Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Como estão e a que se dedicam 15 calouros que ficaram famosos no “Programa Raul Gil” no início dos anos 2000

9-77
70k

Programa Raul Gil estreou na Record TV em 1973. No ar desde então, o programa agora é exibido no SBT e continua a revelar diversos artistas. Por meio de competições musicais, crianças, jovens e adultos saíram do anonimato e tiveram a oportunidade de mostrar o seu talento e ainda serem impulsionados para o sucesso. A grande audiência obtida pelo programa, mesmo nos dias de hoje, é um reflexo do quanto o público brasileiro se interessa e torce pelos candidatos envolvidos nessas competições. Muitos calouros passaram pelos palcos do programa e consolidaram os seus nomes em nossa memória.

Nós, do Incrível.club, reconhecemos que vários talentos foram revelados no Programa Raul Gil e que é bem difícil listar todos eles, então separamos 15 ex-calouros famosos entre 2001 e 2005 e revelaremos como estão e a que se dedicam atualmente. Confira!

15. Robinson Monteiro

Em 2001, Robinson apareceu pela primeira vez em rede nacional ao participar da competição de calouros promovida pelo Programa Raul Gil, na época exibido pela Record TV. Apelidado de “Anjo”, o cantor liderou a competição por 17 semanas seguidas. O sucesso foi além do programa e pela vendagem de mais de 1,5 milhões de cópias de seu segundo álbum, lançado em 2001, conquistou o disco de platina. Apesar da carreira bem-sucedida como cantor de músicas românticas, Robinson não estava satisfeito, ele queria voltar às origens, e seguir no cenário gospel, segmento musical em que deu os primeiros passos como cantor. Disposto a isso, em 2007 gravou seu primeiro DVD com uma gravadora gospel. Voltando às telinhas, em 2019, foi um dos 100 jurados no show de talentos Canta Comigo exibido na Record TV.

Atualmente Robinson continua a ser lembrado como um dos calouros mais famosos do Brasil e, nas redes sociais, divulga suas apresentações, especialmente em igrejas, por todo o Brasil.

14. Jamily Sampaio

Aos 9 anos, foi revelada no Programa Raul Gil no ano de 2001. Ainda criança, gravou seu primeiro CD que lhe rendeu, com apenas 10 anos de idade, um disco de ouro por mais de 100 mil cópias vendidas. Após isso, Jamily continuou a emplacar com a vendagem de seus outros álbuns, colecionando certificações de ouro e platina. Assim como Robinson, mencionado anteriormente, Jamily dedicou-se a cantar música gospel e já com 18 anos de carreira, consolidou-se como cantora e compositora. Em 2019, lançou a canção Eu me Refaço de própria autoria.

13. Ricky Vallen

Ricky estreou em programas de calouros aos 13 anos, quando participou do Show do Malandro, exibido na década de 1990 na Rede Globo. Em 2004, já na fase adulta, atingiu notoriedade nacional ao consagrar-se como um dos campeões no concurso de calouros Quem Sabe Canta, Quem Não Sabe Dança do Programa Raul Gil na Record TV. Dois anos depois, época em que o Programa Raul Gil era exibido na Rede Bandeirantes, Ricky foi convidado a participar novamente no quadro Homenagem ao Artista que o destacou como intérprete de diversos estilos musicais. Em 2007, lançou seu primeiro álbum que em poucas semanas rendeu ao cantor um disco de ouro. Ainda nesse mesmo ano, Ricky foi indicado ao Grammy Latino na categoria “Artista Revelação”. Na Rede Globo, Ricky marcou sua presença no Show da Virada (2010) e ao cantar as trilhas sonoras das novelas Negócio da China (2008), Viver a Vida (2009) e Ti Ti Ti (2010). Novamente no Programa Raul Gil, agora no SBT, mostrou todo o seu talento no quadro Shadow Brasil 2 em 2019.

