Incrível
Novo Popular
Inspiração
Criatividade
Admiração

7 Testes secretos usados para avaliar as qualidades do candidato em entrevistas de emprego

Hoje em dia, apenas analisar o currículo de um candidato e realizar uma entrevista não é mais o suficiente para encontrar o funcionário ideal para uma vaga de trabalho. Assim, os empregadores precisam utilizar diversos truques para poder testá-lo secretamente. E a maioria deles é tão simples, que você pode falhar e nem perceber que estava sendo testado. Testes secretos em entrevistas de emprego e como funcionam são o tema deste post.

Nós, do Incrível.club, ficamos surpresos que até mesmo uma oferta para tomar café ou chá possa, às vezes, fazer parte de um teste que decidirá o destino do candidato. Nunca mais corra o risco de falhar em um deles, confira!

1. Uma oferta de café ou chá tem todo um significado por trás

Recentemente, o teste da “xícara de café” tem ganhado cada vez mais popularidade entre os empregadores: no início da entrevista, o entrevistador conduz o candidato até a copa e oferece uma xícara de café ou chá. E após a entrevista, ele observa atentamente o que o candidato vai fazer com a xícara: perguntá-lo onde deixá-la, simplesmente deixá-la sobre sua mesa, ou levá-la de volta para a copa e lavá-la.

Trent Innes, diretor de desenvolvimento de programas de contabilidade da companhia Xero Austrália, foi o criador desse teste. Ele garante que esse truque pode falar mais sobre o caráter e educação de uma pessoa que as respostas dela às perguntas do entrevistador. E, ao mesmo tempo, pode demonstrar a rapidez com que o candidato se encaixará na equipe. Assim, a decisão mais correta é retornar à copa e lavar sua xícara de café após a entrevista.

2. O entrevistador deixa você esperando de propósito

O experimento da xícara de café pode ser considerado um teste que não causa transtornos ao candidato. Convenhamos, tudo fica muito mais difícil quando temos uma entrevista marcada para às 9h da manhã e, mesmo tendo chegado ao escritório na hora correta, é necessário esperar os famosos “10 minutos” a mais, pois o entrevistador está ocupado. Ah, e não para por aí: muitas vezes os 10 minutos são seguidos por mais um pedido de “só mais 10 minutinhos, por favor”, e assim por diante.

Esse teste pode demonstrar a estabilidade emocional de um candidato em situações de estresse, e também o quanto ele deseja a vaga.

3. O entrevistador pode começar a elevar a voz de repente

Elevar a voz, gritar e até, em algumas situações, falar palavrões é mais um teste para simular situações estressantes e avaliar como o candidato reage a elas e se ele perde a calma facilmente. Especialistas recomendam manter a calma e responder às perguntas da maneira mais tranquila possível, demonstrando estabilidade emocional.

4. O entrevistador pode dar algumas tarefas bastante estranhas, como, por exemplo, pular de uma janela

As “surpresas” desagradáveis para os candidatos ainda não acabaram — o entrevistador pode fazer um teste na forma de um pedido um tanto incomum, como, por exemplo, pular de uma janela. Nesses casos, o empregador quer avaliar sua capacidade de pensar “fora da caixa”.

Você pode sair dessa situação da seguinte maneira: suba cuidadosamente no parapeito da janela e pule para dentro do escritório onde está tendo a entrevista, afinal, ninguém disse que era para pular para fora do prédio, correto? Ou você pode conduzir a situação a seu favor, fazendo contrapropostas e perguntas ao seu chefe, “desarmando-o”. Por exemplo: “Qual seria o ganho da empresa com meu salto?”. Aqui o que vale é a criatividade e negociação.

5. O empregador pode começar a se comportar de maneira mal-educada

Outra técnica utilizada para testar o candidato — um mau comportamento súbito do entrevistador. Ele pode ignorar o entrevistado, prestando atenção apenas no computador, ou, durante a entrevista, atender a uma chamada telefônica e sair do escritório, deixando o candidato lá sozinho esperando.

Esse teste permite avaliar a criatividade do entrevistado para conseguir atrair a atenção dos clientes e para sair dessa situação. Uma das variantes mais efetivas é solicitar para o administrador que adie sua entrevista para outro dia.

6. O candidato é apresentado a toda a equipe

É possível que, após a entrevista, o chefe convide o candidato para apresentá-lo aos seus possíveis futuros colegas de trabalho. Isso pode acontecer no escritório, em um ambiente fora do trabalho ou até em uma situação ou evento específicos (como em um evento da empresa). Isso não é apenas um gesto simpático do empregador, mas uma maneira de avaliar o entrevistado, pois assim ele pode saber como a equipe de trabalho se sentiu em relação ao candidato e levar isso em consideração na hora de contratá-lo.

7. O empregador pode deixar uma caneta cair no chão de propósito

Outro teste que pode ajudar o empregador a identificar e selecionar candidatos mais amigáveis e simpáticos é derrubar uma caneta. O entrevistador derruba propositalmente uma caneta apenas para avaliar a reação do candidato. Se ele instintivamente se inclina para pegá-la, provavelmente será aceito para a vaga; mas se deixar que o empregador a pegue, suas chances diminuirão drasticamente.

Você alguma vez já passou por algum desses testes sem saber que estava sendo avaliado? Conte para a gente na seção de comentários.