Incrível
Novo Popular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Quais são as 5 linguagens do amor e como compreendê-las pode ajudar a salvar seu relacionamento

Cada pessoa tem uma forma específica de demonstrar amor. Há quem diga “eu te amo” todos os dias, outros vivem abraçando a pessoa amada e tem também quem goste de dedicar um tempo exclusivo só para mimar o parceiro ou a parceira. Qual é o jeito certo? Acertou quem respondeu “todos”.

O conselheiro matrimonial norte-americano Gary Chapman escreveu um livro chamado “As Cinco Linguagens do Amor”, no qual ele detalha as diferentes formas de demonstrar afeto. Conhecer a teoria é importante para que você não esqueça de valorizar quem ama — e da forma como a pessoa gosta de ser valorizada.

Incrível.club quer falar um pouco mais sobre as linguagens do amor, para que seu relacionamento possa crescer de forma mais feliz e harmoniosa.

Língua X Linguagem

Antes de começarmos, é importante definirmos a diferença entre língua e linguagem. Enquanto a língua é definida como um conjunto de palavras e regras combinatórias estabelecidas, que servem para pessoas se comunicarem entre elas, a linguagem vai além disso.

Resumidamente, o termo linguagem é definido pelo conjunto de sinais falados, escritos ou gesticulados, que as pessoas utilizam para comunicar pensamentos e sentimentos. É a capacidade dos humanos em compreender sistemas complexos de comunicação, como a dança ou a pintura.

As cinco linguagens do amor

Neste texto, queremos mostrar como cada pessoa tem uma linguagem do amor: ou seja, sua forma única de demonstrar o afeto pelo companheiro, ou companheira, que é bem mais complexa do que apenas palavras.

Gary Chapman diz que temos cinco formas de expressar o amor: tempo de qualidade, presentes, atos de serviço, palavras de afirmação e toque físico. Segundo o conselheiro matrimonial, cada pessoa se manifesta com uma linguagem principal do amor, e uma secundária. A seguir, vamos falar um pouquinho mais sobre cada uma delas.

1. Tempo de qualidade

Esta linguagem do amor é usada por pessoas que demonstram o amor ao dedicar um tempo exclusivo para... amar. Simplesmente. Neste grupo, estão aqueles que fazem questão de abrir um espaço na agenda para se dedicar à pessoa amada, seja para levar a encontros semanais, ou para passar horas exclusivas do dia em uma conversa de qualidade — mantendo os celulares bem longe, claro.

2. Presentes

As pessoas que se manifestam com essa linguagem não necessariamente se importam com bens materiais. Presentes podem ser joias, claro, mas também podem ter significados simbólicos, como cartões ou flores. O importante neste caso é demonstrar, por meio de presentes, a importância que o parceiro ou a parceira tem na vida delas.

3. Atos de serviços

Para pessoas que demonstram o amor por meio de atos de serviços, gestos valem mais do que palavras. Elas gostam de trazer alegria ao parceiro por meio da execução de tarefas, como lavar a louça, cuidar dos filhos ou preparar um jantar especial. A palavra-chave aqui é devoção.

4. Palavras de afirmação

O forte deste grupo é demonstrar o amor por meio das palavras. Estas pessoas gostam de fazer o parceiro, ou a parceira, se sentirem valorizados por meio elogios, afirmações positivas e incentivos. Exemplos:

  • O jantar estava delicioso
  • Você está lindo(a) hoje
  • Vai ficar tudo bem

5. Toque físico

Algumas pessoas sentem a necessidade de sentir, fisicamente, o amor. E demonstram o sentimento com abraços, beijos, relações sexuais, mãos dadas. Seja como for, o importante é mostrar o valor do outro por meio de gestos carinhosos.

Melhorando o relacionamento

A partir do momento em que compreendemos melhor que cada pessoa tem a sua forma de amar, fica mais fácil construir um relacionamento forte e agradável.

Pense na seguinte situação: um homem não gosta tanto de contato físico, mas sua parceira só se sente amada ao receber carinhos. Para que o relacionamento dê certo, o homem precisa compreender o lado da amada e incluir gestos mais íntimos no dia a dia.

Ao entender o que você valoriza dentro de um relacionamento, é possível dizer ao parceiro, ou parceira, que tipo de gestos gostaria de receber mais.

O que você achou da teoria? Qual seria a sua linguagem do amor principal? Conte para a gente o que acha e não se esqueça de compartilhar esse post com todos os seus amigos.

Illustrated by Marat Nugumanov exclusivo para Incrível.club