Incrível
Novo Popular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Jovem conta como é ter um pai com Síndrome de Down e expressa seu imenso orgulho pela família

Quando você é criança, o amor e o apoio recebido dos pais são as coisas mais importantes de sua vida. Independentemente das circunstâncias, o carinho e a perseverança que eles transmitem são o incentivo para seguir em frente.

Mas vamos mudar um pouco o cenário: você consegue imaginar como seria sua vida se algum de seus pais tivesse Síndrome de Down? Sader Issa, um jovem sírio de 21 anos, conta em um vídeo o significado de ter sido criado nessas condições e diz que não mudaria nada em seu pai, porque foi ele quem o ajudou a se tornar o homem que é hoje.

Incrível.club tem certeza de que o esforço dessa família demonstra que tudo é possível quando a pessoa luta por seus sonhos. Por isso, compartilha essa história que é um exemplo claro de que não importa o que falem ou o quanto uma situação possa parecer complicada, a única coisa importante é o amor entre pais e filhos.

Uma história exemplar

Sader é um homem que tem muito orgulho de suas raízes. Sua infância foi cheia de amor e ternura, porque seu pai sempre se esforçou para que sua vida fosse como a de qualquer outra criança. Embora para algumas pessoas ter um pai com Síndrome de Down possa parecer um desafio e algo muito complicado de enfrentar, o pai de Sader não hesitou em seguir em frente e se esforçou muito para criá-lo da melhor maneira possível.

A base de tudo: dois pais extraordinários

Apesar de parecer que o relacionamento de Sader com o pai é diferente, ele garante que as coisas sempre transcorreram como em qualquer família. A relação sempre teve amor, cumplicidade e, claro, adversidades e discordâncias. Ao contar sua história, Sader procura mostrar às pessoas que o mais importante é entender o contexto da situação e viver como uma família normal.

Um pai trabalhador e respeitado pelas pessoas

Jad Issa, o pai de Sader, trabalha em um moinho próximo de sua casa. Quando tem oportunidade, seu filho o ajuda no que precisa e o acompanha no trabalho. Ele leva uma vida normal e as pessoas o respeitam e o tratam como qualquer um, pois Jad sempre respondeu aos outros de maneira amorosa, sem esperar nada em troca. “Tenho orgulho do meu pai. Ao longo da minha vida, ele sempre ofereceu apoio econômico, psicológico e me ajuda muito, sempre que preciso”, diz Sader.

O orgulho de um pai

O mais bonito de tudo é quando seu pai o apresenta com orgulho para outras pessoas, mostrando que, apesar de suas condições, alcançou seu objetivo: o de formar um homem de bem, que se esforça para conseguir o que quer. Atualmente, Sader está no terceiro ano de Odontologia. Jad, é claro, é um pai babão, que invariavelmente se refere ao filho com palavras como “meu filho é dentista”, cheias de orgulho.

“É possível ver quando seus olhos são invadidos por alegria e satisfação, como se quisesse expressar: sim, tenho Síndrome de Down, mas criei este homem e fiz tudo o que estava ao meu alcance para que se tornasse dentista e ajudasse os outros”, diz, emocionado, Sader.

Para refletir

Muitos pais, ao descobrirem que terão filhos com Síndrome de Down, encaram a situação da pior maneira possível, imaginando que terão suas vidas destruídas. Outras, no entanto, encaram, desde o início, essa responsabilidade tendo em mente que haverá dificuldades, sim, mas que, com amor e bom senso, a vida da criança será normal.

“Se minha avó estivesse convencida de não ter meu pai, eu não estaria aqui contando esta história incrível”, são as últimas palavras de Sader em um vídeo que postou no Facebook. Ele está tentando produzir um filme sobre a família e qualquer pessoa interessada em apoiar o projeto ou que tenha outra ideia em mente para compartilhar essa história, pode entrar em contato com ele por aqui.

O que achou dessa família? Que mensagem lhes enviaria? Deixe sua resposta nos comentários!