13 Personagens icônicos que poderiam ter sido interpretados por atores completamente diferentes

É bem difícil imaginar alguns filmes e séries cult sem os atores que interpretaram brilhantemente certos personagens. Em alguns casos, parece que o artista foi feito especialmente para aquele papel, quando, na verdade, foi escolhido por puro acaso. E se pararmos para ler sobre a criação de uma obra cinematográfica, chega a ser impressionante ver o elenco originalmente pretendido.

Nós, do Incrível.club, descobrimos como alguns dos filmes, séries e novelas mais bacanas foram inicialmente imaginados, e agora não temos como saber se eles poderiam ter sido tão bons sem os atores escolhidos.

Juliana Silveira- Anita, Presença de Anita

Falando em Juliana Silveira, você sabia que ela quase se tornou a icônica protagonista da minissérie Presença de Anita? Recentemente, a atriz contou que participou de uma oficina intensiva de 15 dias na Rede Globo para conseguir o papel. E passou para a seleção final, mas ficou nervosa ao descobrir que precisaria tirar a roupa para passar no último teste. “Aí eu fiquei nervosa, eu amarelei. [...] Me deu um pânico, peguei um táxi e fui embora. Eu abandonei o estúdio”, afirmou.

Embora a personagem Anita tenha feito um enorme sucesso com a atuação de Mel Lisboa, Juliana Silveira não demonstra arrependimento. A artista não só elogiou bastante o trabalho da colega de profissão, como disse que não estava preparada para o papel naquela época. “Se eu fizesse, eu faria muito mal”, disse.

Martin Freeman — Matt Smith, Sherlock

Quando os britânicos Benedict Cumberbatch e Matt Smith ficaram famosos e ocasionalmente apareciam juntos em vários eventos, muitos desejavam vê-los em um mesmo projeto cinematográfico. Essa obra poderia muito bem ter sido a série Sherlock, e o papel de Watson poderia ter sido do astro de Doctor Who. No entanto, para os criadores da série, Matt parecia muito com Sherlock, e dois Holmes no mesmo set não seria nada bom.

Michèle Mercier — Marina Vlady, Angélica, a Marquesa dos Anjos

Houve muitas candidatas para o papel de Angélica, incluindo Brigitte Bardot, Jane Fonda e outras, mas a maior concorrente foi Marina Vlady. Quando ela estava prestes a assinar o contrato e gravar, Michèle Mercier apareceu na audição e acabaram por escolhê-la. Angélica se tornou um trampolim para a sua carreira, e a consagrou para sempre nesse papel. Podemos questionar se suas concorrentes teriam atuado melhor, mas não podemos negar que o nome da personagem e da própria atriz tornaram-se sinônimos.

Tobey Maguire — Heath Ledger, Homem-Aranha

Já vimos três atores no papel de Peter Parker, mas foi Tobey Maguire quem começou todo o furor e nos deixou com tanto motivo para nostalgia. As coisas poderiam ter sido diferentes porque Heath Ledger foi o primeiro candidato ao papel. A própria Sony pediu que o ator lesse o roteiro, mas ele decidiu que esse não era o seu papel. “Não queria levar o sonho de outra pessoa embora”, disse Heath. E por uma boa razão, porque foi graças ao Homem-Aranha que Tobey se tornou um ator demandado, e Heath já havia desempenhado muitos papéis icônicos.

Willem Dafoe — Nicolas Cage, Homem-Aranha

No mesmo blockbuster cult, também poderíamos ter tido outro ator interpretando o vilão. A produção trabalhou no roteiro e no casting por muito tempo, mas John Malkovich, Nicolas Cage e Jim Carrey recusaram o papel de Duende Verde. Não sabemos quem teria desempenhado melhor o papel, mas se não fosse por Willem Dafoe nunca teríamos a famosa cena (que virou meme em muitos países) da imagem acima.

Cleo Pires- Vanessa Giácomo, Cabocla

A primeira versão da novela Cabocla, que foi transmitida em 1979, foi protagonizada pela talentosíssima atriz Glória Pires. Já na segunda versão, que passou na TV em 2004, a filha mais velha de Glória, Cleo Pires, chegou a ser cogitada para o papel, mas ela não o aceitou e quem interpretou Zuca acabou sendo a belíssima Vanessa Giácomo.

