17 Vezes em que internautas contrataram um serviço e se arrependeram amargamente

Curiosidades
há 2 meses

Às vezes, tudo o que precisamos é contratar o serviço de um profissional para não termos de lidar com o problema. Por exemplo, em vez de passar o dia inteiro fazendo uma faxina na casa, você decide contratar o serviço de diarista para poder aproveitar o final de semana. Ou no lugar de tentar lavar uma jaqueta suja, apenas a entrega em uma lavanderia. Claro, sempre esperamos ter um ótimo resultado, afinal, estamos pagando. Porém, às vezes, ao olhar para o serviço entregue, só nos passa pela cabeça: «Eu mesmo deveria ter feito isso».

  • Tenho dois filhos pequenos e dois gatos peludos em casa. Quando o caçula tinha cerca de 1 ano de idade, decidi contratar o serviço de diaristas de uma empresa, pois não tinha energia para fazer um «faxinão». O pessoal veio e limpou a casa — ficou um brinco! Um mês depois, quis repetir e liguei para lá, mas dessa vez queria contratar uma limpeza simples. Até que uma moça simpática do outro lado do telefone disse: «Ah, da última vez a sua casa estava tão suja que nossos especialistas tiveram de suar pesado, apenas uma faxina geral resolve seu caso». Fiquei sem saber onde enfiar a cara de tanta vergonha... © Overheard / Ideer
  • Uma vez, um carro passando na rua jogou lama no meu casaco rosa. O que eu poderia fazer? Tive de levá-lo a uma lavanderia. Expliquei que tinha respingado lama da rua na peça. Então, a recepcionista disse: «Não se deve andar na rua com roupas de cores claras!» © SanSoda / Pikabu
  • Contratei uma empregada doméstica depois que sofri um acidente. Ela veio e fez a faxina. À noite, uma amiga me ligou.
    — Você contratou uma empregada doméstica?
    — Sim.
    — Não é aquela garota, é?
    — Ela mesma. Por quê?
    — Ela está falando de você e te julgando.
    Acontece que a «querida» saiu lá de casa e foi direto espalhar fofocas. Disse que sou suja, que meu apartamento estava imundo (depois do acidente, passei a usar um colar de plástico devido a uma lesão no pescoço), falou até do meu marido e dos meus filhos. Contou que temos um cofre em casa, e que provavelmente escondemos milhões lá. E que na geladeira temos isso e aquilo... Enfim, fiquei chocada. Eu a demiti imediatamente. © AstroKalinka / Pikabu
  • Levei o carro para o lava-jato e me ofereci para pagar um pouco a mais pela lavagem, pois o carro estava claramente sujo por dentro (passei uma semana conduzindo alunos do terceiro ano do Fundamental, eles derrubaram comida, refrigerante, e ainda pisotearam o que caiu no tapete). O que o proprietário, que também é o higienizador de carros, fez? Tirou fotos do interior e as enviou para um conhecido dele (que, coincidentemente, é meu primo), dizendo: «A sua prima é muito suja. Veja só o chiqueiro que ela tem!» E meu primo, com quem não me dou muito bem, contou para todo mundo nas reuniões de família e ainda mostrou a foto. © Lirala / Pikabu
  • Meu tio mora em uma cidade pequena e gosta de xadrez, chegou até a cuidar do clube de xadrez da cidade. Um dia, eles receberam dois belos lustres de presente. Titio decidiu que os antigos deveriam ser substituídas pelos novos. Então, achou o anúncio de um faz-tudo, ligou e explicou o que deveria ser feito. A princípio, a chamada ficou em silêncio, até que veio a resposta: «Ora, você não pode fazer isso sozinho? Isso dá para fazer em 10 minutos, minha nossa».
  • Contratamos uma babá que tinha mais de 30 avaliações cinco estrelas em um site especializado. Depois de alguns meses, senti que algo não estava certo, então instalamos uma câmera escondida na casa por alguns dias. Ficamos chocados com o que vimos: ela assistia televisão por 5 horas seguidas, mexia no bebê por menos de uma hora e o deixava sozinho no berço. Ele dormia por um tempo, mas chorava de 1 a 2 horas. No primeiro dia, achei que era um acaso e não um padrão. Porém, quando isso aconteceu novamente no dia seguinte, percebi que tinha de tomar alguma providência com a babá. Eu disse que iria instalar uma câmera na sala de estar, e ela respondeu que não trabalharia sob vigilância. Foi o fim da história. Algumas semanas depois, ela me escreveu pedindo uma avaliação cinco estrelas do seu trabalho. Não sei o que fazer: não quero apenas criticar, mas também não quero escrever coisas boas sobre ela. © Teddybear2018 / Reddit
  • Contratei um serviço de diarista. Veio uma mulher, bastante jovem. Não faxinava lá muito bem. Fazia tudo como bem queria. Uma vez, seu perfil nas redes sociais apareceu para mim e descobri que a moça tirava fotos das casas de seus clientes, ou melhor, da roupa suja e da bagunça, e depois as publicava na Internet com comentários do tipo: «Vejam só que...» (e mais insultos). Então, decidi informar isso para a agência dela. No fim, a mulher me enviou uma mensagem dizendo que estava indignada pelo que eu tinha feito. © Latakia.Smoker / Pikabu
