19 Histórias sobre o primeiro amor que são mais legais do que telenovelas

Histórias
Há 2 semanas

Para algumas pessoas, o primeiro amor foi o início de um grande relacionamento; para outras, um pequeno episódio em uma longa telenovela. Mas poucas pessoas são indiferentes à lembrança desse momento, porque a primeira paixão mexe, de fato, com nossos sentimentos.

  • Eu tive um grande amor nos tempos de escola, mas ele queria um relacionamento sério, eu não, por isso terminamos. Passou certo tempo, cheguei a me casar e me divorciar. Ele também se casou e teve filhos. Quando precisei visitar meus pais, ele me ofereceu uma carona, pois também ia para a região. E então ele começou a flertar. Respondi: «Desculpe, você não me esperou naquela época e já criou uma família. Não lido com homens casados. Obrigada pela carona e pela conversa». E fui embora. © Lakris1 / Pikabu
  • Eu me apaixonei por uma colega de classe, e no Ensino Médio começamos a namorar. Após quatro anos, ela terminou comigo. Mais tarde, nós nos vimos durante um encontro com os formandos. Não, ela não estava casada com três filhos e cinco cachorros. Ela era bonita e continuava linda. O curioso foi que, naquele momento, eu já estava em um relacionamento com minha futura esposa. Levei minha ex-colega de classe até a casa dela, disse «tchau» e fui embora contente. Percebi que eu não a amava mais, e ela queria reatar, mas eu estava feliz com a minha família. © AAZhu / Pikabu
  • Minha amiga se apaixonou por um rapaz aos 13 anos e ficou apaixonada por ele até se formar. Ele também gostava dela, mas tinha uma namorada na época. 15 anos depois, minha amiga decidiu se casar. Contudo, um dia antes do casamento, ela reencontrou o seu primeiro amor, e ele estava solteiro! Por fim, eles passaram a noite juntos em um hotel. Minha amiga cancelou o casamento e viajou para um lugar aleatório com seu verdadeiro amor. Ela sempre manda fotos e parece estar muito feliz. © Overheard / VK
  • Meu ex-namorado, meu primeiro amor, me largou após um ano de relacionamento. Hoje, ele reapareceu e disse que gostaria de começar tudo do zero, indicando que eu havia «passado no teste»: não namorei ninguém depois do término e sofri por causa dele. Não sei de onde ele tirou que isso é sinal de amor. Eu realmente sofri muito, mas fechei a porta para ele. E amadureci. Nã. vou mentir, eu ainda o amo, mas encontrei uma forma de seguir em frente. © Overheard / Ideer
  • Meu primeiro amor foi uma menina que conheci em um acampamento da escola. Tínhamos 13 anos na época. No verão do ano seguinte, nos encontramos e decidimos que ficaríamos juntos até o fim das férias, antes do início das aulas. Lembro-me bem de uma saída à noite, em que dançamos a noite inteira como dois loucos. Até hoje me lembro dela, embora já tenham passado 35 anos. © StuckInNov1999 / Reddit
  • Consegui manter uma amizade com meu primeiro amor. Vez ou outra saímos juntos, ele é família para mim. Há 12 anos eu o amo como pessoa, mas não tenho mais sentimentos românticos por ele. © MoonMuff / Reddit
  • No segundo ano da escola, eu gostava de um menino chamado Igor. Tentei dar o primeiro passo, puxando conversa, e descobri que ele tinha um gato em casa. Eu detesto gatos, mas decidi desenhar o pet dele. Eu não desenho mal, então o resultado ficou muito legal. Pus o desenho na mesa dele com uma pequena mensagem: «Da Sara para o Igor». Quando todos voltavam do intervalo, fiquei esperando para ver a reação dele. Ele olhou o desenho, leu a mensagem e... amassou o papel. Não acho que preciso dizer que meu amor acabou naquele instante — e de forma brutal. Que fim! Esforcei-me tanto para ele fazer aquilo com o meu presente. Depois daquele dia, larguei de mão e tentei segurar a raiva que sentia.
