Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração
Incrível

10+ Dicas que vão te ajudar a escolher uma linguiça saborosa e de boa qualidade

1---
342

A linguiça é um dos produtos mais consumidos mundialmente. Apesar da grande diversidade de produtos que encontramos no mercado, não é uma tarefa simples identificar as linguiças de boa qualidade e saborosas.

Nós, do Incrível.club, gostamos de nos mimar de vez em quando e, por isso, decidimos descobrir como escolher a melhor linguiça. Vamos compartilhar estas dicas preciosas com você abaixo. Confira!

Linguiças escaldadas

A linguiça escaldada, ou cozida, é feita da parte da carne moída salgada. Ela pode conter soja em vez de carne, assim como leite, ovos e água. O prazo de validade é de 72 horas. A linguiça escaldada e defumada é primeiramente cozida e depois passa pelo processo de defumação. Normalmente, muitas especiarias são adicionadas à mistura, assim como leite, creme de leite, amido, farinha e gordura de porco. O produto final poderá ser armazenado por cerca de duas semanas na geladeira.

O que é importante verificar na escolha de uma linguiça escaldada:

  • O invólucro deve estar seco e macio. Quando a linguiça está fresca, a embalagem deve estar bem colada e não deve conter imperfeições: inchaço, manchas, deformações.
  • A cor de uma linguiça fresca e natural deve ser mais acinzentada, como normalmente é a cor de uma carne cozida. Se o produto estiver rosado demais, ou até vermelho, é porque corantes foram adicionados à mistura, assim como nitritos e outros aditivos químicos. Se possível, tente dobrar uma fatia: se ela quebrar ou rachar é porque há muito amido ou soja na composição. Caso coloquemos uma gota de iodo na fatia e a mancha se tornar azul, isso também significa que há muito amido no produto.

  • Muitas vezes, os fabricantes substituem a carne moída natural por CMS (Carne Mecanicamente Separada), que é uma matéria-prima de baixo custo, a qual é obtida pela fragmentação mecânica sob alta pressão que separa os restos de carne dos ossos. Devido à alta pressão, tudo isso se transforma em uma substância de textura pastosa, fina e uniforme, que depois é misturada com a soja. No entanto, isso nem sempre está indicado na embalagem: em vez de CMS, coloca-se carne; e em vez de soja, indica-se proteína vegetal.

Linguiças defumadas

A linguiça defumada é feita a partir de carne triturada de alta qualidade por meio de diferentes métodos de defumação. A carne semidefumada é frita, cozida e depois defumada. Além disso, tais linguiças são vendidas com o revestimento (pele) natural que pode ser consumido. Uma linguiça de boa qualidade não deve custar menos do que carne.

A linguiça crua defumada é feita com carne de alta qualidade por meio de defumação refrigerada a 20-25ºC. Ela contém muitas especiarias e, às vezes, até conhaque. E pode ser armazenada na geladeira até 4 meses. É válido lembrar que o processo de defumação, ou fumagem, natural é bastante caro. Por esse motivo, muitos fabricantes utilizam fumaça líquida para diminuir os custos.

Ao escolher uma linguiça defumada, preste atenção nas observações abaixo:

  • O corte da linguiça deve ser seco, suave, uniforme e sem poros. A cor deve ser amarronzada, sem tons avermelhados, rosados ou alaranjados demais. Se puder dobrar um pedaço da linguiça como no formato de um cilindro, isso significa que o produto é elástico o suficiente e, portanto, de boa qualidade. Se a carne se despedaçar ou quebrar facilmente, então é porque praticamente não há carne natural no produto.
  • A camada externa (pele) deve estar um pouco enrugada devido à perda de umidade. Se a casca estiver maleável demais, isso significa que há muita água na linguiça, o que indica uma quantidade excessiva de aditivos, como amido e soja, que não deveriam estar presentes. O bolor branco e seco, que não penetrou através da pele, é comum em linguiças cruas e defumadas. Linguiças que foram defumadas com fumaça natural devem ter uma superfície externa seca e brilhante. Caso o produto tenha sido feito com fumaça líquida, a cor da casca será fosca e um pouco alaranjada, além de ter uma crosta mais espessa e manchas específicas.
  • O aroma defumado deve ser suave e leve. Se o cheiro estiver muito forte, provavelmente a linguiça foi encharcada com um líquido especial para defumação, que não é natural.

  • Como no caso da linguiça escaldada, como forma de diminuir os custos, adiciona-se soja, farinha de trigo e amido. Isso normalmente não é indicado na embalagem. Você precisará experimentar o produto para saber se amido foi adicionado, o que deixará a linguiça com um sabor de “papel”.

