Incrível

Um paraíso brasileiro escondido com a história dos primeiros habitantes

2-14
395

Os vestígios mais antigos dos primeiros humanos é encontrado aqui no Brasil. Diretamente do interior do Piauí, O Parque Nacional da Serra da Capivara acomoda sítios arqueológicos, com gravuras e pinturas rupestres. Eles apontam para uma presença humana de, no mínimo, 50 mil anos. Por isso, a Serra foi classificada, em 1991, como Patrimônio Cultural da Humanidade.

Incrível.club, perplexo, vai contar para você um pouco dessa história que aconteceu, bem aqui, “debaixo do nosso nariz”. Confere só.

A Fundação Museu do Homem Americano (FUMDHAM)

A Fumdham é o maior parque de pinturas rupestres do mundo. Seu objetivo é assegurar a preservação do patrimônio natural e cultural do Parque Nacional Serra da Capivara. Sem ambições lucrativas, o museu realiza pesquisas científicas e atividades socioculturais.

Seu propósito é divulgar o que as pesquisas dos últimos 40 anos revelaram através de seu acervo e de exemplares raros. Como, por exemplo, traços de uma fogueira datada de, aproximadamente, 50 mil anos, e pedaços de cerâmica de 9 mil anos.

A atividade mais popular que o Parque oferece são as inscrições rupestres da pré-história, que foram entalhadas nas paredes e rochas através de pinturas. Essa é considerada a forma de comunicação que os grupos da pré-história utilizavam naquela região.

Uma escavação que durou cerca de 10 anos no sítio Toca do Boqueirão da Pedra Furada proporcionou a descoberta mais impressionante. Vestígios de fogueiras e artefatos de pedra lascadas, que indicam as primeiras pessoas na América.

A região já foi habitat de animais gigantes

O Parque Nacional abriga mais de 30 espécies dos fósseis de animais de grandes proporções corporais, e algumas delas pesavam mais de 5 toneladas. Há, aproximadamente, 10 mil anos esses animais foram extintos.

As pesquisas do Parque questionam as teorias sobre a migração para a América

A principal teoria aceita diz que os indivíduos chegaram no continente entre 12 a 15 mil anos atrás, utilizando a rota da Ásia em direção ao Estreito de Behring. Porém, as pesquisas do Parque apontam para outros horizontes. Ela sugere que o continente americano pode ter sido colonizado por mais de uma via — além do Estreito.

Eles acreditam que pescadores possam ter vindo da África, impulsionados pelos ventos alísios, para a América do Sul. Pesquisadores da USP analisaram morfologicamente os crânios que foram encontrados na Serra e concluíram que pertenciam ao tipo humano australóide-negróide e não ao tipo humano asiático.

Além disso, a Serra é reconhecida pelos últimos resquícios das onças pintadas, o mais feroz felino das Américas. A partir de técnicas desenvolvidas na Índia, foram apontadas cerca de 35 onças adultas na área.

Essa é mais uma prova de que o nosso País, além de ter muita história, tem excelentes pesquisadores, não é mesmo? O que você achou desse lugar? Já conhecia? Deixe sua opinião nos comentários. 😉

2-14
395