Incrível

Psicólogos explicam que a leitura nos primeiros anos de vida pode influenciar a relação entre pais e filhos no futuro

7114
291

Quando as crianças são pequenas é muito fácil acalmá-las e fazer com que os ataques de choro acabem por meio do uso de um aparelho eletrônico. Muitos pais sabem que essa não é a atitude mais indicada, mas, às vezes, é a única possível. Contudo, muitos pais modernos parecem ter se esquecido dos efeitos do simples ato da leitura. Um novo estudo psicológico mostrou os benefícios que o hábito de ler pode trazer tanto para os filhos como para os pais.

Hoje, o Incrível.club vai mostrar a importância da leitura e como essa ação pode fortalecer as relações familiares.

O estudo

Pais que leem para os filhos pequenos são mais pacientes e mais relaxados. Essa foi a conclusão de uma pesquisa realizada por Manuel Jiménez, do Instituto de Saúde Infantil de Nova Jersey (EUA). O estudo foi realizado com mais de duas mil mães e seus filhos de cinco anos. Manuel e sua equipe compararam as que leram para os filhos nos primeiros anos de vida e as que não possuíam esse habito.

Mães menos rígidas, filhos mais tranquilos

A conclusão de Jiménez foi a seguinte: ler para os filhos nos primeiros anos de vida pode moldar o comportamento deles no futuro. Os pais também são beneficiados por essa simples ação. Pais e filhos se mostraram mais receptivos, relaxados e tolerantes uns com os outros. Nos primeiros anos de vida, as crianças procuram carinho e amor dos pais, e a leitura em voz alta é uma excelente maneira de conseguir isso.

A criança precisa escutar e se sentir amada

O Departamento de Educação da Califórnia (CDE, na sigla em inglês) explica como são as etapas de desenvolvimento nas diferentes idades da criança. A equipe do CDE ressalta a necessidade que a criança tem de ouvir a voz da mãe. Segundo a instituição, a partir dos três meses de vida, o bebê passa a gostar de ouvir músicas e histórias.

Segundo a especialista Sue Gerhardt, psicoterapeuta da Universidade de Cambridge, na Inglaterra, a criança precisa sentir o carinho da mãe. Isso é fundamental para o desenvolvimento do cérebro e do sistema imunológico,

A leitura pode ser um reflexo do amor

O que Gerhardt explica em seu famoso livro Why Love Matters (Por que o amor importa, na tradução para o português) é a importância do amor nas primeiras etapas de crescimento. Dependendo do cuidado, do carinho e da paciência que são dispensados à criança nos primeiros anos de vida, seu cérebro e seu lado emocional podem se desenvolver completamente. Por isso, é importante conversar com o bebê. Ele percebe essa atenção como um sinal de paz, o que ajuda também a fortalecer seus vínculos com o mundo externo.

Você gosta de ler para seus filhos? E já percebeu uma mudança no vínculo com eles por conta da leitura? Compartilhe a sua experiência nos comentários.

7114
291