  • Um homem estava reformando meu apartamento alugado. Aluguei o imóvel a amigos e o profissional foi recomendado por parentes. O cara prometeu terminar em duas semanas, mas não concluiu em um mês. Ele comia minha comida e ainda passava o dia perambulando por aí, mas não foi nem isso que me irritou. Um dia, quando eu não estava, minha mãe veio me visitar e viu a seguinte cena: esse homem de cueca dormindo no sofá. Foi nesse momento que minha paciência se esgotou. Após uma acalorada discussão com o «profissional», com a participação dos proprietários do apartamento e dos próprios parentes que deram a recomendação, a obra foi concluída em 3 dias e ainda teve um desconto de 80% no valor acordado. © Maria.T / Pikabu
  • Após o segundo parto, minha saúde piorou e eu não tinha energia para as tarefas domésticas. Então, encontrei uma mulher que cozinhasse para nós. Um dia, entreguei-lhe filés de peru e pedi que os preparasse. Quando ficou pronto, percebi que não estava em quantidade suficiente. Fiquei indignada, dizendo que tinha lhe dado um quilo de carne! A cozinheira, então, disse: «Você mesma falou que estava de dieta. Cortei todos os pedaços com gordura fora». Ela descartou metade do peru. Lembrei a ela que eu quem tinha comprado os filés. A mulher tinha recebido um pagamento generoso pelo serviço, mas não durou mais muito tempo.
  • Fui ao lava-jato. Disseram-me que o carro estava sujo (eu só dirijo de casa para o trabalho e vice-versa, e estaciono em um estacionamento subterrâneo). Concordei, afinal, por isso tinha ido até lá. «Não, veja bem, ele está sujo, você precisa de uma lavagem com nano material, um tratamento aqui e ali, e uma lavagem a seco completa», falaram. E o valor aumentou 3 a 4 vezes mais do que o passado inicialmente, como se eu tivesse trazido um automóvel saído diretamente do ferro-velho...
    A segunda situação foi com uma diarista. O serviço foi acordado diretamente com ela, e não com uma empresa. Eu lhe disse que precisava limpar a cadeirinha de refeição do pequeno. «Ah, você já limpou ela? Está muito suja! Parece que não foi limpa há uma semana», ela respondeu bufando. Querida, você nem viu o banheiro ainda, e todos nós usamos o banheiro. © Lilu72 / Pikabu
  • Contratei uma limpeza geral completa para um apartamento de dois cômodos, paguei US$ 40 (a propósito, esse é o meu pagamento de dois dias de trabalho!). Para minha surpresa, apenas uma jovem apareceu. Ela trabalhou por pouco mais de duas horas e fez o melhor que pôde, mas ainda havia muito trabalho a ser feito. A moça não tirou o pó de todas as superfícies, não limpou o lustre, não limpou muito bem o chão, deixou sujeira nos cantos e assim por diante. Liguei para a empresa para fazer uma reclamação do trabalho da diarista e fiquei perplexo com a resposta: «Seu apartamento estava muito sujo. Se quiser uma limpeza completa, custará o dobro do preço!» Depois disso, parei de contratar serviços de limpeza diretamente a empresas. E, bem, a faxineira do meu trabalho recebe US$ 160 por mês, e ela limpa todos os dias. © Evgeny Raev / ADME
  • Ah, eu também costumava contratar serviço de diarista. A primeira profissional costumava ligar para mim e meu namorado cerca de 10 vezes durante o dia, e para fazer perguntas bobas do tipo: «Como faço para usar a secadora de roupas?» (temos uma completamente padrão). No entanto, ela logo descobriu como assistir vídeos na televisão. A segunda era terrivelmente preguiçosa. Pedíamos que fizesse algo específico, mas ela simplesmente se recusava e ficava ali dobrando a roupa por uma hora. Por fim, percebemos que tudo isso estava trazendo mais problemas do que benefícios. © Hewathan / Reddit
  • Alugamos um apartamento caro na Turquia por dois meses por meio de uma agência. Devido a algumas circunstâncias, tivemos de sair um dia antes, era um domingo. Não havia ninguém para receber o apartamento no fim de semana, então combinamos que na segunda-feira a faxineira e o corretor de imóveis viriam, dariam uma olhada em tudo e nos devolveriam o depósito de US$ 300 de caução. Na segunda-feira, recebemos um vídeo da diarista, no qual ela nos chamava de «sujismundos» e perguntava como conseguíamos viver assim. Não tinha nada de mais no apartamento. Sobraram alguns alimentos abertos, alguns pratos sujos deixados na pia e alguns brinquedos espalhados. Liguei imediatamente para a diretora da agência e disse a ela que provavelmente não seria uma boa ideia a equipe de limpeza falar com os clientes nesse tom! A mulher ficou furiosa e nos ofereceu US$ 150 por danos morais. © Laminato** / Pikabu
