, mas luto contra minha sogra porque quero criar não um gênio, mas uma pessoa feliz. © Mamdarinka / VK
  • Meu filho teve uma assadura terrível por conta das fraldas. Consultamos o pediatra, passamos a usar fraldas de pano e começamos a treiná-lo para usar o penico. Agora ele tem 3 anos, usa o penico e raramente ocorrem “acidentes”. Mas minha sogra reclama o tempo todo de que ele é criança e deve usar fralda. Uma vez, deixei meu filho com ela por algumas horas. Quando o busquei, ele começou a reclamar de coceira novamente. Não entendi o que aconteceu inicialmente. À noite, porém, enquanto dava banho nele, vi a marca da fralda! Perguntei, e minha sogra respondeu que estávamos errados na forma de educar, que ele ainda era pequeno e tudo mais. Meu marido e eu decidimos não deixar mais nossa criança com ela. © ThrwayMILDiaper / Reddit
  • Deixamos nossa criança na casa da minha sogra, mas não conseguimos ir embora, ficamos no carro discutindo. De repente, vimos ela sair da casa com o neto. Ela entrou no carro, sentou no assento do passageiro e pôs o neto em frente ao volante de joelhos! Ela não nos viu, e eu logo berrei: “Pare agora mesmo!” Surpresa, ela disse: “Nossa, vocês ainda estão aqui”. Saí do carro e peguei meu filho. Ela começou a reclamar, dizendo que iam dar só uma voltinha no quarteirão. Nem quis discutir e nunca mais vou confiar nela. © beepincheech / Reddit
  • Estou criando minha filha sem meu marido, ele faleceu. Restaram as prestações, tive de trabalhar feito louca. A mãe do meu marido ajudava com a filha, pois adorava a neta. Após seis anos, quitei as dívidas e comecei a passar mais tempo com minha filha. Mas a avó percebeu que não era mais a “número um” da pequena e começou a virá-la contra mim. Eu dizia para minha filha estudar, e a sogra dizia que ela já era inteligente e podia descansar. Eu dizia que duas barras de chocolate eram demais, e minha sogra dava mais uma. Com isso, minha filha passou a preferir a avó, e aos 16 anos foi morar com ela. Isso foi muito doloroso para mim, mas decidi me concentrar no trabalho. Fui para outro país, trabalhar como cuidadora. Minha filha quase não ligava, e mesmo quando eu tentava conversar, ela me evitava. Recentemente, ela me ligou chorando: as provas estavam chegando, e ela se deu conta tarde demais e não estava conseguindo estudar. Gritou, me culpou e pediu dinheiro para professores particulares. Sinto pena, mas cada um é responsável pelo próprio destino. © Chamber 6 / VK
  • Deixei meu filho de 4 anos com a sogra. Ela me ligou no final da tarde e disse que o perdeu. Metade da minha vida passou diante dos meus olhos, e o caminho até chegar lá pareceu uma eternidade. Minha sogra ainda parou de atender o telefone. Consegui falar com a vizinha, que correu para procurá-lo. Logo ela me ligou de volta. O que aconteceu foi que meu filho se cansou de brincar e decidiu ir ao mercado sozinho. Ele pegou um suco, mas não tinha dinheiro para pagar, e aí a vendedora começou a perguntar o que estava acontecendo. Nesse momento, a avó chegou e levou o fugitivo de volta para casa. Fiquei perplexa com a negligência dela. © Mamdarinka / VK

Ser pai ou mãe não é uma tarefa fácil, por isso separamos aqui uma seleção com dicas de algumas atitudes que podem ser melhoradas na educação dos filhos.

Imagem de capa Overheard / VK

Comentários

Receber notificações
Sorte sua! Este tópico está vazio, o que significa que você poderá ser o primeiro a comentar. Vá em frente!

Artigos relacionados