Ashton Kutcher — Josh Hartnett, Efeito Borboleta

O thriller cult do início dos anos 2000 também poderia ter sido lembrado com outros rostos. Amy Smart só conseguiu o papel depois de que foi rejeitado pela atriz Ali Larter. E Josh Hartnett, que estava no auge de sua popularidade, também foi convidado para interpretar o personagem principal Evan. O roteiro foi lido por muitos atores, mas ninguém realmente queria incorporá-lo nas telonas. O projeto recebeu luz verde apenas quando o contrato foi assinado por Ashton Kutcher.

Vivien Leigh — Paulette Goddard, ...E o Vento Levou

O produtor de ...E o Vento Levou queria muito ver Paulette no papel de Scarlett, mas temia convidá-la. O chefe do departamento de publicidade alertou-o sobre uma grande avalanche de críticas que poderia recair sobre eles devido à difícil relação da atriz com a imprensa. Quando foi apresentado a Vivien Leigh, ele a chamou de “azarão” e a listou como uma das principais candidatas junto a Paulette Goddard, Jean Arthur e Joan Bennett.

Depois de outra série de testes, Vivien conseguiu o papel. A biógrafa de Charlie Chaplin, Joyce Milton, escreveu que a produtora também estava preocupada com problemas legais, porque um acordo com Paulette poderia entrar em conflito com seus contratos existentes com o estúdio de Chaplin.

Hugh Jackman — Mark Wahlberg, Os Suspeitos

O thriller sombrio de Denis Villeneuve poderia ter sido completamente diferente, já que Bryan Singer pretendia ser o diretor e planejava levar outros atores para o set. O papel do pai angustiado, Keller Dover, poderia ter sido do ator Mark Wahlberg, e do detetive Loki, de Christian Bale. Se quiser vê-los atuando juntos basta assistir ao filme O Vencedor. Já o dueto de Hugh Jackman e Jake Gyllenhaal é difícil de ser encontrado.

Meryl Streep — Helen Mirren, O Diabo Veste Prada

Poderíamos muito bem ter visto uma Miranda Priestly completamente diferente, já que Meryl Streep queria desistir do papel por estar descontente com seu cachê. E não demoraria muito para encontrar uma substituta, pois muitas atrizes queriam interpretar Miranda, incluindo Jennifer Aniston, Angelina Jolie e Helen Mirren. Para sermos honestos, não seria tão difícil imaginar Helen Mirren nesse papel, já que foi seu cabelo que serviu de inspiração para Meryl.

Josh Holloway — Forest Whitaker, Lost

O principal conquistador de corações da série poderia ter uma aparência completamente diferente, porque inicialmente eles queriam Forest Whitaker para o papel de Sawyer. O ator recusou, pois estava filmando a comédia romântica Curtindo a Liberdade. Sem ofensa a Forest, mas parece que Josh foi corretamente escolhido e deu à série muitos fãs. A propósito, Jorge Garcia, que interpretou Hugo, também fez o teste para o papel de Sawyer. Ele não foi aprovado, mas o carisma do ator impressionou tanto os escritores que criaram um personagem especialmente para ele.

Leonardo DiCaprio — Johnny Depp, Prenda-me se for Capaz

Inicialmente, Steven Spielberg queria Johnny Depp para o papel do jovem fraudador. A ideia de escolher Leonardo DiCaprio não agradou nem mesmo ao próprio Frank Abagnale Jr., sobre quem o filme foi feito. No entanto, sua opinião mudou quando viu Leo em cena.

O diretor não quis entrar em contato com Tom Hanks, que interpretou o agente do FBI Carl Hanratty, pois tinha certeza de que o ator não concordaria com um papel coadjuvante. Entretanto, Tom o convenceu de que um bom papel pode ser de qualquer tamanho.

Natalie Portman — Scarlett Johansson, V de Vingança

Poderíamos não ter visto Natalie interpretando Evey, porque outras atrizes famosas também se candidataram ao papel: Bryce Dallas Howard, Scarlett Johansson e Keira Knightley. Não sabemos se elas tinham conhecimento de que teriam de raspar a cabeça, mas Natlie até ficou contente e ansiosa por isso. O próprio V, entretanto, deveria ter sido interpretado por James Purefoy em vez de Hugo Weaving, e até filmaram algumas cenas com ele. Mas desistiram, já que o protagonista usava uma máscara e a voz de Hugo era bem mais marcante.

Qual desses personagens você gostaria de ver em uma atuação diferente?

Compartilhar este artigo