Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

13 Pessoas que viraram milionárias por uma única ideia

Não existe uma fórmula universal para tornar-se rico, e a probabilidade de surgir algo do tipo é mínima, para não dizer inexistente. Como a prática confirma, as ideias mais estapafúrdias muitas vezes fazem muito suesso, enquanto algumas genialidades não rendem aos seus criadores um centavo sequer.

O Incrível.club lista neste post 13 pessoas que ganharam vários milhões apostando na própria criatividade, capacidade de observação e por estarem no lugar certo na hora certa.

13. Joy Mangano. Mecanismo para esfregões

A americana Joy Mangano criou um mecanismo único que permite espremer um esfregão sem tocar nele: o Miracle Mop. A mulher conseguiu vender uma grande quantidade do produto por meio de anúncios na TV levados ao ar em 1995, conquistando seu primeiro milhão de dólares. Desde então, Joy criou e patenteou mais uma centena de coisas úteis, como cabides antideslizantes, aromatizadores e organizadores de bolsa. Em 2015, a história de Joy virou filme, com Jennifer Lawrence no papel principal.

12. Guy Laliberté. Cirque du Soleil

O canadense Guy Laliberté era um artista de rua. Um dia, ele teve a brilhante ideia de criar seu próprio circo. E foi assim que, em 1984, surgiu o famoso Cirque du Soleil, conhecido pela originalidade de seus espetáculos e números incrivelmente complexos. A ideia gera lucros na casa de milhões de dólares e permitiu que Laliberté se tornasse um dos primeiros turistas espaciais.

11. Richard T. James. "Mola maluca"

É até difícil imaginar os nostálgicos anos 90 sem as coloridas "molas malucas". O brinquedo foi criado pelo americano Richard T. James em 1943. Ele trabalhava como engenheiro naval e construiu um dispositivo para medir a potência de navios. Durante a construção, uma mola caiu acidentalmente no chão, "caminhando" sobre o solo. Esse foi o início de um negócio de sucesso estrondoso. No começo, as molas para crianças era feitas em metal preto, posteriormente ganhando novas cores e até mesmo formatos diferentes.

10. Gary Ross Dahl. Pet Rock (pedras que viram pets)

O início do sucesso do Pet Rock foi marcado por uma brincadeira. O futuro fundador da empresa pensou que poderia ser divertido ter pedras como pets. Sim, pedras! A ideia explodiu em 1975, garantindo a Gary um milhão de dólares. As pedras eram vendidas em caixas de papelão com furos, como se estivessem dormindo num ninho. O manual de instruções explicava como cuidar da pedra, levá-la para passear e o que fazer caso o pet adoecesse ou morresse. Desde 2012, a Pet Rock está novamente ganhando popularidade.

9. Byron Reese. Serviço de entrega de cartas para Papai Noel

Em 2001, o americano Byron, criou a empresa SantaMail. Ele encontrou um endereço no Polo Norte (numa cidade no Alaska) e, sob o pedido de pais e mães, enviou cartas a crianças assinando como Papai Noel. O selo na carta e as caracterização do serviço de correio faz com que até os mais céticos acreditem que foi o "bom velhinho" em pessoa quem enviou a correspondência. O serviço custa cerca de 10 dólares por carta.

8. Roni Di Lull. Óculos para cães

Roni teve a ideia de criar a Doggles em 1997, ao notar que seu cão sentia incômodo nos olhos sob o sol muito forte. O homem começou a desenvolver e testar o design anatômico ideal que se ajustasse ao formato da cabeça do cão, de modo que não incomodasse o animal e protegesse seus olhos. Hoje, Roni não apenas ganha milhões de dólares, como também continua criando coisas úteis para pets.

7. Ken Ahroni. Osso dos desejos

Em alguns países, no Dia de Ação de Graças, existe a tradição de quebrar um osso do peru chamado fúrcula. A pessoa que ficar com a parte maior, terá um desejo atendido. Ken teve então a ideia de oferecer a todo mundo a chance de fazer um pedido durante a festividade. Em 1999, ele iniciou a produção e venda de "ossos dos desejos", cobrando 3 dólares por unidade. Em 2006, tornou-se milionário.

6. John White. Billy Bob Teeth

Em 1993, John White desenvolveu a ideia de criar dentes falsos que mudassem a fisionomia de qualquer pessoa. O divertido objeto deu origem a uma grande empresa, que já vendeu mais de 20 milhões de "dentes Billy Bob" com diversos designs, além de outros itens similares. Aliás, as chupetas com dentes que recentemente viralizaram na web são produzidas pela mesma companhia.

5. Joe Pellettieri. Billy, o peixe que canta

Este divertido achigã foi o peixe que inspirou o Big Mouth Billy Bass, que decora muitas paredes em pesk pagues e pousadas por aí. A "esquisitice" foi inventada por Joe Pellettieri em 1998. O objeto é composto por um peixe preso a uma tábua. Ao ser acionado, o bicho mexe o rabo e canta músicas, mexendo a boca. O repertório de Billy inclui várias músicas, e o artigo virou uma espécie de elemento da cultura de massas. É tanto que ele aparece em vários filmes.

4. Gary Clegg. Bata-cobertor

Gary resolveu de uma vez por todas os problemas de quem não quer tirar os braços de baixo do cobertor: ele criou um cobertor quentinho com mangas! Assim, nascia em 2005 a empresa Slanket. A companhia já vendeu milhões de unidades, ao preço unitário de 35 dólares. No site oficial, é possível até escolher a peça em sua cor predileta.

3. Alex Craig. Batatas xavequeiras

Em 2015, Alex Craig criou o Potatoe Parcel Service, um serviço especial de mensagens em batatas personalizadas. Pelo site, o cliente compra uma batata e encomenda uma mensagem, que pode ter entre 100 e 140 caracteres. A empresa recorta as palavras sobre o tubérculo e envia ao destinatário de forma anônima. O custo do serviço, que tem milhares de clientes, gira em torno de 10 dólares. Certamente, Alex já faturou seu primeiro milhão.

2. Jason Sadler. Ele usa uma camiseta com a sua marca. Ou contrata gente pra fazer isso

Jason Sadler fundou a empresa I Wear Your Shirt, a partir de uma ideia que nasceu em 2005. Ele se oferecia para andar por aí usando camisetas estampando a logomarca das empresas de seus clientes. Para um dia usando a camiseta, o custo era de 1 dólar, de 2 dólares para dois dias e assim, sucessivamente, até 365 dólares para o último dia do ano. No começo, Jason trabalhava sozinho, mas acabou contratando mais gente. Em cinco anos, ele ganhou mais de um milhão de dólares. Mas o homem fechou a empresa e hoje se dedica a outras atividades.

1. Philip Ozersky. Ele tirou a sorte grande ao agarrar uma bola de beisebol

Há casos de gente que ganharam milhões por pura obra do acaso. O mais importante é estar no lugar certo, na hora certa. Foi o que aconteceu com Philip Ozersky. Ele estava numa partida de beisebol quando Mark McGwire fez seu home run número 70, marca até hoje não alcançada nesse tipo de jogada. A bola voou diretamente até o público, terminando nas mãos de Phil. Ele se negou a devolver seu "troféu", vendendo-o posteriormente num leilão que alcançou a marca de 3 milhões de dólares. Uma parte da renda foi gasta numa casa para o pai de Phil, enquanto o restante foi voltado a organizações beneficentes.

Imagem de capa depositphotos