Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração
Incrível

10 Mitos e lendas sobre estranhas criaturas da América Latina

7-42
26k

Muito provavelmente você já leu alguma história sobre a Medusa ou vampiros; mas, você conhece alguma lenda que tenha sua origem na América Latina? Do México ao Chile muitas comunidades conhecem e temem lendas sobre seres que vivem em nosso continente. As histórias fazem parte de uma tradição oral e servem para advertir amigos e familiares sobre as bestas e os espíritos que vivem entre nós. Muitas delas existem há muito tempo e já são parte importante da cultura do nosso continente.

Hoje, o Incrível.club quer compartilhar com você uma lista de seres estranhos presentes na cultura de alguns países da América Latina. Confira!

1. Yacuruna, mito da Selva Amazônica

O nome Yacuruna, também conhecido como o demônio da água, porque vive nas profundezas de rios e lagos da Selva Amazônica, significa “homem da água”, em quechua. As pessoas da região dizem que ele dorme durante o dia com um olho aberto, e durante a noite patrulha a selva usando um jacaré preto como canoa e uma cobra como colar. Dizem também que ele é o responsável pelo desaparecimento de pessoas na Amazônia.

Segundo a lenda, Yacuruna consegue se transformar em um homem muito atraente para capturar suas vítimas, que são geralmente mulheres. No entanto, as pessoas que o viram em sua forma real afirmam que ele é um homem peludo e com pés deformados. Além disso, tem uma característica ainda mais aterrorizante: ele consegue girar a cabeça para trás.

2. Tunche, uma lenda do Peru

Esse ser é uma criatura estranha que vaga pela Selva Peruana durante a noite e que solta um assobio assustador. Alguns dizem que se o som emitido for muito agudo, as pessoas da aldeia ou da casa terão muito azar, que pode significar tragédia, doença ou até mesmo morte.

Ninguém sabe ao certo como ele é. Algumas pessoas já o descreveram como uma ave, enquanto outras afirmam que ele se parece com um bruxo. Contudo, todos concordam com a ideia de que não é uma criatura maligna, mas sim um reflexo do espírito da pessoa com quem ela está. Ou seja, se a pessoa for malvada, o Tunche fará a pessoa pagar pelas suas injustiças; por outro lado, uma pessoa de boa índole logo saberá que não tem nada a temer.

3. Luison (ou Lobisomem), criatura da mitologia Guarani

De acordo com a lenda, uma punição será dada aos casais com 6 filhos, que trazem ao mundo um sétimo filho — sendo o sétimo um homem. Esse, por sua vez, se transformará no Luison, uma criatura parecida com um cachorro preto; uma espécie de homem lobo com orelhas enormes (a figura faz referência à mitologia Guarani e tem semelhanças com a lenda europeia do Lobisomem). Contudo, esse ser não se transforma somente nas noites de Lua cheia, mas sim toda sexta-feira à meia-noite e, às vezes, também às terças-feiras.

Quando isso acontece, ele sai pelas ruas e assusta diversos animais até o amanhecer, come os restos de comida que encontra e bagunça as tumbas dos cemitérios.

4. La Llorona (A Chorona, ou a Mulher da meia-noite), México

Talvez esta seja uma das lendas mais conhecidas e aterrorizantes que existe no México. O relato se originou há séculos, com a fundação do Vice-Reino da Nova Espanha, e conta a história de uma indígena que se apaixonou por um nobre espanhol com quem teve 3 filhos. Infelizmente, o europeu nunca quis conhecer os filhos e tampouco quis se casar com ela.

Isso levou a pobre mulher à loucura, e ela acabou afogando seus 3 filhos em um rio. Quando ela percebeu o que havia feito, tirou a própria vida. Dizem que a culpa e a dor não a deixam descansar e, por isso, ela vaga desesperada gritando pelos filhos e vestida de branco.

5. A Tunda, Colômbia e Equador

Se existe um espírito feminino realmente maligno, esse é a Tunda. Dizem que foi uma mulher que sofreu muito nas mãos do marido e, por isso, decidiu se vingar dos homens. Ela vive em florestas tropicais no sul da Colômbia e no norte do Equador, e, como característica mais marcante, ela tem uma perna de madeira.

