18 Internautas contaram qual foi a gota d’água que lhes fizeram se demitir do trabalho

Gente
há 1 ano

Achar um ambiente de trabalho tranquilo é uma verdadeira loteria. E o prêmio principal é um chefe honesto e colegas amigáveis, sempre prontos para ajudar e compartilhar suas experiências. Mas esse nem sempre é o caso. Às vezes, uma equipe aparentemente “normal” está mais focada em construir intrigas e escândalos do que criar uma atmosfera amistosa no escritório. Isso sem contar quando o salário nunca cai no dia correto.

Nós, do Incrível.club, acreditamos que nada vale mais do que a saúde mental, mesmo que para isso seja necessário se demitir de um emprego tóxico, como fizeram os internautas do nosso artigo de hoje. Confira!

  • Trabalhei em muitos lugares, e alguns por um curto período. Em um desses casos, consegui um emprego como contador. No meu primeiro dia, uma contadora que estava se aposentando começou a me passar os arquivos e, no segundo dia, não apareceu mais, embora tivesse de trabalhar por mais alguns dias ainda. Ela não atendia mais o telefone. Alguns dos arquivos de documentos ficaram inacabados. O contador-chefe gritou comigo, depois me mandou ir ao RH pegar o endereço da mulher, ir até a casa dela e arrastá-la para o trabalho para que terminasse o serviço. Fui até o RH, peguei a papelada e fui para casa. © okrk / Pikabu
  • A minha vida toda fui atormentada por causa do meu cabelo crespo. Uma vez, no meio do trabalho, a diretora lambeu a mão e ajeitou meu cabelo. Fui até o RH e anotei que a razão da minha demissão era que a diretora tinha lambido minha cabeça. © Butterbell / Reddit
  • Trabalhei em uma construtora. Após uma fiscalização, emitiram uma multa sobre uma coisa que eu já tinha alertado repetidas vezes! Meus chefes me chamaram e disseram para eu pagar a multa já que era uma infração na minha área. Bem, deixei o cargo, pedi demissão e removi do banco de dados todos os relatórios e regulamentos que desenvolvi e tinha implementado nos últimos 2 anos. Deixe-os resolverem sozinhos a bronca! © Valentin Lee / AdMe
  • Acabei vendo uma conversa de um colega de trabalho onde ele falava sobre minha vida pessoal. Que meu marido “pisava” em mim, que eu era uma pessoa miserável. Conseguimos sobreviver a essa crise, e agora temos confiança e compreensão mútua. Me demiti, trabalhar com gente assim não é saudável. © Overheard / Ideer
  • O humor da minha gerente mudava em questão de minutos. Ela entrava no escritório toda alegre, elogiava todo mundo, então, depois de 10 minutos tudo mudava. Até os homens mais durões morriam de medo dela. Mas o clímax foi quando ela foi lavar as mãos um dia e voltou dizendo: “Chame o engenheiro-chefe aqui para descobrir o porquê de a água estar saindo tão fria da torneira”. Foi aí que percebi que era hora de sair daquele manicômio. © Overheard / Ideer
  • Trabalhava em uma floricultura. Antes do dia 8 de março, fizemos uma reunião para discutir a escala do dia do feriado: três floristas, três assistentes, um caixa e um telefonista. Ainda era dia 6, e eu e meu colega de turno ficamos ouvindo que éramos muito lentos, que não éramos bons no trabalho e não fazíamos nada sem a chefa mandar, nem mesmo varrer o chão. Antes do feriado, nos demitimos. Trabalhe você como florista, telefonista e ainda se vire para limpar o chão, se é tão durona. © Overheard / Ideer
  • Meu chefe ficou enrolando uma promoção (muito merecida) durante um ano. Ele ficava dizendo que não tinha dinheiro para isso no momento. Então, pegou e promoveu o estagiário que eu treinei! Além disso, ele impediu minha transferência para outro departamento. Bem, apenas dei o fora de lá. © Unknown author / Reddit
  • Por causa do ar-condicionado, eu e meus colegas de trabalho ficamos doentes por algumas semanas. Continuamos trabalhando de casa e até íamos ao escritório ocasionalmente. Pedi para desligar um dos três ares-condicionados, mas os patrões disseram que ficaria quente para os outros. Depois pedi para me realocarem, também recusaram. Então, falei que a gestão não se importava com a saúde dos funcionários, mesmo que isso diminuísse a eficiência da equipe. © kateyrm / Instagram
  • Trabalhava mais de 60 horas por semana. Acabei no hospital por causa disso e fui rebaixado porque não me “dedicava” o suficiente. © Dr_Dick_Douche / Reddit
  • Era comum em nosso departamento chegarmos um pouco atrasados. E o nosso chefe gostava de nos repreender quando isso acontecia (embora não tivéssemos de lidar com clientes). Então, uma vez eu lhe disse: “Por que é normal ficar à noite trabalhando de graça por algumas horas e estar 5 minutos atrasado de manhã é todo esse pesadelo, um crime?” Ah, o que aconteceu em seguida... Acabei me demitindo depois, cansei de acordar cedo. Agora vou trabalhar às 11h. © Reistlin Majere / AdMe
  • Uma vez, meu escritório simplesmente “perdeu” 500 dólares meus ao depositá-los na conta errada. E não queriam me compensar. © Yventy / Reddit
