Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Conheça a origem dos nomes de 11 países da América Latina (algumas histórias são realmente muito estranhas)

Você já parou para pensar em como são escolhidos os nomes das pessoas? Bem, sabemos que esse é um processo relativamente complexo, que envolve gostos pessoais dos pais (ou de outros parentes), histórias familiares e outros fatores. Há quem diga, inclusive, que essa escolha possa influenciar na personalidade da pessoa. Mas como são escolhidos os nomes de cidades, Estados e países? E até que ponto essa escolha pode interferir no destino dessas regiões?

Neste post, o Incrível.club compartilha com seus leitores uma lista com os significados dos nomes de 11 países da América Latina. É bem possível que você conheça a origem do nome “Brasil”. Mas sabe por que a Argentina possui esse nome? E o Peru? Acompanhe nosso post.

1. Chile

Chile é conhecido, entre outros aspectos, pelo “El Monstruo” — expressão que se refere ao público do festival de música de Viña Del Mar, um dos mais populares do país. É conhecido, também, como a terra da poesia, já que dois de seus poetas mais famosos já receberam o Prêmio Novel de Literatura: Gabriela MistralPablo Neruda. E, de certa forma, a palavra que dá nome a esse país também possui um significado poético: o termo “Chile” pode estar ligado à palavra de origem aimará (um povo pré-colombiano que viveu na região), chilli, que significa “onde acaba a terra”. Outra possibilidade é a de que tenha derivado da palavra de origem quechua (uma língua indígena) chili ou tchil, que significa “frio” ou “neve”.

2. Argentina

O termo “Argentina” tem a ver com a palavra argentum, que, em latim, significa “prata”. Diz uma lenda que, logo após a primeira expedição ao Rio da Prata (que banha a cidade de Buenos Aires), comandada por Juan Díaz de Solís, as notícias de que a região era rica em minas de prata circularam entre os exploradores europeus, que decidiram organizar expedições em busca dessas riquezas.

3. Brasil

Essa você talvez já saiba. Embora existam algumas versões divergentes em relação à origem do nome do nosso país, aquela que é, de longe, a mais aceita, se refere ao pau-brasil, árvore abundante em nossa costa na época do descobrimento. O termo “brasil” (assim mesmo, com letra minúscula) da árvore seria uma referência à cor avermelhada da madeira, que poderia ser comparada com uma “brasa”. Em 1978, o pau-brasil foi declarado árvore nacional do Brasil. Uma triste curiosidade é a de que essa árvore se encontra, hoje, na lista das espécies da flora brasileira ameaçadas de extinção, segundo o Ibama.

4. Peru

Se você pensou na famosa ave, está enganado. Na verdade, no caso do Peru, não há um consenso sobre a origem do nome. Sabe-se que a região é assim chamada desde antes da chegada dos espanhóis. Mas existe uma espécie de polêmica sobre se o termo deriva da palavra birú ou perú, cujo significado é “rio” em guarani (língua indígena), ou de birú, termo escrito da mesma maneira, mas que, nesse caso, se referindo a um cacique que teria vivido na parte sul do Panamá. Há ainda a possibilidade de ter origem em outra língua indígena, a quechua, nesse caso sendo originalmente viru.

5. Cuba

No caso de Cuba, também há várias versões e nenhum consenso. A palavra pode derivar do termo ciba, usado pelos indígenas que habitavam a ilha naquela época (os taínos) para designar “montanha”, “pedra”, “caverna”. Outra possibilidade, ainda na língua dos tainos, é que a palavra tenha origem no termo cohiba, que era como denominavam a região — e que hoje dá nome ao charuto mais famoso produzido no país.

Alguns historiadores sustentam que deriva de coba, que significa “cúpula”, em árabe, e que poderia fazer referência à forma das montanhas que são vistas desde a baía de Bariay, onde Cristóvão Colombo realizou seu primeiro desembarque na ilha. No entanto, segundo o dicionário Oxford, a palavra que deu origem ao nome seria Cubanacan, também de origem taína e que significa “lugar do centro”.

6. Equador

No caso do Equador, não há qualquer divergência em relação à origem do nome e a explicação é mais do que simples: a linha do Equador, que divide o hemisfério norte do sul, passa sobre o país e serve para designá-lo desde que ocorreu sua separação da “Grã-Colombia”, em 13 de maio de 1830.

7. República Dominicana

A palavra “Dominicana” deriva do latim Dominicus, que significa Domingo. Mas a origem do nome desse país é um pouco mais complexa e tem a ver com a Ordem dos Pregadores, fundada por São Domingos de Gusmão em 1216. Essa Ordem religiosa teve um importante papel na sociedade do país, contribuindo para a defesa dos direitos dos indígenas e promover entre eles a educação e a cultura.

Outras teorias defendem que Cristóvão Colombo desembarcou lá em um dia de domingo e que por isso deu esse nome. Há, ainda, uma terceira teoria: a de que o pai dos irmãos Colombo se chamava Domingo. No entanto, não há documentação que respalde essas duas versões alternativas.

8. Venezuela

A versão mais difundida indica que a Venezuela recebeu esse nome em referência à cidade de Veneza. Segundo essa teoria, quando Alonso de Ojeda chegou junto com Américo Vespucio ao Golfo de Venezuela, viu as moradias dos nativos, construídas sobre estacas que surgiam da água, lembrando a famosa cidade italiana. Portanto, Venezuela significaria “pequena Veneza”. Há, no entanto, uma segunda versão, segundo a qual a palavra teria origem indígena, sendo anterior à chegada dos espanhóis e significando “água grande”.

9. Colômbia

Um caso bastante intuitivo: o termo “Colômbia”, faz referência a Cristóvão Colombo, e foi assim que Francisco de Miranda designou todo o continente hispano-americano. Antes de se referir ao país como conhecemos hoje, a designação se referia à chamada Grã-Colômbia, território criado em 1819 e que incluía, além do que é hoje a própria Colômbia, áreas do Panamá, do Equador e de parte da Venezuela.

10. México

Uma versão poética dá ao nome “México” o significado de “no umbigo da Lua”, mas não é a correta. A palavra México é uma castelhanização (e simplificação) do termo Metztlixihtlico, que significava, na língua dos astecas: “no centro da Lua”. No entanto, essa versão não fecha a discussão etimológica, já que existem outras interpretações.

11. Bolívia

Mesmo que possa parecer evidente, nem todos sabem que o nome “Bolívia” é uma homenagemSimón Bolívar, uma conhecida liderança política da região. Logo após a independência, em 6 de agosto de 1825, o país foi “batizado” como “República de Bolívar”. No entanto, meses depois, um deputado da região de Potosí sugeriu mudar o nome com o seguinte argumento: “se de Rômulo, Roma, de Bolívar, Bolívia”. Esse é o nome oficial do país desde 3 de outubro de 1825.

Se você tivesse de colocar um novo nome a alguma nação, qual seria e por quê? E, se ainda tem curiosidade em descobrir a origem de outros nomes de países da América Latina, não se preocupe: estamos preparando novos posts! Agora, esperamos seus comentários!