Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Segundo estudo, o comportamento de um gato é um reflexo da personalidade de seu dono

Talvez você já tenha se perguntado por que os gatos se comportam de maneiras estranhas e possivelmente já até tenha refletido sobre as razões que os levam a agir ora de maneira muito carinhosa e ora de maneira super independente. Pois saiba que todos esses humores podem ter que ver com o seu comportamento enquanto dono. Pesquisadores da Universidade de Nottingham Trent e da Universidade de Lincoln, ambas no Reino Unido, realizaram um estudo para analisar a relação que existe entre a personalidade dos donos e o comportamento dos gatos.

Hoje, o Incrível.club traz alguns detalhes importantes sobre esse estudo. Confira agora mesmo e aprenda um pouco mais sobre seu amigo bigodudo.

As bases da pesquisa

O estudo, publicado na revista científica PLOS One e realizado pelos pesquisadores Lauren R. Finka, Joanna Ward, Mark J. FarnworthDaniel S. Mills, buscou examinar o impacto da personalidade do dono na vida de um gato. Mais especificamente, procurou determinar qual é o impacto desse comportamento no estilo de vida do bichano. Em geral, essa dinâmica é como uma relação entre pai e filho, caracterizada por um forte vínculo que faz com que o gato se sinta parte da família.

A metodologia

Para a análise, foram enviados 3.331 questionários online a donos de gatos no Reino Unido. Foram considerados aspectos como personalidade, saúde e tratamento dado ao animal. Os cientistas avaliaram a amabilidade, a consciência, a extroversão, a instabilidade emocional e a abertura. Além disso, os pesquisados forneceram informações básicas sobre seus felinos, tais como raça, saúde e comportamento predominante.

Esse procedimento foi adotado com a intenção de estudar a personalidade de cada participante e a relação entre os gatos e os humanos. Como requisito, os participantes das pesquisas tinham de ser maiores de idade e viver com o gato há no mínimo seis meses. Às pessoas que tinham mais de um gato foi pedido que considerassem o animal que conheciam mais.

O comportamento de um gato e a personalidade do dono

O comportamento de um bichano é influenciado pelos traços de personalidade do dono. Além disso, a maneira como dono e animal se relacionam e o tipo de criação também são fatores importantes. Ao analisar as respostas, observou-se que as pessoas com algum tipo de instabilidade emocional tinham gatos com problemas de comportamento; por outro lado, donos mais tranquilos e serenos tinham gatos menos agressivos, além de apresentarem peso normal e boa saúde.

Os resultados obtidos

A evidência encontrada sugere que o comportamento de um gato doméstico pode ser afetado positiva ou negativamente pelos traços de personalidade do dono. A liberdade de sair à rua também tem um papel importante nesse jogo. Ou seja, é provável que o gato de um proprietário extrovertido saia mais de casa; gatos com um dono mais preocupado não têm essa mesma liberdade. Quando os donos apresentam uma instabilidade emocional, é mais provável que os felinos sejam mais ariscos e evitem o contato físico. Quando, por outro lado, são mais amáveis, abertos e conscientes, o animal tende a se comportar de uma maneira mais positiva, sem grandes medos e ansiedades.

As conclusões

Graças ao estudo, foi possível observar o impacto que a personalidade do dono tem na conduta do animal, numa dinâmica que, como foi mencionado, é parecida com aquela encontrada nas relações entre pais e filhos. Os resultados desse estudo podem ser uma espécie de primeiro passo para um maior controle na educação e no comportamento dos felinos. No entanto, é importante entender que os parâmetros avaliados foram escolhidos pelos donos e que a pesquisa tomou como base apenas dados do Reino Unido. Em outros países e culturas o mesmo estudo poderia levar os pesquisadores por outros caminhos.

O que você achou do estudo? Acredita que o comportamento do gato seja um reflexo da personalidade do seu dono? Compartilhe a sua opinião nos comentários.