As pessoas contam que para capturar a vítima ela elimina seu aspecto monstruoso e se transforma em uma pessoa comum, e que, geralmente, se parece com algum conhecido da vítima. Ela rouba crianças desobedientes e não batizadas e seduz homens infiéis e jovens, fazendo com que eles entrem em uma espécie de transe. Depois, ela os alimenta com camarões e os mantêm sequestrados na selva para comê-los. Para salvar um homem sequestrado é preciso entrar na floresta em grupo e acompanhado de um sacerdote.

6. O Pombero, Argentina, Brasil e Paraguai

Pombero é uma criatura famosa nas lendas guaranis do Paraguai, e também é conhecido em algumas partes da Argentina e no sul do Brasil. E seu nome significa “homem da noite”, em guarani. Essa criatura é responsável por cuidar que a fauna e a flora não sejam ameaçadas, que as árvores não sejam derrubadas e que apenas os animais que servirão de alimentos para as famílias sejam sacrificados.

É comum as comunidades pedirem ao Pombero que ele cuida das colheitas e para que proteja os animais. Em troca, elas oferecem a ele tabaco e mel. Mas isso não acontece de maneira voluntária. Se uma família se esquece, ele causa estragos em sua casa e é capaz de deixar sem voz a sua vítima.

7. Chupa-cabra, Porto Rico

Durante a década de 1990, um fenômeno estranho aconteceu em Porto Rico: algumas cabras foram encontradas mortas, sem uma gota de sangue no corpo e com pequenos buracos no pescoço. E alguns dos animais até foram encontrados sem alguns dos órgãos internos.

Muitas pessoas pensaram que o culpado era um ser que caminhava sobre duas patas, tinha o pelo cinza ou verde, espinhos nas costas, rabo e asas para fugir rapidamente. Ele foi chamado de Chupa-cabra. Essa criatura, responsável por ataques sistemáticos a animais rurais, também teria existido na Flórida, Nicarágua, no Chile, México e no Brasil.

8. Camahueto, Chile

Dizem que ele parece com um bezerro de pelo verde e tem um chifre na cabeça parecido ao de um unicórnio. Além disso, as pessoas defendem a ideia de que esse ser nasce das profundezas da terra.

O osso do chifre é tão valorizado que no passado as curandeiras locais de Chiloé, as machis, usavam parte dele em suas poções e em seus remédios contra doenças, embora a dose tivesse de ser bastante controlada, já que uma quantidade grande poderia afetar o paciente e deixá-lo com intensas dores de cabeça ou levá-lo à loucura.

9. La Cegua, Costa Rica

A origem dessa lenda remete à história de uma jovem orgulhosa e ingrata que se apaixonou por um espanhol que a convidou para ir a uma festa. Seus pais, que ela tratava com desprezo, não a deixaram ir e a jovem, completamente raivosa, tentou bater na mãe, mas foi impedida por uma mão que lançou um feitiço transformando-a em um espírito maligno.

Esse fantasma se apresenta como uma bela mulher aos homens que andam a cavalo ou de carro sozinhos durante a noite. Uma vez que eles prestam atenção nela, seu rosto se transforma em uma caveira aterrorizante e fedida. A imagem é tão assustadora que suas vítimas morrem de ataque cardíaco. Quando isso não acontece, ela beija e mata a vítima.

10. El Silbón, Colômbia e Venezuela

história dessa lenda se relaciona com épocas muito antigas em que um jovem assassinou o pai e se transformou em um espectro que vaga pelas planícies. Algumas pessoas contam que sua presença traz um ruído que significa tragédia e morte. Outras dizem que ao aparecer, ele começa a contar os pedaços de ossos em seu saco. De acordo com esse segundo grupo, o mais perigoso é quando ele aparece sem fazer nenhum ruído. Quando isso acontece, alguém amanhece sem vida.

Ele costuma aparecer para homens mulherengos e alcoolizados, mas também gosta de aparecer para vítimas inocentes. Dos homens que bebem muito, ele suga o álcool, e dos mulherengos, arranca os ossos e os coloca no mesmo saco onde guarda os ossos do pai.

Qual dessas figuras você acha que é a mais aterrorizante? Aqui no Brasil temos muitas outras lendas, quais você conhece? Compartilhe nos comentários.

7-42
26k
Compartilhar este artigo