12. Rinaldo Viana

Apresentou-se no Programa Raul Gil em 2001 e, inspirado no tenor italiano Luciano Pavarotti, ajudou a popularizar o canto lírico no Brasil. Ao lado de Liriel — cantora que também foi participante do show de calouros — Rinaldo gravou dois CDs e um DVD. Em carreira solo desde 2004, lançou o CD Amor em 5 Idiomas e dois anos depois integrou o elenco do musical Fantasma da Ópera. Dedicado a causas sociais e a divulgar ainda mais a música clássica, é padrinho do “Instituto Rinaldo Viana” onde crianças e adolescentes têm aulas de canto coral, iniciação musical, dança e leitura. Em 2019, voltou ao Programa Raul Gil, onde apresentou-se no quadro Shadow Brasil 2. Recentemente, Rinaldo anunciou em sua rede social que iniciará uma turnê em abril para divulgação de seu novo CD Te Encontrar.

11. Liriel Domiciano

A ex-caloura do Programa Raul Gil deixava o público impressionado com a sua habilidade especial em alcançar altíssimas notas. Classificada na música lírica como soprano, Liriel formou dupla com o tenor Rinaldo, já mencionado anteriormente. A parceria musical deu tão certo que, venderam juntos, mais de 1 milhão de cópias somando os seus 2 álbuns. Com o fim da dupla, em 2004, Liriel foi cantar no “Coro do Tabernáculo Mórmon”, nos Estados Unidos, integrando o coral que já venceu prêmios como o Grammy e Emmy Award da Música. Em 2006, ainda fora do Brasil, a soprano lançou um CD, intitulado Heaven’s Eyes, que foi orquestrado pela Filarmônica de Praga, na República Tcheca.

Depois de 15 anos sem aparecerem juntos cantando na TV, Rinaldo e Liriel se reencontraram, em 2018, no palco do programa Ritmo Brasil da RedeTV! No ano seguinte, Liriel foi convidada a ser uma das 100 juradas do show de talentos Canta Comigo. Sobre a carreira artística, Liriel declarou em entrevista que pretende “continuar cantando em festivais, ser atriz e fazer dublagens”.

10. Russo

Entre os calouros revelados no Programa Raul Gil em 2002, Russo se destacou e foi contratado para gravação de um CD. Em suas apresentações, Russo se inspirava nos shows de rua de New Orleans (Estados Unidos); ele tocava vários instrumentos ao mesmo tempo, enquanto cantava com uma voz rasgante, representando o bom e velho rock’n roll. Por suas habilidades musicais, foi definido como “a banda de um homem só”. Após shows por diversos cantos do país e entrevistas, inclusive com o Jô Soares (2010), Russo voltou a competir em programas de talentos. Em 2012, foi o campeão do Astros do SBT na categoria “Musical”. Ainda no SBT, apresentou-se no Programa do Ratinho no quadro Dez ou Mil e recebeu o prêmio máximo oferecido pela atração. Hoje, Russo é pastor de uma igreja na Mooca (São Paulo), mas continua a se dedicar à carreira musical. Em abril de 2020, ele fará abertura do show da banda de rock Ira!.

9. Mayck & Lyan

A dupla Mayck e Lyan apareceu no Programa Raul Gil em 2005 para participar do Festival Infanto-Juvenil. Na época, Mayck tinha 15 anos e Lyan, 13. Por trás da pouca idade, a dupla já tinha uma rica bagagem musical, já que iniciaram a carreira em 1996. No programa, destacaram-se logo na primeira apresentação. Os jurados ficaram impressionados com o vocal grave de Mayck e a destreza de Lyan para tocar viola. Quando o Programa Raul Gil passou da Record TV para Rede Bandeirantes, Mayck e Lyan seguiram com a nova emissora, e participaram do quadro Homenagem ao Artista, fazendo com que o trabalho da dupla fosse conhecido por cantores e compositores de sucesso. Em 2006, lançaram o CD Defendendo a Tradição que posicionou os músicos na lista dos 20 artistas brasileiros que mais venderam discos naquele ano. Além de realizar diversos shows pelo Brasil, em julho de 2019, a dupla realizou uma turnê nos Estados Unidos. De volta ao Brasil, eles seguem fazendo sucesso e, recentemente, lançaram uma nova música, em parceria com a dupla Rionegro e Solimões, chamada É Pipoco.

