Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

16 Gatos que pegam no pesado com suas quatro patas

2---
360

Os gatos são considerados os animais de estimação mais preguiçosos do mundo. E isso não é surpreendente: os dorminhocos felinos repousam entre 15 e 20 horas por dia. No entanto, existem alguns bichanos-trabalhadores, que não conseguem ficar sem fazer nada e pegam no pesado por seu ganha-pão — ou ganha-ração, no caso deles.

Incrível.club preparou uma lista dos felinos mais esforçados do mundo. E no final, você encontrará um bônus — um gato que ganha a vida de forma criminosa.

1. Sir Filimon — colaborador-sênior do Castelo de Vyborg

O gato Filimon entrou no museu de Vyborg (Rússia) em 2015 e decidiu ficar. No entanto, o bichano não fica parado sem fazer nada. Ele caça ratos, recebe doações, tira fotos com os visitantes e toma conta do castelo. Recentemente, Filimon foi efetivado no cargo e agora está oficialmente empregado no museu.

Durante o seu horário de trabalho, Fillimon participa de todos os eventos do castelo de Vyborg.

2. Rademenes, o gato “enfermeiro” em um abrigo de animais

O pequeno Rademenes entrou em um abrigo de animais polonês com apenas 2 meses de idade. O gatinho teve uma pneumonia terrível e os seus donos pensaram que iria morrer. No entanto, o veterinário do abrigo curou o “bebê”, e, como forma de gratidão, Rademenes começou a cuidar dos outros animais. O felino acompanha os pets doentes nas cirurgias e os acalma durante os procedimentos mais invasivos.

3. Gatos de Hermitage, os exter-miau-dores de ratos

Os gatos do Museu de Hermitage são os guardiões que protegem essa incrível herança cultural russa. A missão dos felinos é caçar os ratos que ameaçam as famosas pinturas expostas ali. Existem rumores que foi Pedro I da Rússia que trouxe o primeiro felino para o palácio. Isabel da Rússia, sua filha, emitiu um decreto pedindo para trazer “os maiores e melhores gatos para caçar ratos”.

Os bichanos são adorados no Hermitage e até por isso, as pessoas estão constantemente “doando” novos felinos para o palácio. A gerência não consegue lidar com tantos amigos de quatro patas, portanto, alguns animais podem (e devem) ser adotados. Nesta página do Instagram, os funcionários do museu postam fotos dos gatos de Hermitage para serem adotados.

4. Larry e Palmerston, os caçadores da realeza

O hábito de ter gatos já se tornou uma tradição entre os primeiros-ministros britânicos. Larry chegou a Downing Street (residência oficial do dirigente) vindo de um abrigo em 2011 e se tornou uma estrela da rua. O bichano foi responsável por piorar a popularidade do então primeiro-ministro David Cameron. Existiam rumores de que Cameron não gostava do animal e, em consequência, a aprovação do político baixou drasticamente. Cameron teve de assegurar os jornalistas que o seu amor pelo bichano era verdadeiro. Afinal, quem é que manda em Downing Street agora?

Em abril de 2016, apareceu um concorrente para Larry, pois o ministro das Relações Internacionais do Reino Unido também adotou um gato. Palmerston foi retirado de abrigo e recebeu o título de Grão-Caçador de Ratos do Gabinete Oficial. Larry e Palmerston estão constantemente em conflito e os jornalistas de Downing Street estão sempre prontos para documentar essa disputa, que chega a lembrar os atritos entre os próprios políticos.

5. Felix, a gata gerente de controle de pragas em uma estação de trem

A gata Felix todos os dias patrulha a plataforma de trem Huddersfield, na Inglaterra, em busca de intrusos. A felina apareceu na estação há vários anos e rapidamente “subiu na carreira”. Felix é uma verdadeira celebridade que conta com 100 mil fãs no Facebook. Além disso, se tornou heroína de um livro, está envolvida em ações de caridade e ajuda amigos felinos a encontrarem um lar.

6. Maru, um blogueiro de sucesso

Maru é um dos primeiros gatos blogueiros. Ele e sua dona começaram produzindo vídeos em 2008 e hoje já têm mais de 325 milhões de visualizações. Nos vídeos, esse bichano que vive no Japão fica sentado dentro de caixas e observa o que está acontecendo ao seu redor com um focinho, digamos, bem sério. Esse magnifico gato entrou no livro de Guinness como o animal mais famoso do mundo.

7. Dirt, a trabalhadora da ferrovia

A gata Dirt (do inglês Dirt — “sujeira”) vive em uma ferrovia histórica no deserto de Nevada, EUA. Ela nasceu há 11 anos entre os trens e carvão. A gata-mãe abandonou a felina cedo, sem ensiná-la a se lavar. Dirt adora rolar no chão sujo e entrar em trens enferrujados. Provavelmente seja a gata mais suja do mundo. No entanto, esse fato não incomoda os fãs: desde que Dirt apareceu nas redes sociais, se tornou uma estrela. As pessoas viajam centenas de quilômetros para ver a histórica ferrovia e a gatinha suja.