  • Nós tínhamos 13 anos e éramos de famílias humildes. Nossos pais não aprovavam o nosso namoro e fizeram de tudo para nos separar. Certa dia me informaram que ela estava indo morar com a tia em outra cidade. Uma hora antes da partida! Ao menos conseguimos nos despedir, ela me deixou seu número, mas depois a tia o trocou. Passei um ano tentando a encontrar na internet, e enfim consegui. Namoramos por três meses e depois ficamos afastados por cinco anos por conta de problemas pessoais. Mais tarde reatamos e chegamos até a fazer planos para o futuro. Porém, por algum motivo, ela disse que eu estava reacendendo traumas dela da infância. Eu tinha 28 anos e a perdi novamente. © Zonerdrone / Reddit
  • Eu tinha 5 anos quando participei de um acampamento escolar. Lá, havia um menino três anos mais velho que eu, que praticava artes marciais. Certo dia, antes de ir dormir, ele conseguiu despistar os professores, abriu a porta do meu quarto e jogou um bilhetinho no chão. Todas as meninas se aglomeraram à minha volta, querendo que eu o lesse em voz alta. Fiquei com muita vergonha, pois a mensagem era exclusivamente para mim, por isso não o abri. Depois, o arrependimento da minha vida ocorreu. Fiquei com medo de os professores encontrarem o bilhete, por isso o rasguei e o pus embaixo do colchão, sem nunca ter lido o que estava escrito nele. © Kseniya_m / ADME
  • Namorei com um rapaz na faculdade, depois acabamos brigando. No dia seguinte, ele agiu como se não me conhecesse. Não deixei transparecer, mas meu coração ficou partido. Enquanto saía de uma das aulas, eu o vi beijando outra garota. Passei por ele e, na saída, encontrei o melhor amigo desse garoto. Ele me abraçou enquanto eu chorava nos ombros dele. Mais tarde, ele me chamou para ir a um show e, no dia seguinte, começamos a namorar. Ficamos juntos por mais quatro anos.
  • Quando jovem, me apaixonei pela garota mais bonita da faculdade. Gastei todo meu dinheiro comprando presentes para ela, mas depois quebrei a cara. Ela tinha outros pretendentes para namoro, homens com muito mais dinheiro. Após certo tempo, esqueci-a. Ela me escreveu 10 anos mais tarde, me chamando para um encontro. Decidi olhar melhor o perfil dela nas redes sociais e vi que ela estava em uma cadeira de rodas nas fotos. O que aconteceu foi que ela sofreu um acidente há três anos e ficou debilitada. E o ódio me consumiu! Ou seja, por falta de esperança, ela decidiu escrever para seu velho namoradinho porque os homens cheios da grana não a quiseram mais. Rejeitei sair com ela e paramos de nos falar. © Overheard / Ideer
  • Me apaixonei por um garoto na escola. Em algum momento do 8º ano, descobri que ele também gostava de mim. Nós dois éramos tão tímidos que não deu certo. Acabei indo para a faculdade e comecei a namorar. Ficamos juntos por dois anos até perceber que não poderia continuar a ignorar os sentimentos que tinha pelo outro rapaz. Terminei com meu namorado e escrevi para o meu grande amor. Então, seis anos depois, estamos indo morar juntos. Também estamos planejando nos casar. © nekobecca / Reddit
  • Namorei um garoto no Ensino Médio até meus pais me mandarem para outra cidade. No começo, trocávamos mensagens, mas depois paramos de nos falar. Então, uma mensagem da minha amiga: «Você não vai acreditar com quem seu namoradinho se casou!» Eu e essa minha amiga fomos ao mercado onde a garota trabalhava como caixa, e ela soltou: «Desculpe, mas você é a Olga? Reconheci você imediatamente, o Marcos me mostrou muitas fotos suas». Fiquei sem reação, disse que estava sem tempo para conversar e fui embora. Ela se despediu da gente com um ar de alívio. © staloweselo / Pikabu
