Estas 12 histórias revelam que é impossível escapar do destino

Histórias
há 3 anos

O ditador romano Julio César disse certa vez: "Os homens, em algum momento, são donos do seu destino". A maioria de nós tende a concordar com essa afirmação, mas somente até o momento em que encontramos uma coincidência tão incrível que o destino nos parece uma ficção. Então, quem somos nós: os escritores de nossas próprias vidas ou apenas meros espectadores? Este post lhe ajudará a tirar suas próprias conclusões e, ao mesmo tempo, refletir sobre essas coincidências.

O Incrível.club compilou 12 histórias sobre o destino, cujos enredos se revelaram muito mais interessantes que os de filmes, porque vieram até nós graças à própria vida.

  • Recentemente conheci minha namorada, Ângela, pela Internet. No ano passado, eu menti para minha avó, inventando que tinha uma namorada com esse nome, que conheci na rede. Agora me faço esta pergunta: sou um profeta ou é destino?
  • Meu marido e eu morávamos na mesma cidade, tínhamos conhecidos em comum, estudávamos na mesma escola, só que eu era 7 anos mais nova do que ele. Mas, por algum motivo, eu não o conhecia nem me lembrava dele. Quando começamos a interagir, ele me paquerava e levava meus patins para minha casa. Alguns anos depois, quando estávamos saindo, ele me mostrou uma foto da sua formatura em que eu, ainda pequena, aparecia não muito longe dele.
  • Há meio ano, passeava pela cidade durante a noite e, atravessando uma ponte, vi uma jovem de pé no parapeito prestes a pular. Eu me aproximei silêncio, falei com ela e a convidei para tomar chá em minha casa. Agora, em uma semana nos casaremos. Às vezes você pode encontrar seu destino onde menos espera.
  • Hoje conheci uma jovem. Seu drone pousou no meu terraço e não pôde voar sozinho. Provavelmente, é o destino.
  • Ontem, durante uma caminhada noturna, algo desagradável me aconteceu: um mosquito entrou na minha boca. Cuspi no ombro esquerdo e, no mesmo instante, um jovem que estava me alcançando também cuspiu um inseto. Decidimos que isso era um sinal e decidimos nos conhecer melhor.
  • Um mês atrás, roubaram o telefone de uma amiga minha no ônibus, tirando-o do bolso. Recentemente, seu pai (que é motorista de táxi) atendeu a uma chamada de um telefone que um passageiro bêbado esqueceu no seu carro. O pai da minha amiga notou que o telefone tinha uma marca perfeitamente reconhecível: o desenho de um coração na capa do aparelho. Era o celular dela! Até as fotos suas ainda estavam salvas. Na cidade vivem cerca de 2 milhões de pessoas e há muitos serviços de táxi, mas o ladrão chamou justamente essa empresa e entrou nesse carro em particular.
  • Vários anos atrás, enquanto me preparava para um exame, ouvi um passarinho fofo do lado de fora da janela. Eu pensei comigo mesmo: "Passarinho, que lição vão me perguntar?" Eu contei as oito vezes que ele emitiu um som. Eu ri e continuei estudando, esperando que fosse a número um. A prova chegou e, surpreendentemente, me pediram a lição oito.
  • Neste verão eu me casei com um moço cujos vizinhos são os mesmos da segunda casa da minha família. Meu namorado decidiu contratar seu antigo colega como organizador da cerimônia, com quem estudei na mesma escola. Este homem foi a uma academia de dança e dançou com a antiga namorada do meu irmão numa festa na empresa da minha mãe. A avó do meu futuro marido morava numa rua vizinha. E seu melhor amigo, toda a sua vida, viveu na frente da minha casa e frequentava as mesmas lojas que eu. Tudo isso numa cidade grande!
  • Uma vez, em 1997, entrei no hospital no departamento de oftalmologia. Eu tinha 13 anos e lá conheci uma menina de 11 anos. Nos apaixonamos um pelo outro como adolescentes. Ainda não havia telefones celulares ou Internet, então passamos a nos comunicar por cartas. Mas eu tive que me mudar e perdi o endereço dela. Por anos, senti muito sua falta. Entretanto, o tempo cura: eu me casei, tive uma filha e me divorciei. De repente, sonhei com meu amor de infância. Eu a achei no Facebook e nos encontramos novamente exatos 20 anos depois. Ela também estava divorciada e tinha um filho. Estamos juntos há 2 meses.
  • Eu cresci numa cidadezinha. Após a formatura e antes de todos irmos morar nas grandes cidades, meus colegas e eu decidimos visitar uma cartomante local para nos divertir. Ela me disse muito pouco: "Seu destino e sua maior felicidade serão associados a uma linda flor clara". Quase 10 anos depois, eu estava dirigindo e parei num semáforo. Liguei o rádio e o apresentador disse: "E a sua felicidade está bem na sua frente, você só precisa olhar mais atentamente." Eu olhei para frente e vi uma menina andando pela rua segurando um vaso com uma orquídea branca. Não sei o que me passou pela cabeça, mas parei o carro e corri atrás dela. Eu a perdi no meio da multidão, mas acabei encontrando outra garota que estava na minha frente. Ela caiu e torceu o pé, então eu a levei para o hospital. Foi assim que nos conhecemos e, há muitos anos, ela é minha esposa e o grande amor da minha vida. Ela tem cabelos muito claros e um nome lindo: Flor de Lis.
  • Meu namorado é quase 12 anos mais velho que eu. Recentemente, ele me levou para a casa de sua família para me apresentar seus pais. Olhando os álbuns de fotos da infância de meu namorado, descobrimos que seu irmão e eu estudamos na mesma classe na escolinha. Lembrei-me de que todas as meninas da turma estavam encantadas, até apaixonadas, de um jeito infantil, por um menino muito bonito, seu irmão mais velho (hoje meu namorado), que às vezes vinha buscá-lo. E na última festa de final de ano, quando demos a todos os pais e parentes presentes que nós mesmos fizemos, eu me aproximei desse garoto e disse que queria casar com ele. Hoje ele me deu uma aliança e me disse que tinha grandes esperanças de que essas palavras ainda fossem válidas. Esta é a realização de um sonho de infância depois de 17 anos.
  • Meu amigo me deu uma muda de uma flor para plantar num vaso e me disse que quando ela florescesse, eu encontraria meu destino, o amor da minha vida. Hoje meu gato a devorou. Esse foi o seu fim e, pelo visto, também para a minha vida sentimental.

E você ou seus amigos, passaram por histórias semelhantes que fizeram você acreditar no destino?

Comentários

Receber notificações
Sorte sua! Este tópico está vazio, o que significa que você poderá ser o primeiro a comentar. Vá em frente!

Artigos relacionados