8. Leilah Moreno

Leilah Moreno foi descoberta em 2001 no quadro Quem Sabe Canta, Quem Não Sabe Dança do Programa Raul Gil na Record TV. Na competição, frequentemente interpretava sucessos de Whitney Houston, o que se tornou sua marca registrada. Após o programa continuou em evidência, com temporadas musicais na Europa e, no Brasil, ao abrir shows para renomados artistas como Gloria Gaynor e Milton Nascimento. Em 2005, foi contratada pela Rede Globo para integrar a banda do programa Altas Horas. No filme Antônia (2006), que mais tarde virou série, a cantora deu os primeiros passos como atriz. Desde então, foi convidada a atuar em novelas da Rede Globo. Seguindo como atriz, Leilah deu uma pausa na carreira de cantora para gravar séries da Netflix e HBO. Em 2019, esteve no elenco de Sintonia e também atuou em Pico da Neblina.

7. Érikka Rodrigues

Disposta a investir no talento, Érikka se inscreveu no Programa Raul Gil. Apesar das tentativas, ela não foi chamada para cantar no programa. Diante disso, passou a frequentar a plateia do show de calouros e assim conseguiu contato direto com o apresentador Raul Gil que lhe deu uma oportunidade de subir ao palco e participar da competição no ano de 2001.

Com o sucesso, logo no ano seguinte, já assinava contrato com a Luar Music para gravação de seu primeiro CD. Ao longo de sua carreira, mostrou versatilidade para interpretar diversos estilos musicais, com destaque para o sertanejo que a popularizou. Em 2014, lançou a música Cara de Rica que fez parte da trilha sonora da novela Império e cujo título se transformou em um bordão nacional. Voltou ao Programa Raul Gil em 2015, no SBT, mas desta vez, como jurada do quadro Mulheres Que Brilham. Em 2020, a cantora disponibilizou nas plataformas digitais, incluindo o YouTube, o primeiro DVD de sua carreira intitulado Erikka Show Bar.

6. Kelly Moore

Em 2001, Kelly Moore esteve entre os calouros do programa de talentos e liderou a competição por 28 semanas. A sua apresentação mais elogiada é, até hoje, a que interpretou a música Total Eclipse Of The Heart. O primeiro CD da cantora, gravado em 2002, foi um sucesso em vendas e se esgotou logo na primeira semana que sucedeu o lançamento. Ao longo da carreira, integrou elencos de musicais e, muito eclética, cantou em diferentes bandas e estilos. A popularidade da cantora ultrapassou as fronteiras do Brasil e conquistou outras regiões do mundo, com fã-clubes registrados no Japão e nos Estados Unidos. Em 2012, retornou ao Programa Raul Gil como jurada especial no concurso A Melhor Doméstica do Brasil.

Foi convidada, em 2019, pelo ex-calouro Rinaldo Viana, já mencionado anteriormente, para participação em um clipe musical. Nesse mesmo ano, divulgou seu primeiro EP (com 6 músicas) como cantora gospel, marcando o início de sua trajetória nesse segmento.

5. André Leono

Com belos agudos e carisma, André Leono brilhou no concurso de calouros do Programa Raul Gil no ano de 2001. No ano seguinte, ele foi um dos contratados — junto com Leilah Moreno e Érikka Rodrigues (ambas mencionadas anteriormente) — para a gravação de um CD. O seu primeiro álbum era basicamente composto por músicas românticas, mas ele deu um novo passo na carreira, influenciado pela cantora Fernanda Brum, ao seguir no cenário gospel.

Em 2009, foi ao Programa Raul Gil no quadro Homenagem ao Artista e teve a oportunidade de conhecer o padre Fábio de Melo. A partir disso, iniciou-se uma parceria musical de sucesso. No segundo álbum de André, lançado em 2009, uma das faixas teve a participação especial do padre. Em 2010, o ex-calouro foi convidado para as gravações do DVD do padre Fábio de Melo, intitulado Iluminar — Ao Vivo. Atualmente, André continua a se dedicar à música gospel e mantém um canal no YouTube para divulgação de suas músicas e apresentações.