  • Quando meu filho tinha 5 meses, encontrei uma babá para ele: uma mulher mais velha, enfermeira, que tinha experiência em cuidar de crianças. Quando deixávamos o bebê aos seus cuidados, ela nos pedia para colocá-lo no carrinho de bebê ou no andador. Quando pegávamos o pequeno, geralmente ele também estava no carrinho de bebê. Entendia que ela não poderia carregá-lo nos braços o dia todo, por isso não prestei atenção em detalhes como esse no início. A mulher estava cuidando do nosso filho há cerca de 4 meses quando soltou, casualmente: «Ah, eu nunca o carrego no colo!». E então, de repente, percebi que meu filho não tinha nenhum contato humano durante todo o dia. Ele só saía do carrinho ou do andador quando era levado para o berço ou do berço para o tapete. E tinha sido assim há meses! Senti uma repulsa assustadora por essa mulher e a demiti. © cassiopeia1280 / Reddit
  • Minha esposa simplesmente não tinha tempo para lidar com a situação das crianças, seus pais doentes e ainda trabalhar. Seguindo o conselho de amigos, contratamos uma diarista que vinha três vezes por semana para limpar, lavar roupa e preparar comida para nós e para os idosos. O valor por dia era maior do que meu dia de salário, mas tínhamos de pagar. No início, parecia que estávamos melhorando de situação: havia comida, a casa estava limpa. Porém, depois de algumas semanas, a sujeira voltou a aparecer e os mantimentos estavam acabando mais rápido do que aparecia comida pronta. Ativei as câmeras da casa, que estavam penduradas ali há alguns anos, sem uso e sem necessidade. No fim, descobrimos que tínhamos um hóspede dentro de casa: a mulher deitava e assistia a séries de TV, cozinhava bastante para ela, tomava banho de piscina e ainda andava com o roupão da minha esposa. Tivemos que nos render à minha sogra e chamá-la para morar conosco. É claro que ela é uma mulher de ouro. Contudo, quando tudo melhorou e a sogra foi embora, respiramos aliviados. © Vudpeker / Pikabu
  • Sou dona de casa. Hoje consegui uma babá para meu filho de 2 anos porque estou tendo um pouco de dificuldade com ele depois da cirurgia, preciso me recuperar. Não planejei nada de especial, só queria descansar. Minha filha está com a dentição nascendo e também está estressada por causa do treinamento para aprender a usar o penico, por isso não se comporta muito bem e às vezes faz birra. Em geral, eu não esperava poder relaxar completamente como precisava, mas ainda esperava contar com a ajuda de uma babá. Contudo, não foi bem assim: o bebê ficou o dia todo pendurado em mim, agarrado às minhas pernas e não deu um passo sequer. Como não sou uma pessoa conflituosa, pedi gentilmente à babá que mantivesse a criança ocupada. Ela tentou por cerca de 30 segundos, e então minha filha correu de volta para mim. Em vez de distrair o bebê, a babá me pediu a senha do Wi-Fi. Ela ficou no celular a maior parte do tempo e saiu uma hora mais cedo do que havíamos combinado de início (e sim, eu a paguei). Porém, estou chocada, claro. © pentalith / Reddit
  • A diarista lavou toda a superfície do fogão do meu apartamento alugado com um produto superpotente: tanto os números como a temperatura do forno ao redor dos botões foram apagados. No mais, não deixou meus ouvidos em paz contando relatos de seus clientes, não saia do meu pé. Quando tentava entrar no quarto ao lado, ela gritava: «Venha cá!» Uma hora, me perguntou se o apartamento era próprio ou alugado. Quando soube que era alugado, começou a resmungar, dizendo: «Que horror, isso não é um apartamento, mas um chiqueiro. Está tudo sujo, a poeira se acumulou no teto, nos cantos». Tive de esperar até a faxina terminar para poder respirar tranquila. Depois, fiquei com medo de contratar outro serviço de limpeza por um longo tempo. Eu não sabia se viria uma diarista como aquela de novo. © Skunk / ADME

Claro, seria ótimo poder fazer tudo com calma por conta própria, mas nem todo mundo tem o tempo ou a energia necessária para isso no momento. Enquanto algumas pessoas conseguem fazer uma obra-prima usando materiais de casa para facilitar o dia a dia, outras precisam de ajuda para descobrir qual lado do esfregão é melhor para limpar o chão ou que objetos precisam ser limpos com mais frequência. E está tudo bem, afinal, somos todos diferentes.

Comentários

Receber notificações
Sorte sua! Este tópico está vazio, o que significa que você poderá ser o primeiro a comentar. Vá em frente!

Artigos relacionados