Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

A felicidade da esposa é mais crucial do que a do marido para um casamento feliz, diz estudo

2---
846

Cerca de 40% a 50% dos casamentos nos Estados Unidos terminam em divórcio. No Brasil, o IBGE informa que um em cada três casamentos acabam em separação. Podemos pensar que algo assim não vai acontecer em nossa relação, mas não basta apenas acreditar nessa ideia. É sempre melhor trabalhar para melhorar a convivência a dois e nunca desistir do amor.

Nós, do Incrível.club, acreditamos em casamentos felizes que podem durar para sempre e descobrimos um estudo que pode ajudar a evitar discussões e mal-entendidos.

Quanto mais satisfeita a esposa estiver em uma união de longo prazo, mais feliz será o marido nessa relação, informa um estudo publicado pelo Journal of Marriage and Family, realizado por pesquisadores do Instituto de Pesquisa Social da Universidade de Michigan, nos EUA. O truque envolve a psicologia da mulher. “Elas tendem a se dedicar mais ao parceiro se o casamento for bem-sucedido e se isso tiver um efeito positivo na vida do marido”, afirma uma das responsáveis pelo estudo, Deborah Carr.

A pesquisa avaliou um total de 394 casais que, em média, ficaram casados por 39 anos. Para entender a qualidade conjugal, as pessoas envolvidas no estudo foram submetidas a várias perguntas. Elas também foram convidadas a manter diários detalhando o quanto se sentiam felizes nas 24 horas anteriores por terem realizado atividades não diretamente ligadas à relação, como fazer compras, tarefas domésticas e assistir à televisão.

Os resultados foram interessantes: em geral, os participantes classificaram a satisfação com a vida conjugal como alta: dando de 5 de 6 pontos. E o que é mais surpreendente é que as classificações dos maridos sobre o casamento eram mais positivas do que as das esposas! Uma mulher feliz simplesmente torna um homem ainda mais feliz!

E há mais uma descoberta interessante! O estudo também concluiu que as esposas se tornam mais tristes se os seus cônjuges ficam doentes. Só que o nível de felicidade dos maridos não muda quando suas esposas adoecem. A explicação é simples.

A mulher, em geral, cuida do homem se ele se sente mal. E isso pode ser muito estressante para elas, esposas. Já no caso de a mulher ficar doente, acaba dependendo da ajuda da filha ou dos pais. Por isso, o marido acaba não passando pelo mesmo estresse.

O chefe de departamento e professor de Ciências Comportamentais em Ciência Psicológica e Comportamental da London School of Economics and Political Science, Paul Dolan, também afirma em seu livro Happy Ever After: Escaping The Myth of the Perfect Life (em tradução livre, “Feliz para Sempre: Escapando dos Mitos da Vida Perfeita”), que os homens se beneficiam mais do casamento do que as mulheres. Sob o estresse do casamento, as mulheres vivem menos. Já os homens casados vivem mais.

Isso prova que os casais poderiam realmente melhorar o relacionamento se ambos considerassem as necessidades um do outro durante os momentos difíceis. Ou seja, os parceiros precisam mostrar carinho e amor em relação ao outro para viverem felizes juntos.

A conclusão do estudo pode não parecer surpreendente para alguns, mas agora há uma confirmação oficial. O nível de felicidade de um marido não tem tanto impacto na qualidade do casamento. Já uma esposa infeliz pode ser algo extremamente destrutivo para a vida a dois.

A pesquisa conduz a uma conclusão prática bastante simples: quando a esposa é feliz, provavelmente a vida do casal também será feliz. Se você quer que seu casamento seja bem-sucedido, faça sua mulher sorrir.

Se você se sente infeliz com o relacionamento, fale com seu parceiro e trabalhem em conjunto para uma mudança para melhor.

Você acredita que um casamento pode durar para sempre? Que conselho daria para os casais, segundo sua própria experiência? Por favor, compartilhe suas ideias nos comentários!

Illustrated by Elena Sorokina exclusivo para Incrível.club
2---
846