Incrível
Novo Popular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Como superar a “síndrome do patinho feio” e sentir que a sua beleza é incomparável

A história do patinho feio é muito conhecida. O animal, sempre maltratado por não ser considerado bonito, se transforma em um cisne impressionante; uma transformação em que ninguém acredita nem mesmo ele. O que esse conto procura ensinar para as pessoas — e principalmente para as crianças — é que a beleza é algo que varia muito. Ninguém está condenado a ser algo pelo aspecto físico do nascimento; nesse sentido, a beleza exterior pode se transformar e acompanhar as mudanças da beleza interior. Mas nem todo mundo consegue entender isso. A síndrome do patinho feio é um complexo psicológico que faz com que a pessoa dê importância demais a algum aspecto físico, o que pode chegar a impossibilitá-la de realizar as atividades normais do dia a dia.

Hoje, o Incrível.club traz alguns conselhos que podem ajudar as pessoas a vencerem essa síndrome. O objetivo é destacar alguns aspectos positivos para que a autoconfiança pouco a pouco volte a aparecer.

A síndrome do patinho feio

A síndrome do patinho feio é um transtorno psicológico que pode afetar pessoas que sentem uma grande preocupação em relação a algum aspecto físico. Isso pode ou não ser real, mas o grande problema é que por causa disso a pessoa deixa de agir de maneira normal no dia a dia. Em geral, essa síndrome acontece na adolescência e está diretamente relacionada à baixa autoestima, à insegurança e também à inibição.

É importante compreender que a beleza se constrói

A primeira coisa que uma pessoa com essa síndrome deve entender é que a beleza não nasce conosco, ela se constrói. Muitos depoimentos nas redes sociais mostram isso: pessoas que perderam muito peso, que decidiram mudar o penteado, que decidiram começar a praticar um determinado esporte, que mudaram a forma de se vestir. Essas ações fazem com que as pessoas se sintam mais belas. Além disso, a beleza é um conceito muito relativo. Confiar em si mesmo é o melhor caminho para brilhar de verdade.

Em seguida, trazemos uma série de conselhos para as pessoas que acham que têm a síndrome do patinho feio e que precisam de um empurrãozinho para mudar e se livrar dos pensamentos ruins.

Aceitar elogios

Segundo a psicóloga Melissa Burkley, a síndrome do patinho feio faz com que uma pessoa pense que é menos bonita do que ela realmente é. A insegurança a obriga a se esconder e em muitos casos a impede de se sentir bem com a própria beleza.

Uma das formas de superar essa síndrome é começar a aceitar os elogios dos outros. Sim, você é uma pessoa bonita, o seu cabelo é lindo e você tem uma personalidade única. Acreditar nos elogios é acreditar em si mesmo, e isso não faz de você uma pessoa egocêntrica, faz apenas com que você se sinta mais confiante na sua aparência.

Aprender a se distanciar dos ideais ridículos

Chegou a hora de parar de sentir inveja das pessoas que parecem perfeitas nas redes sociais. Todas as pessoas que sofrem com essa síndrome tendem a se comparar com os outros, e esse é um dos piores erros que alguém pode cometer.

Pergunte para uma pessoa que costuma se sentir feia o tempo todo se alguma vez ela já viu pernas compridas e sem celulite, ou se já viu algum rosto sem nenhuma ruga. As fotos que vemos na Internet são sempre editadas. Seja sempre você mesma, de maneira verdadeira. É preciso acreditar na própria luz, que ilumina mais do que qualquer imagem retocada.

Treine a sua autoconfiança

Todos nós somos únicos, e não há padrões de beleza que podem mudar isso. Quando somos autoconfiantes começamos a perceber as qualidades que antes estavam escondidas. Use o espelho para ver as suas partes bonitas e não para encontrar defeitos. É por meio da segurança interior que nascem os mais belos atributos de uma pessoa.

Quais outras maneiras você conhece que podem ajudar a vencer a insegurança? O que você faz para superar a ansiedade que os defeitos físicos podem causar? Compartilhe nos comentários.