7 Coisas sobre os irlandeses que os estrangeiros custam a entender

Qual a primeira coisa que vem a sua mente quando alguém fala em Irlanda? Muita cerveja, gente ruiva, duendes e trevos de quatro folhas? Então prepare-se, pois neste post desmentiremos muitos estereótipos que existem sobre o país, analisando tudo sob uma nova ótica. Você descobrirá, por exemplo, que a Irlanda não possui tantos ruivos assim, e que os irlandeses não são os que mais consomem a famosa cerveja Guinness. Está pronto para se surpreender? Então vamos nessa!

Antes de começarmos, um spoiler: este post é realmente incrível e muito interessante.

7. Só 10% dos irlandeses são ruivos

Os irlandeses costumam ser associados a pessoas bonitas e de cabelos ruivos. Mas seremos obrigados a romper esse estereótipo com ajuda das estatísticas, segundo as quais apenas 10% dos irlandeses possuem cabelos naturalmente avermelhados.

6. Drácula tem raízes irlandesas

Muita gente sabe que a inspiração para o romance "Drácula", de Bram Stoker, era um homem de verdade, Vlad III Tepes (Vlad, o Empalador, príncipe da Valáquia, território da atual Romênia), que viveu no século XV. No entanto, alguns historiadores afirmam que Stocker (nascido e criado em Dublin) construiu a imagem do famoso sugador de sangue a partir do folclore irlandês.

Segundo uma lenda, Abhartach era o chefe de um destacamento de soldados, baixinho e muito pálido. Ele aterrorizava seus súditos, que o temiam e o consideravam um feiticeiro. Um dia, a paciência deles acabou e todos pediram a um guerreiro que matasse seu amo.

O guerreiro matou o feiticeiro duas vezes, mas ele sempre levantava do túmulo exigindo de seus súditos infiéis o pagamento de um tributo na forma de um copo cheio de sangue daquelas pessoas. Abhartach deixou de voltar à vida somente quando o guerreiro seguiu o conselho de um druida e primeiro cortou a cabeça do feiticeiro com uma espada de cinzas, enterrando-o com os pés para cima, colocando uma enorme pedra sobre o túmulo

5. Rainha dos piratas

Granuaile, ou Grace O'Malley, filha de um líder de clã, era uma rebelde irlandesa que agitava os mares do norte. Ela viveu no século XVI, e após a morte de seu pai, venceu seu irmão numa batalha justa para ocupar o lugar de líder daquele grupo. Dedicava-se à pirataria, manejava a espada à perfeição, lutava na linha de frente ao lado dos homens, era corajosa e ousada, dona de uma natureza apaixonada e, ao mesmo tempo, uma estrategista reconhecida. Além disso, tinha talento para a política.

Segundo uma das lendas, um dia após dar à luz, a brava Grace já estava envolvida em uma luta no mar contra piratas argelinos, inspirando seu povo ao dizer que "dar à luz era pior do que lutar".

4. A Irlanda é o segundo consumidor mundial de chá

Estatísticas afirmam que os turcos são os maiores fãs de chás, seguidos pelos irlandeses. Vale mencionar que o Reino Unido fica em terceiro lugar, e não em primeiro, como muitos pensam.

3. Dia de São Patrício

O dia de São Patrício (St Patrick´s Day) é celebrado em 17 de março, e é uma festa popular na Irlanda, Irlanda do Norte e na província canadense de Terranova e Labrador. No Canadá, é patrocinada pela famosa cerveja Guinness.

Em Dublin e em muitas outras cidades da Irlanda, acontecem festivais, desfiles e, obviamente, festas da cerveja em todos os bares do país. Na imagem abaixo, você confere a preparação para a festa em um dos pubs locais.

Os símbolos da festa são o trevo de quatro folhas, a bandeira irlandesa e os duendes. Nesse dia, as pessoas costumam se vestir de verde. Na cidade norte-americana de Chicago, até o rio é tingido de verde no dia de São Patrício, para combinar com a celebração. É um espectáculo impressionante.

Outros países do mundo também celebram o dia de São Patrício. Eventos significativos são organizados no Reino Unido, Canadá, Estados Unidos, Argentina, Austrália e Nova Zelândia.

2. A Nigéria consome mais cerveja Guinness que a Irlanda

Uma informação surpreendente: dos 150 países nos quais a cerveja irlandesa Guinness é vendida, a Nigéria é a líder, tanto em consumo quanto em volume de produção. Sim, o país africano bebe mais que a própria Irlanda.

1. Filosofia irlandesa

A atitude dos irlandeses em relação à vida é algo que os estrangeiros deveriam aprender. Essa é uma das sabedorias do folclore irlandês:

"Há apenas duas coisas com que você precisa se preocupar: se está saudável ou doente.
Se você for saudável, não há nada a temer, mas se estiver doente, então há apenas duas coisas com as quais precisa se preocupar: ou se recupera ou morre.
Se recuperar a saúde, você não precisa mais ter medo, mas se morrer, então haverá só duas coisas com que se preocupar: se irá para o céu ou acabará no inferno.
Se for para o céu, não terá com o que se preocupar. Já se for para o inferno...estará tão ocupado cumprimentando e apertando a mão de seus amigos que não terá tempo de sentir medo."

Ilustradora Astkhik Rakimova exclusivo para Incrível.club
Compartilhar este artigo