Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

600+ Mergulhadores (e alguns cachorros) se unem para limpar o oceano e entram para o Livro dos Recordes

A poluição dos oceanos é um problema que não pode ser ignorado. Justamente por isso, 633 mergulhadores se reuniram na Flórida (EUA) para quebrar um recorde do Guinness Book de limpeza submarina. Há algum tempo, homens, mulheres e até mesmo alguns cachorros passaram a se dedicar à iniciativa, colaborando com a organização Project Aware, que estimula a conservação da vida marinha.

Nós, do Incrível.club, sabemos que histórias como essa precisam ser contadas. Por isso resolvemos abrir um espaço para compartilhá-las com você.

O trabalho em equipe que entrou para o Livro dos Recordes

Em junho de 2019, 633 mergulhadores se uniram para realizar uma limpeza submarina no pier internacional de Deerfield Beach, Flórida, e o resultado foi incrível: além de ajudarem a natureza, os participantes conseguiram quebrar o recorde de maior número de pessoas reunidas em um mesmo lugar para uma limpeza submarina ao mesmo tempo.

Esse recorde havia sido estabelecido anteriormente em 2015, no Mar Vermelho, quando um mergulhador do exército do Egito, Ahmed Gabr, comandou uma equipe de 615 mergulhadores com o mesmo objetivo.

A edição 2019 do Save Deerfield Beach foi organizada pelo Clube de Mulheres de Deerfield Beach e pela agência Dixie Divers, centro mergulho credenciado junto ao PADI (Associação Profissional de Instrutores de Mergulho, entidade que regulamenta os treinamentos para essa atividade no mundo todo). A iniciativa contou ainda com a participação da Project Aware, organização que trabalha intensamente pela limpeza dos mares. Todos se juntaram para colocar suas habilidades de mergulho a serviço do Meio Ambiente.

A área que foi limpa reúne muita vida marinha, o que faz dela uma região muito atrativa para a pesca. E esse é um dos motivos pelos quais quase uma tonelada e meia de restos de equipamentos de pesca e mais de 9 mil resíduos foram retirados do mar, de acordo com o balanço apresentado pela Project Aware.

O lixo recolhido pelos voluntários será reciclado pelo programa de ciência cidadã Dive Against Debris (“Mergulho contra resíduos”), que se encarrega de classificar tudo de acordo com o tipo, quantidade e localização, gerando relatórios que servem como prova da crise provocada pelo lixo nos oceanos. Até hoje, mais de 50 mil mergulhadores de 114 países contribuíram para a produção desses documentos.

“Ficamos muito felizes com o sucesso do evento, mas queremos ressaltar que não é preciso ser integrante dele para fazer a diferença”.

O que é o Project Aware

projeto teve início na década de 1980, por parte da Associação Profissional de Instrutores de Mergulho (a já mencionada PADI) e hoje é um movimento global que visa a proteger os oceanos, misturando aventura com o propósito ambiental da preservação marinha.

Parte de seu trabalho é proporcionar as ferramentas necessárias para conectar indivíduos, governos, organizações e empresas interessados no cuidado com o Planeta por meio de ações locais, visando a um oceano mais limpo e saudável.

Até o momento, a organização realizou 194.977 ações de preservação, beneficiando os mares em 182 países, tendo reunido 1,4 milhão de resíduos — a expectativa é alcançar o próximo milhão até o fim de 2020. Felizmente, cada vez mais mergulhadores estão se juntando à causa e até mesmo muitos cachorros têm participado da limpeza.

“Longe dos olhos, longe do coração”

Não importa se você mora ou não no litoral, a poluição dos mares é algo que não pode ser ignorado. Assim, ações como a dos 633 mergulhadores não apenas contribuem para a solução do problema, mas também dão visibilidade à questão e geram consciência para a gravidade e as implicações da poluição dos mares.

Contudo, apesar dessas boas ações, é difícil combater as cerca de 8 milhões de toneladas de resíduos plásticos que são levadas aos mares todos os anos, segundo estimativas científicas.

De acordo com informações da própria Dive Against Debris, seis de cada 10 resíduos presentes no mar são plásticos de uso único (canudos, embalagens de alimentos, etc.), que foram usados por poucos minutos, mas que permanecem no Planeta por centenas de anos. Nestes casos, é importante fazer a seguinte pergunta: vale a pena usar esse tipo de produto?

O trabalho desses mergulhadores precisa ser aplaudido, pois nos traz muita esperança. Porém, é fundamental que todos tenham consciência do problema e contribuam para a mudança. Que ações você realiza para reduzir a poluição ambiental? Comente!