Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

10 Produtos para os quais o barato sai caro

A palavra "liquidação" mais se parece com um feitiço mágico que nos atrai às lojas. No entanto, existe uma série de produtos nos quais não é possível economizar.

O Incrivel.club reuniu 10 deles e explica por que não vale a pena compra-los se estiverem muito baratos. Afinal, como diz o ditado, se a esmola é muita, o santo desconfia...

10. Seda

De todos os tecidos naturais, a seda tem uma maior resistência. Ao mesmo tempo, é elástica e permite que o ar flua e assim ela permaneça seca, absorvendo a umidade da pele. Estas propriedades fazem com que os produtos da seda sejam mais confortáveis.

Dica útil: para diferenciar a seda natural de uma simples imitação, é necessário pegá-la e apertá-la alguns segundos. A seda praticamente não amassa, mas as marcas devem ser pouco perceptíveis ou estar ausentes por completo.

Se encontrar 'seda' vendida por muito menos que a média do mesmo produto, não compre.

9. Lã de alpaca

A lã de alpaca é uma das mais caras do mundo. A roupa feita com esse material praticamente não amassa, conserva durante muito uma aparência ideal e, como consequência disso, o seu preço é alto. O preço de um simples suéter pode custar, aproximadamente 100 dólares.

Dica útil: para distinguir uma peça original de uma falsificação, pegue um pedaço de fio e queime-o. O cheiro de alcatrão indicará que o produto não contém mais de 10% de lã de alpaca. Menos que isso nem vale a pena comprar.

8. Roupas de algodão

As peças feitas com algodão são valorizadas por serem amigas do meio ambiente, por suas propriedades hipoalérgicas (não dão alergia) e por seu conforto. Quanto mais algodão a peça contenha, mais caro será o seu preço.

Dica útil: você conseguirá diferenciar um tecido sintético por seu brilho. Além disso, o algodão sempre adquire a temperatura corporal e os materiais artificiais sempre permanecem frios. Claro, dependendo do tipo de uso (praticar esportes, por exemplo), pode valer mais a pena usar sintéticos.

7. Jeans

Você pode até ficar tentado por seu baixo preço e com o pensamento de que ele se ajustará muito bem em seu corpo, mas se fizer isso, correrá o risco de comprar uma peça que ficará deformada após a primeira lavagem. Um jeans de qualidade é aquele que, diferentemente de uma imitação, vai durar mais de um ano sem deformar.

Dica útil: antes de comprar o seu jeans, dobre-os e compare as costuras. Se você notar qualquer assimetria, por menor que seja, trata-se de uma imitação. Também preste atenção à qualidade dos acessórios (botões, por exemplo) e à uniformidade das costuras.

6. Sapatos

Ao escolher os sapatos, a pergunta que precisamos fazer não tem que ver só com a estética, mas também com a saúde.

Os modelos caros, por regra geral, são pensados para serem bonitos, mas também muito confortáveis. Eles dificilmente te farão sentir qualquer desconforto. Fique atento a isso principalmente se trabalha muito tempo em pé.

Dica útil: para verificar a qualidade dos sapatos, dobre-os levemente.

A sola tem de ser suficientemente suave e flexível. Também preste atenção às costuras e à uniformidade da cor.

5. Cinto

Um cinto desgastado pode danificar qualquer look. Os produtos elaborados com couro sintético, mesmo sendo mais baratos, perdem o seu valor mais rapidamente. Se você usa diariamente esse acessório, o melhor é investir em um de boa qualidade e não comprar vários deles que só ocuparão espaço no seu armário.

Dica útil: distinguir entre o couro artificial e o natural é bastante simples. Para fazê-lo, basta deixar cair uma gota de água sobre a peça.

Se o material absorver a umidade, pode levar!

4. Óculos de sol

Quase todo mundo sabe que óculos falsificados não possuem proteção contra os raios ultravioleta (UV) e, por isso, podem causar danos à visão.

Conselho útil: a garantia do modelo escolhido pode ser avaliada segundo o conjunto completo. A maioria dos modelos originais possui um manual do proprietário (às vezes um pequeno folheto) que informa a porcentagem de radiação UV-A, UV-B, UV-C e a quantidade de ondas (em nanômetros) que o material conseguirá bloquear. É melhor dar preferência aos óculos com uma marcação de pelo menos 400 nanômetros.

Outra dica simples é comprar em lojas credenciadas e de grandes redes. Pode até ser um pouco mais caro, mas com algo tão importante quanto a visão não se brinca.

3. Relógio

Os relógios baratos e de marca simplesmente não existem. Um produto de qualidade com 20% de desconto é algo para se pensar. Considere a seguinte regra: "melhor não ter que comprar um produto falso".

Dica útil: antes de realizar uma compra veja se o modelo escolhido possui todos os detalhes. A falsificação poder ter defeitos mínimos: um arranhão ou uma parte da pulseira rasgada, diferenças de cor no ponteiro, marcas estranhas ou uma curvatura imperfeita.

2. Batom

A qualidade da composição do batom acaba refletindo em seu custo e você praticamente nunca verá promoções desses tipo de produto. Ou seja, desconfie quando algum vendedor te oferecer um batom elaborado com produtos orgânicos e o desconto for de 70%.

Dica útil: Vale o mesmo que para a maioria dos produtos deste post. Compre em vendedores mais conhecidos, como farmácias ou grandes redes de departamentos. Pode custar mais, mas a chance de errar é bem menor.

1. Perfume

Os baixos preços dos perfumes indicam o uso de ingredientes de baixa qualidade em sua composição. No melhor dos casos ele perderá o cheiro depois de 30 minutos, ou pior, te deixará com um cheiro forte de substâncias químicas.

Conselho útil: uma forma efetiva de distinguir o original do falso é prestando atenção ao número do lote. Ele deve coincidir com o número que está na caixa.

Que produtos você adicionar à nossa lista? Compartilhe conosco nos comentários.

Imagem de capa depositphotos