Incrível

A sheikha Mozah é um exemplo claro de que as mulheres do Oriente Médio também podem mudar o mundo

11-1
979

Muitas vezes, a imagem das mulheres dos países árabes é a de que sempre permanecem à sombra dos homens. Mas, com sua personalidade, a sheikha Mozah (a segunda das três esposas do Emir do Catar) desafia todos os estereótipos sobre as mulheres do Oriente Médio. Sempre vestindo roupas únicas e impecáveis ​​e com uma postura real, ela não se tornou apenas um ícone de estilo do mundo árabe, mas também uma personalidade pública proeminente.

No Incrível.club, admiramos a história de Mozah e acreditamos que todas as pessoas devem conhecê-la. Ao mesmo tempo, a beleza exótica dessa mulher maravilhosa encanta.

A história da sheikha Mozah

Mozah nasceu em uma família rica. Seu pai era um conhecido empresário do Catar. A infância e a juventude de Mozah foram semelhantes às histórias de contos de fadas orientais. Aos 18 anos, ela conheceu o futuro emir do Catar, o então príncipe Hamad bin Khalifa Al-Thani, com quem se casou anos depois.

Ao contrário da ordem oriental enraizada, a garota não tinha pressa de se tornar esposa, estudou Psicologia na Universidade do Catar e depois fez estágios nos EUA. Ao retornar ao seu país, Mozah, sendo a segunda esposa do sheik, deu à luz o primeiro filho. Nos primeiros anos de sua nova vida, se dedicou a cuidar das crianças. Ao todo, foram 7 herdeiros e um de seus filhos se tornou o sucessor do trono e o quarto emir do Catar, embora o sheik tivesse 25 filhos com suas esposas.

Mozah com seu marido e o filho Tamim bin Hamad Al-Thani, o quarto emir do Catar

O estilo da sheikha Mozah

Mozah sempre foi uma mulher de personalidade forte. Apesar de não ser a primeira esposa do emir, conseguiu participar dos assuntos governamentais, algo que não passou despercebido pela sociedade do Catar. Suas roupas também causaram um grande impacto, pois o sheik permitiu que sua esposa não usasse o hijab. Assim, ela apenas cobria a cabeça com turbantes elegantes.

À esquerda, a jornalista Norah Al-Haqbani (Arábia Saudita); à direita, a sheikha Mozah

Seu ousado estilo deu um impulso à mudança. Na sociedade, começaram a falar muito sobre suas roupas estilosas, brilhantes, belas e atuais. A partir daí, Mozah tornou-se um ícone de estilo, mostrando que a mulher oriental pode ter uma aparência deslumbrante. Ela costumava usar vestidos, saias e calças compridas! Tudo o que anteriormente era considerado inaceitável no mundo árabe.

A sheikha Mozah com a princesa Vitória da Suécia

Na Universidade Harvard (Massachusetts, EUA)

Você nunca verá Mozah vestindo uma roupa sem graça. Seus looks combinam elegância, brilho e forte feminilidade, mostrando ser uma mulher autoconfiante. Ao mesmo tempo, não usa serviços de estilistas. Ela mesma seleciona suas roupas, considerando isso uma espécie de psicoterapia.

Gostaríamos de dar uma olhada no guarda-roupa de Mozah! Ela tem uma quantidade inumerável de peças da alta moda. Um lugar de destaque no seu guarda-roupa é ocupado pelas roupas da Valentino — a lendária marca italiana foi adquirida pela família real do Catar por 700 milhões de euros em 2012.

Missão humanitária

Em uma escola na cidade El Obeid (Sudão)

Entre os líderes árabes, o terceiro emir do Catar sempre foi considerado um líder progressista graças, em grande parte, aos programas humanitários e beneficentes de sua esposa. Mozah é uma personalidade pública ativa. Ela é embaixadora especial da UNESCO para o ensino básico e superior.

E esse não é apenas um cargo decorativo, como muitos poderiam pensar. Mozah investiu anos na luta pelo acesso equitativo de crianças à educação. Ela viajou pelo Planeta com essa importante missão, reunindo-se com líderes de Estado e filantropos, chamando a atenção para o problema.

Sua fundação, a Educate a Child (Eduque uma Criança), ajuda crianças que vivem nos cantos mais pobres do Planeta e onde também são vítimas de guerra e de conflitos, dando-lhes a oportunidade de ter uma vida melhor ao frequentarem a escola. Graças à fundação de Mozah, 10 milhões de crianças em 6 anos começaram a frequentar a escola.

<p>“É uma luta que comecei faz muito tempo... me comprometi a educar 10 milhões de crianças em 6 anos, que não frequentavam a escola, mas o problema é que a educação geral não é uma prioridade para muitos líderes. Quero que as escolas sejam consideradas santuários e que, sob nenhuma circunstância, sejam alvo de ataque durante as guerras”.</p>
Sheikha Mozah

Escola em Nova Deli (Índia)

Essa incrível mulher também fez grandes contribuições financeiras para melhorar a vida de suas concidadãs. As mulheres do Catar devem a Mozah uma melhora considerável de sua posição. Hoje, o Catar é considerado um dos países árabes mais liberais em termos de direitos das mulheres: elas têm o direito de votar, de dirigir e de se vestir de maneira não tão rigorosa quanto em países vizinhos. Graças ao acesso à educação e ao emprego, as mulheres agora fazem parte do gabinete de ministros do país.

Sheikha Mozah com a ministra da Saúde do Catar, a médica Hanan Al Kuwari

Este ano, Mozah fará 60 anos e terá dezenas de netos! No entanto, ela não tem pressa de descansar. A sheikha ainda participa ativamente das atividades sociais e continua a nos alegrar com sua beleza.

O que você achou de Mozah? Ela pode competir com as monarcas europeias?

11-1
979