  • A composição no rótulo deve ser mais curta possível: de preferência deve ser apenas carne, gordura de porco e especiarias. A adição de “glucono delta-lactona”, que aparece nas embalagens como E575, acelera artificialmente a maturação do produto.

  • A linguiça em si deve ser dura, seca e densa. A linguiça fatiada, por sua vez, deve ser elástica e fácil de mastigar. Se a fatia cortada deixar as “marcas” dos dedos na superfície, isso significa que houve uma violação da tecnologia de produção e o produto não está “maduro” o suficiente.

  • O sabor não deve ter nenhuma acidez: levemente picante, agradável, salgado, com um aroma de defumado e de especiarias.

Linguiças curadas

As linguiças curadas são feitas a partir da secagem contínua e sem defumação. Usa-se exclusivamente carne de alta qualidade, com especiarias, mel e conhaque. Além da carne suína e bovina, a linguiça pode conter carne de cordeiro, cavalo e vinho. Esse tipo de linguiça pode ser armazenada na geladeira de 4 a 6 meses. O tipo mais conhecido é o salame.

Aqui estão algumas dicas sobre como escolher uma boa linguiça curada:

  • Quanto mais escuro for o produto, mais carne de vaca ou de cavalo ele contém. Devido ao fato de tais linguiças serem feitas exclusivamente com carne de alta qualidade, o preço normalmente é mais alto.
  • A presença de placas brancas (não mofo) na pele é um sinal de excelente qualidade. Isso é devido ao sal. Olhe cuidadosamente para o corte: se a cor da linguiça não for uniforme, especialmente nas bordas, isso significa que a linguiça foi lavada com água ou óleo para eliminar os depósitos de sal.

  • A pele deve ser natural ou muito próxima do natural, ou seja, deve conter apenas produtos naturais. Há uma diferença entre peles de colágeno (feitas a partir da derme do boi) e de fibras (com celulose). É possível que durante a “maturação” a linguiça fique coberta com bolor. Esse tipo de produto normalmente não é descartado.

Informações atuais para todos os tipos de linguiça

  • O cheiro da linguiça nunca deve ser forte demais. A presença de intenso aroma indica que aromatizantes foram adicionados ao produto. Caso o cheiro seja extremamente pronunciado, isso significa que, provavelmente, foi feito com carne estragada.

  • Caso haja manchas de gordura, elas devem ser brancas — não amareladas ou rosadas. Caso contrário, a linguiça pode estar estragada ou conter muitos corantes em sua composição.

  • Se houver soja indicada nos ingredientes, então é porque não há presença de carne. Em vez disso, há provavelmente cartilagem moída, pele ou alguma composição similar. A presença de amido é absolutamente inofensiva, como aditivo, e ele serve apenas como espessante para a mistura. Carrageninas são aditivos para produtos alimentares que podem causar alergia.

  • Se depois de comer algumas fatias de uma certa linguiça, com sabor e aroma intensos, você sentir vontade de comer mais e mais porções, cuidado: possivelmente o produto contém um poderoso intensificador de sabor conhecido como glutamato monossódico. Ele dá um sabor e aroma diferenciados, mas, o mais importante, é que pode estar “mascarando” um sabor e cheiro desagradáveis provindos de carne de má qualidade.

Bônus: como preparar uma linguiça caseira (receita de 1938)

Você vai precisar de:

  • 750 g de ombro de porco (sem osso);
  • 250 g de carne bovina;
  • 10 g de nitrito de sódio e 10 g de sal comum (sais de cura);
  • 100 ml de água;
  • 1,5 g de pimenta branca moída;
  • 0,3 g de noz-moscada;
  • 2 g de açúcar.

Corte a carne em fatias, adicione sal e deixe-a descansar na geladeira por 2 dias. Depois refrigere a carne rapidamente e passe-a pelo moedor de carne. A temperatura da carne nessa etapa não deve passar de 12ºC. Depois disso, adicione as especiarias.

Em seguida, misture bem a carne moída com as mãos por uns 5-10 minutos. Você, então, deve rechear a tripa com essa massa resultante. As linguiças precisam ser mantidas na geladeira por 24 horas e, depois desse tempo, devem ser colocadas em um local mais quente por 4 horas.

Por fim, coloque as linguiças em forno pré-aquecido a 85ºC, por 1h30. As linguiças devem ser assadas em banho-maria. Depois de prontas, é preciso deixá-las resfriando por mais 8 horas.

Não deixe de observar os ingredientes do produto cuidadosamente antes de decidir comprá-lo. Caso veja algum ingrediente que não conheça, é melhor procurar outra opção. Esperamos que essas dicas o ajudem na escolha de uma linguiça mais saudável e de boa qualidade.

Imagem de capa pxhere, depositphotos
Ilustrador Sergey Raskovalov exclusivo para Incrível.club
1---
342
Compartilhar este artigo