4. Wandê

Participou do Programa Raul Gil de 2001 a 2003 e, pelo destaque na competição, integrou, junto a outros calouros, o CD Quem Sabe Canta, Quem Não Sabe Dança. Com um repertório musical voltado à Música Popular Brasileira e ao POP internacional, Wandê lançou 7 álbuns, sendo 2 deles com canções autorais.

Veterano em programas de talentos, marcou presença no SBT, participando do Gente que Brilha (2006), Qual é o Seu Talento? (2011) e Máquina da Fama (2014). Seguindo como cantor, trabalha com eventos públicos e privados, nos quais mostra todo o seu ecletismo musical.

3. Ricardo Moisés

Entre 2001 e 2002, saiu do anonimato ao ser um dos calouros do Programa Raul Gil na Record TV. Destacou-se na competição por 23 semanas consecutivas com sua voz forte e interpretação marcante de clássicos da Música Popular Brasileira. Cantou também em outras emissoras, como Rede Bandeirantes e SBT, participando do Sabadaço, Boa Noite Brasil, Gente Que BrilhaPrograma do Ratinho. Além de participar de festivais musicais e fazer vários shows pelo país, Ricardo também é contratado para eventos particulares, especialmente para cantar músicas memoráveis do passado e clássicos italianos. Apaixonado pela arte, Ricardo atua como desenhista em paralelo com a carreira de cantor. E deixa claro o desejo de continuar cantando quando disse em entrevista que “na vida sobrevive e no palco vive”.

2. Cristian Fernandes

Estreou em 2001 no Programa Raul Gil e tinha como preferência musical o sertanejo romântico. Teve a oportunidade de conhecer e de ser apadrinhado pelo cantor Daniel, por meio do programa. O primeiro CD de Cristian, lançado em 2002, contou com a participação especial de seu padrinho. Em 2003, em mais uma parceria, Cristian dividiu o palco com o ídolo, no DVD 20 Anos de Carreira Ao Vivo. Ao todo, o ex-calouro fez 70 shows por todo o país ao lado de Daniel.

Tornou-se um dos calouros mirins/juvenis mais famosos do Brasil, já que esteve presente por mais de 10 anos em várias edições do Programa Raul Gil, sendo incluído nas gravações dos CDs lançados pelo programa como Quem Sabe Canta, Quem Não Sabe Dança, Jovens Talentos (40 anos de Jovem Guarda)Homenagem ao Artista. Com quase 20 anos de carreira, Cristian continua a brilhar nos palcos, cantando música sertaneja em shows concentrados na região onde vive (Fortaleza, Ceará).

1. Adair Cardoso

Outro cantor mirim de sucesso no programa de talentos foi Adair Cardoso. Em 2004, aos 11 anos, dava os primeiros passos em direção ao sonho de viver da música. Em suas apresentações, defendia a Música Popular Brasileira, assim como grandes compositores do nosso país, como Jessé e Gonzaguinha. O primeiro álbum da carreira de Adair foi em 2007. Entre os álbuns lançados pelo cantor, destaca-se o terceiro álbum que trouxe a canção Que Se Dane o Mundo, que fez parte da trilha sonora de Malhação (2010), novela exibida pela Rede Globo. Além de cantor, Adair Cardoso é compositor e lançou, em seu primeiro DVD, o sucesso Enamorado em que fez um dueto com Claudia Leitte. Mais tarde, a canção foi regravada pelo cantor Eduardo Costa. Em 2017, o ex-calouro fez uma turnê internacional nos Estados Unidos. De volta em terras tupiniquins, anunciou em fevereiro de 2020, que em breve lançará um EP, com novas músicas.

Entre os ex-calouros mencionados no post, qual era o seu favorito? Você se recorda de outro talento revelado no programa? Conte para nós. Quem sabe podemos fazer uma “versão #2” com a sua sugestão. Ou ainda uma lista somente com os participantes mirins e juvenis. Seria bem legal, né?!

9-77
70k
Compartilhar este artigo