  • A gerência decidiu que eles não tinham condições de me pagar um salário tão alto. Então, arquitetaram um plano nos bastidores após a notícia da minha gravidez. Foi inútil tentar provar que não fiz “de propósito”. A dona da empresa ficou indignada, mas como não tinha o direito de me demitir por lei, ela imediatamente me informou que, devido à gravidez, eu não poderia trabalhar em plena capacidade e, portanto, meu salário agora seria 2 vezes menor mesmo fazendo a mesma coisa. E para que tudo fosse legal, era preciso me transferir para outro cargo. Não discuti, assinei tudo o que era necessário, saí de férias por um período de 12 semanas e nunca mais voltei. Peguei atestado atrás de atestado até minha licença-maternidade. Minha chefe ficou com ódio, porque não podia transferir minhas responsabilidades para ninguém, e meu cargo era importante. Paralelamente, fiquei trabalhando como freelancer e recebi licença-maternidade com base no meu antigo salário. Devolvi o computador para o trabalho, mas apaguei todos os arquivos antes. Passei um ano e meio de licença-maternidade e consegui um bom emprego depois. © Galina Belovodchenko / Facebook
  • No começo, o trabalho do meu marido pagava certinho. Então, começou a atrasar. Depois, começou a atrasar muito. E tínhamos financiamento para pagar e eu estava de licença-maternidade na época. Os chefes sempre pediam compreensão e diziam que tudo ia ficar bem. Mas, todo mundo os via ostentando. Foram 5 meses de atraso, as dívidas se acumularam, então meu esposo cansou. Ele que cuida das senhas dos computadores e decidiu não ir mais trabalhar. Então, um dos chefes ligou: “Onde você está? O que está acontecendo?” Meu marido disse que estava farto e que sem pagamento não iria trabalhar. O patrão disse: “Tudo bem, tire uma folga, apenas me dê a senha”. Meu esposo se recusou e disse que só daria se pagassem tudo que estava atrasado. O trabalho era muito urgente para uma organização importante. Eles não tiveram escolha, o dinheiro foi pago, mas ainda repreenderam meu marido: “Estamos pagando, mas por sua causa o restante dos funcionários ficará sem salário”. Meu esposo se demitiu logo depois. © Tatiana Gluschenko / AdMe
  • Quando faltei alguns dias de trabalho porque meu pai morreu, meu chefe me disse que eu deveria ter planejado melhor a folga, pois sabia que papai estava doente e não tinha muito tempo de vida. © getahitcrash / Reddit
  • Trabalhei por 2 anos em uma pequena construtora. Foi meu primeiro trabalho de verdade depois da faculdade. Mas minha colega de trabalho era horrível. Soube que precisava sair daquele emprego no dia em que ela estalou os dedos para mim como se eu fosse um cachorro e jogou um pacote em mim. © goalieamd / Reddit
  • Estava começando em um emprego novo. Meu patrão era um homem presunçoso de 35-40 anos. Sou uma mulher bonita de 25 anos. Precisava de um dinheiro urgente antes do meu salário. Decidi perguntá-lo se podia me adiantar. Ele jogou algumas notas sobre a mesa e disse: “Sim, me faça um café”. Joguei o dinheiro de volta nele e disse: “Você está louco?” Ele começou a ser mais cauteloso ao falar comigo depois disso. Quando finalmente fiquei farta da sua grosseria, copiei os dados dos sócios que eu trouxe para empresa e abri meu próprio negócio. © Julia Izotova / Facebook
  • A história não aconteceu comigo. Trabalhava como contador-chefe em uma pequena empresa. A armazenista era uma garota jovem muito inteligente. E não fazia apenas o controle de estoque — mantinha registros no computador, registrava os materiais para produção a tempo, entregava os documentos ao departamento de contabilidade antes dos prazos e era super cuidadosa ao fazer o controle de estoque. Além disso, tinha de viajar frequentemente para receber mercadorias de fornecedores de fora da cidade. Um dia, essa moça saiu para pegar uma mercadoria e o gerente da produção achou que ela tinha saído muito cedo. Ele não considerou o tempo que ela esperaria pelo transporte público. Então, o cara escreveu um relatório para o diretor que, após pouco tempo, puniu a garota por estar ausente no horário de trabalho. Sem mencionar que ela trabalhava na empresa quase desde a fundação. Ela pediu imediatamente demissão. Duas pessoas foram contratadas para substituí-la, e nenhuma delas faz um bom trabalho. © Lyubov Gulbasova / Facebook
  • Meu chefe não estava pagando os salários há meses. E no dia do tão esperado pagamento, ele deu 100 reais em um envelope. Naturalmente, me demiti. Quando recebi um adiantamento no meu novo emprego, encomendei um bolo para meu ex-chefe como sinal de “gratidão”. O bolo tinha o formato daquilo que fazemos no vaso sanitário. O entregador prometeu total confidencialidade. No fim, meu ex-chefe acabou ameaçando o cara por um bom tempo. Minha mãe ainda conta essa história com orgulho a seus amigos. © Overheard / Ideer

Você já passou por alguma situação semelhante? Conte seu relato para a gente na seção de comentários.

Imagem de capa Overheard / Ideer

Comentários

Receber notificações
Sorte sua! Este tópico está vazio, o que significa que você poderá ser o primeiro a comentar. Vá em frente!

Artigos relacionados