  • Namorei meu primeiro namorado por duas semanas. Depois, a ex dele apareceu e eles voltaram. Fiquei devastada. Quando minha mãe descobriu, ela disse: «Que canalha! Não fique triste, logo ele volta para você». Ela me deu vários conselhos sobre como me portar na companhia dele. Não pensei duas vezes e segui o que ela sugeriu. Dois meses mais tarde, ele enviou uma mensagem: «Vamos nos encontrar e conversar». Pensei, por que não? No encontro, ele disse que se arrependeu e pediu para voltar. Eu o perdoei e namoramos por dois anos. O conselho da minha mãe foi simples: elevar minha autoestima e fingir que não me importava com ele.
  • Namoramos na escola, mas terminamos após a formatura — não nos dávamos bem. O término foi doloroso, e me mudei logo depois, então ficamos sem nos falar por um longo tempo. Após cinco anos, minha mãe enviou uma caixa com minhas coisas, e entre elas havia um caderno dele. Encontrei-o na internet e perguntei se ele queria buscar o caderno. Voltamos a conversar e, desde então, somos amigos há mais de 10 anos. © Forward_Ad6168 / Reddit
  • Eu era apaixonado por uma colega de classe, mas não sabia como demonstrar o meu afeto, apenas tentava flertar. Na graduação, estraguei tudo: fiz uma brincadeira de mau gosto. Depois me mudei para outra cidade e tentei namorar outra garota, mas sem sucesso. Após cinco anos, minha antiga turma marcou um reencontro, e lá eu a vi novamente. Ela estava ainda mais linda! Porém, fiz a coisa mais louca da minha vida: pedi a mão dela em casamento na frente de todo mundo. E ela, chocando nossos colegas ainda mais, aceitou. Só então fiquei sabendo que ela me amava também por todo aquele tempo. Nós nos casamos pouco tempo depois, tivemos duas crianças lindas e celebramos há pouco 10 anos de casamento. © Overheard / Ideer
  • No 7º ano da escola, eu tive uma grande paixão por um colega da aula de artes na escola. Eu o conhecia há três anos e o odiava por conta de sua língua afiada. Então, em um belo dia, meus sentimentos mudaram, e ele começou a me cativar. Eu queria me declarar na formatura, mas ele foi embora cedo. Depois, passei a estudar na universidade, pensei em dizer algo, mas perdi a coragem. Dez anos mais tarde, eu o achei na internet e tivemos um encontro. O jantar não foi nada de mais, ele parecia menos cativante do que antes, e eu não queria entrar em um relacionamento. Mas ele não quis me largar e ficamos juntos por quase dois anos. Estávamos prestes a nos casar, mas nos separamos por causa de um mal-entendido bobo. Há pouco tempo, fiquei sabendo que ele se casou e se divorciou rapidamente. © Elena Melnikova / Facebook
  • Meu primeiro amor é minha esposa. Eu tinha 16 anos quando nos conhecemos e já faz 33 anos. Estamos casados há sete anos e por todo esse tempo parece que fomos feitos um para o outro. Nem sei o que seria da minha vida sem ela. © Atari_Ferrari / Reddit
  • No Ensino Médio, tive meu primeiro amor. Antes de conhecê-lo, eu era uma excelente aluna, mas depois os hormônios bateram e me perdi um pouco. Ao fim do ano, o moço dos meus sonhos se mudou para outra cidade. Por dois anos, não conseguia me focar, minhas notas caíram. Então, em um belo dia, fiquei sabendo que ele iria viajar para um resort com a família. Descobri o nome do hotel, a cidade, e convenci meus pais a irem para lá. Eu o encontrei depois de tantos meses, e ele ficou totalmente surpreso. Hoje ele é meu marido e acredita piamente que foi tudo uma ironia do destino. Bem, acredito que cada um cria sua própria felicidade. © Overheard / Ideer

Os relacionamentos amorosos são cheios de reviravoltas imprevisíveis, não apenas durante os primeiros encontros, mas também na vida familiar. Para celebridades, que têm a vida exposta ao público, pode ser ainda mais difícil, pois o povo parece ter sempre algo a dizer.

Imagem de capa AAZhu / Pikabu

Comentários

Receber notificações
Sorte sua! Este tópico está vazio, o que significa que você poderá ser o primeiro a comentar. Vá em frente!

Artigos relacionados