Incrível
Incrível

11 Animais contemporâneos que não lembram em nada seus próprios ancestrais

A evolução é algo realmente impressionante. Para nós, é meio difícil imaginar o mundo pré-histórico e suas estranhas criaturas, de tão diferente que tudo era em comparação aos dias atuais. Por exemplo, no Período Cambriano, os oceanos eram mais rasos, e o sol nunca se punha. Todos os dias pareciam uma bela manhã de domingo, e não existia escuridão. Os animais haviam acabado de descobrir poderem devorar uns aos outros, e ter globos oculares era a última moda. O simples pensar que nossos cães e gatos descendem daqueles caras faz com que nossas mentes entrem em parafuso!

O Incrível.club aventurou-se a rastrear a origem de alguns animais contemporâneos que todos conhecemos, chegando a conclusões impressionantes. Prepare-se você também para ver com seus próprios olhos o quanto a evolução é surpreendente!

1. Baleias

Os atuais gigantes do oceano possuem as mais humildes das origens. Todos os cetáceos, incluindo baleias, orcas e golfinhos, vieram de um animal do tamanho de um gato e com aparência de rato chamado indohyus, que não apenas vivia em terra firme como também era vegetariano. O caso do indohyus mostra a evolução causando uma reviravolta, pois, a maioria dos parentes desse animal rastejava na terra, enquanto esses bichos, acabaram voltando para a água.

O mais curioso é que baleias são parentes próximas das vacas, compartilhando o mesmo ancestral comum.

2. Girafas

Em se tratando de evolução, as girafas são como pokemons da vida real: cada estágio era totalmente diferente do outro, ainda que conservasse algumas das características básicas. O “avô” das girafas, o prolibytherium, media 1,80 metro e era mais parecido com um cervo. Tanto machos quanto fêmeas tinham chifres bastante bizarros, formados por placas largas e na forma de folhas (no caso dos machos). As fêmeas tinham chifres menores e mais “normais” aos olhos atuais.

3. Hipopótamos

O maior predador que já passou pela Terra se chamava andrewsarchus. Só a monstruosa cabeça do bicho tinha quase um metro de comprimento — sendo que metade dela era formada por focinho e mandíbula com dentes compridos. Talvez você pense que um carnívoro desse porte seria ancestral de lobos ou hienas. No entanto, seu parente mais próximo entre os vivos até hoje é o hipopótamo. Pelo visto, aqueles dentões são de família.

4. Bichos-preguiça

De certa forma, os bichos-preguiça são um capricho da evolução. Atualmente, esses animais arbóreos são extremamente lentos, desastrados e vulneráveis, passando a maior parte do tempo dormindo. É até intrigante pensar como eles sobreviveram enquanto espécie. Já seu ancestral, o megatério, era um poderoso colosso terrestre, capaz de enfrentar ursos e mamutes em uma briga. Eles eram grandes como os elefantes atuais e podiam pesar mais de quatro toneladas.

5. Pangolins

Ao contrário do que o nome pode sugerir, o hyaenodon não tem ligação com as hienas. Apesar da aparência que lembra a dos cães, dos dentes grandes e da dieta carnívora, ele também não é ancestral dos cachorros. Seu parente mais próximo entre os bichos contemporâneos é o...pangolim, o mais educado entre os animais. Não está claro em que momento aqueles enormes predadores viraram pequenos bípedes comedores de formigas e outros insetos. Será que este é um caso de lobisomem do mundo real?

6. Porcos

Os porcos atuais, os javalis e suínos em geral não são animais que passam despercebidos: eles são altamente inteligentes, fortes, corpulentos e ágeis. Tais características reunidas já são uma ótima receita para um sucesso evolutivo. Entretanto, no passado os porcos eram muito maiores, mais poderosos e de aparência assustadora. Ao contrário dos dentes relativamente pequenos de hoje, eles tinham presas de grandes proporções. Assim como os porcos contemporâneos, o entelodonte era onívoro, mas como tinha capacidade para derrubar presas facilmente, acabava inclinando-se mais para o estilo de vida predatório. Além disso, eles caçavam em bandos.

Sabendo de tudo isso, fica fácil imaginar os motivos pelos quais o bicho ganhou o apelido de “porco do inferno”.

7. Cavalos

Os cavalos costumam ser associados à elegância, nobreza e velocidade, então é possível que os fãs do animal fiquem um tanto desapontados ao saber que o “cavalo” pré-histórico, o brontotheriidae, era um bicho mais similar a um rinoceronte. Eles eram robustos, lentos, com patas relativamente curtas e um par de chifres meio esquisitos.

8. Tatus

Em comparação com outros animais da nossa lista, as mudanças neste caso não foram tão drásticas, basicamente atendo-se ao tamanho. O ancestral dos tatus contemporâneos, o gliptodonte, era quase das mesmas dimensões de um Volkswagen Beetle, tendo também aproximadamente o mesmo peso do veículo.

9. Cachorros e ursos

Surpreendentemente, cães e ursos dividem um mesmo ancestral comum, no entanto, ele não se parecia com nenhum dos dois animais que conhecemos hoje. O cynodictis era um bicho de pequenas proporções, com cerca de 70 centímetros de comprimento e peso de até cinco quilos. Para falar a verdade, sua aparência era mais próxima à de um gato ou uma fuinha. Segundo as especulações dos arqueólogos, o animal apresentava um comportamento similar ao dos cães, vivendo em bandos e caçando pequenas presas peludas em meio à planície.

10. Rinocerontes

A coisa mais representativa dos rinocerontes certamente são os chifres do animal. Por isso, é até estranho pensar que os seus ancestrais não tinham chifre algum. Ao mesmo tempo, o indricotherium foi o maior mamífero terrestre que já existiu, batendo os elefantes de longe. Ele atingia cerca de 7,4 metros de comprimento, pensando entre 15 e 20 toneladas.

Uma curiosidade extra: os veículos de batalha usados na saga dos filmes Star Wars foram muito inspirados em um parente próximo do indicotherium, o paraceratheriums.

11. Pássaros

Apesar de comumente serem retratados em filmes como répteis escamosos, a maioria dos dinossauros são mais próximos de pássaros que de lagartos. Tecnicamente, todos os pássaros contemporâneos são dinossauros, mas nem todos os dinossauros eram pássaros, apenas um grupo chamado terópodes. Nele estavam inclusos o icônico T-rex, o velociraptor e todos os outros dinos carnívoros e de duas patas. Aliás, o termo raptor, do inglês, é traduzido como “ave de rapina”.

Bônus: animais que continuam exatamente iguais — tubarões

  • "Representação em tamanho real de um megalodonte, pendurada no Museu de História Natural Smithsonian, nos EUA © kcox1980 / reddit
Incrível/Animais/11 Animais contemporâneos que não lembram em nada seus próprios ancestrais
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos