Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Um estudo usa a chuva para comprovar que as emoções nas redes sociais são contagiantes

----
781

É curioso como interagimos de maneira inconsciente e nos vemos contagiados pelas mensagens que lemos no Facebook, sejam elas de amigos, familiares ou apenas de conhecidos. Uma “curtida” ou um comentário são suficientes para revelar muitas emoções. Pensando nisso, um grupo de pesquisadores da Universidade da Califórnia aplicou um método novo para medir a influência das emoções nos usuários do Facebook.

Hoje, o Incrível.club quer que você conheça o estudo que tem como objetivo indagar como as pessoas copiam as emoções que os outros expressam nas redes sociais.

O que diz o estudo

Segundo o estudo realizado pela Universidade da Califórnia, a situação tema já havia sido estudada antes, mas os resultados foram limitados. Portanto, os pesquisadores decidiram aplicar um método que sugere que os estados emocionais podem ser transferidos a outras pessoas por meio de um mimetismo, como acontece quando copiamos ações e expressões.

Emoções como a felicidade, a solidão e a depressão têm alguma relação com pessoas que se conectam socialmente, e o mesmo acontece com pessoas que conversam e interagem virtualmente.

O estudo coletou dados do Facebook durante 1.180 dias, de 2009 a 2012.

Os detalhes do processo de pesquisa

O método aplicado para detectar o “contágio de emoções”, como decidiram chamar, está baseado na regressão de variáveis instrumentais, algo que se aplica na economia e que serve para estimar relações causais.

Nesse sentido, por meio dos experimentos eles conseguiram controlar as expressões emocionais dos usuários para ver que impacto elas tinham sobre o que era mostrado pelos seus amigos. Como não havia uma escala massiva, eles detectaram uma fonte variável que poderia afetar as expressões das emoções das pessoas, que foi chamada de “instrumento”. Como último recurso eles usaram a chuva, um fenômeno atmosférico que afeta a expressão emocional de todos nós.

Cabe ressaltar que os próprios pesquisadores mencionam na publicação que é pouco provável que a chuva seja afetada pelas emoções humanas; na verdade, é ela que influencia o que sentimos.

Os resultados

Enquanto aplicavam os processos, os pesquisadores perceberam que os usuários do Facebook interagiam entre si de diferentes formas, sendo a textual a mais importante de todas. Além disso, eles contam que aplicaram fórmulas para medir as emoções através de atualizações de estado ou publicações, determinando a quantidade de palavras positivas e negativas, somadas às observações segundo uma cidade ou um dia. Tudo isso foi feito com pessoas que falavam inglês e eram das 100 maiores cidades dos Estados Unidos.

Apesar de parecer um modelo simples, a influência de forma recíproca dificulta a interpretação final dos resultados. Eles afirmam que aplicar o modelo em grandes populações seria caro demais.

Os pesquisadores explicam que em um dia chuvoso diminui o número de publicações positivas e também aumenta a quantidade de mensagens negativas. O mais curioso é que embora a chuva seja apenas um impulso para o contágio, há mais mensagens positivas do que negativas.

Além disso, o mesmo modelo foi usado restringindo as observações nos dias de chuva, e foi descoberto que quando chove em outros lugares, o efeito é exatamente o mesmo, sem importar as condições do tempo que a pessoa esteja experimentando.

As emoções são contagiantes

Uma pesquisa realizada pelo Facebook sobre o mesmo tema, explica que a própria empresa fez desaparecer as mensagens positivas/negativas da lista de notícias de mais de 680 mil usuários. O que aconteceu foi que as pessoas deixaram de publicar mensagens (positivas ou negativas, dependendo do caso).

Os pesquisadores da Universidade da Califórnia realizaram esse estudo pelo bem-estar público, porque eles consideram que existem algumas manobras políticas e até clínicas que procuram aumentar a felicidade das pessoas, e que elas poderiam causar efeitos progressivos em outras pessoas por meio das redes sociais. Como conclusão, eles afirmam o seguinte: “Por exemplo, dar mais atenção aos que sofrem pode não apenas melhorar a sua felicidade, mas também a felicidade de muitas outras pessoas”.

Qual é a sua opinião sobre o efeito contagiante que as redes sociais causam nas nossas emoções? Compartilhe nos comentários.

----
781
Compartilhar este artigo