8. Oreo, a psicóloga da casa de repouso

“Todos os visitantes precisam se inscrever”

Uma vez, uma gata preta e branca entrou em uma casa de repouso em Ohio, EUA, e decidiu ficar para sempre. Oreo ajuda os idosos com o seu ronronar e aquece as cadeiras, trazendo alegria para essas pessoas. Além disso, a felina fiscaliza o trabalho dos funcionários do estabelecimento e, às vezes, substitui as enfermeiras.

9. Snickers, o policial da Nova Zelândia

O gato Snickers luta contra o crime na cidade de Wangaparaoa, na Nova Zelândia. O felino entrou no serviço apenas com três meses, e, desde então, participa de palestras para crianças. Dizem que ele ama a vida de policial.

10. Sweet Tart, o prefeito

Seguindo a tradição da cidade americana de Omena, os animais continuam a concorrer a eleições para os cargos políticos importantes. Assim, em 2018, o gato Sweet Tart (do inglês Sweet Tart — “bolinho doce”) tornou-se prefeito, o cachorro Diablo foi nomeado vice-prefeito e o bode Harley foi escolhido secretário de Imprensa. Mas a lista não acaba por aqui: a galinha Penny foi nomeada assistente especial para assuntos aviários. Agora, esses animais vão “chefiar” a cidade por três anos.

11. Brian, o vigilante do campo de críquete

Brian é um gato que adora a liberdade, mas que uma vez entrou em um campo de críquete em Somerset (Inglaterra) e se tornou fã do esporte. Agora, o felino assiste a todos os jogos da equipe local, acalma torcedores furiosos e tira fotos com eles.

12. Pebbles, a funcionária da Universidade de Essex

Pebbles mora dentro da Universidade de Essex, no Reino Unido. Suas responsabilidades principais são conhecer novos alunos, assistir às aulas e tomar conta da biblioteca. Os funcionários da universidade dizem que as disciplinas favoritas da gata são Gestão e Empreendedorismo. Talvez tenha sido nessas aulas que a gatinha ganhou experiência. Hoje, ela vende canecas e ímãs com seu focinho impresso. Pebbles tem um cartão que lhe permite pernoitar no dormitório, mas não se preocupa com a burocracia e descansa onde bem entender.

13. Doorkins, a guardiã da igreja

Doorkins vive na Catedral de Southwark, na margem sul do rio Tâmisa, na Inglaterra, e ocupa o posto de gata residente. Isso significa que pode dormir onde quiser e vigia paroquianos e turistas. Em 2013, quando Elizabeth II visitou a catedral, Doorkins adormeceu durante a sua visita e nem sequer saiu para ver a rainha.

14. Maray, o porteiro de museu

Maray entrou no Museu de Serpukhov, na Rússia, em 2014 e ficou para trabalhar. O gato foi acolhido pela família do museu, onde recebeu uma cama macia e comida. O felino recebia os funcionários e convidados, miava à porta e dava entrevistas aos repórteres. Infelizmente, passados dois anos, desapareceu. Seu destino é desconhecido: ou não aguentou tanta fama ou alguém o adotou.

15. Débito e Crédito, os gatos do escritório

Uma empresa de transportes em Ohio (EUA) adotou os irmãos felinos Débito e Crédito para alegrar o ambiente de trabalho. E eles “trabalham” tão bem que receberam o título de “melhores funcionários” do estabelecimento. Uma honra!

Assim é o dia de trabalho do Débito e Crédito

16. Jesperpus, o esquiador norueguês

Jesperpus vive na cidade norueguesa de Hedmark e tem uma vida cheia de aventuras. O gato adora caminhadas na floresta, treina cavalos no estábulo e ama se deitar na grama. Mas, acima de tudo, adora neve. A estrela felina da Noruega faz skijoring com os turistas.

Bônus: enquanto uns gatos trabalham, outros infringem a lei. Conheça Theo, o cleptomaníaco

“O gato ladrão de Ipswich rouba o dinheiro do leiteiro”

O gato Theo, que vive na Grã-Bretanha, se tornou famoso na Internet graças a seus talentos criminosos. Theo costumava roubar os enfeites e brinquedos de Natal e trazê-los para a sua dona, Rachel. Todos os vizinhos sabiam sobre os pequenos “pecados” do bichano, mas ninguém se chateava com isso. No entanto, recentemente, Theo conseguiu surpreender todo mundo, trazendo para casa um saco cheio de dinheiro. Descobriu-se que os valores haviam sido deixados no alpendre pelos vizinhos para o leiteiro. O dono do animal devolveu o pagamento ao leiteiro, mas o bigodudo criminoso saiu impune.

Você tem gatos? Conhece alguém que seja apaixonado por eles? Conhece histórias divertidas dos bichanos? Conte para nós!

2---
360