Incrível
Incrível

18 Histórias reais de amor de internautas que poderiam virar filme

É claro que filmes, como Titanic, Diário de uma Paixão 10 Coisas que Eu Odeio em Você, entre outros do mesmo gênero, sempre terão um lugar especial em nossos corações. Mas você sabe o que todos nós adoramos ainda mais do que essas comédias românticas clássicas? Histórias de amor de verdade, sabe? Aquelas ditas “realmente reais”! E elas existem, em todo lugar.

Por isso, nós, do Incrível.club, trouxemos 18 relatos reais de amor que são mais emocionantes do que qualquer filme romântico que você já possa ter visto. Algumas histórias são de internautas brasileiros, outras, de estrangeiros, e ainda selecionamos alguns casos dos nossos leitores.

  • Eu conheci meu namorado quando estávamos trabalhando na Inglaterra. Ele me chamou para dançar algumas vezes durante os meses em que estivemos lá e eu sempre negava. Cinco anos depois, ficamos amigos no Instagram. Eu quebrei a perna e postei no meu story. Ele respondeu perguntando o que aconteceu e eu fiquei três semanas de cama em repouso, e passei esse tempo conversando e conhecendo ele. Acho que precisei quebrar a perna para desacelerar o suficiente e perceber que ele era um cara incrível. © Mrice2013 / Reddit
  • Eu e meu namorado nos conhecemos durante uma fase em que eu estava experimentando fazer transmissões ao vivo. Ele entrava no meu canal enquanto eu reagia a vídeos e jogava. Ele imediatamente quis falar mais comigo, mas eu não consegui perceber que gostava de mim. Um dia, ele me mandou uma foto na zoeira e aí me apaixonei. Namoramos há oito meses. © BreeBreeArt1 / Reddit
  • Aos 17 anos, me apaixonei pela primeira vez. Conheci ela no chat de um jogo on-line e foi algo muito diferente. Eu sempre fui tímido e reservado, mas tive vontade de conversar com ela. Nesse mesmo dia, já trocamos nossos números de celular e ficamos até tarde da madrugada conversando. Não demorou muito para eu dar sinais de que gostava dela, até que um dia tive coragem e a pedi namoro, ao que ela aceitou. Até então, só a conhecia pela internet, mas, no mesmo dia, marcamos um encontro, na Paulista, em um shopping. Quando a encontrei, a primeira coisa que fiz foi lhe dar um abraço apertado. Nunca vou me esquecer desse abraço, pois foi algo mágico. Fomos para a praça de alimentação e, apesar de estarmos meio tímidos, sentamos lá, comemos qualquer coisa e fomos andar. Nessa hora, perguntei se podia segurar a mão dela, ao que ela respondeu “sim”. Quando saímos do shopping, andamos até um lugar mais reservado, sentamos em um banco e a pedi de novo em namoro, só que agora cara a cara. E assim, definitivamente, começou nossa história de amor. © hidekih / Reddit
  • Eu vivi algumas, mas a que mais me intriga é com o meu atual amor, que antes mesmo de começar foi palco de inúmeras coincidências. Oito anos atrás, estudávamos no mesmo colégio. Ele, um ano mais velho, mais tímido, e eu mais extrovertida. Ele dizia que me via pelos corredores e me achava bonita. Eu nunca soube quem ele era. Alguns anos depois, em 2013, ele foi cursar faculdade em outro estado e eu comecei a namorar outra pessoa. Cinco anos depois, ele voltou para nossa cidade e eu terminei o namoro. Ele era o melhor amigo de uma menina que já havia sido minha melhor amiga e vizinha. Eu me lembro de vê-lo nos stories dela, mas não investia. Um tempo depois, começamos a conversar. Descobrimos que, por anos, moramos na mesma rua. Ele me contou da paixonite do colégio. Estamos juntos há dois anos. Ele é a pessoa mais querida e de melhor coração que eu já conheci. Minha grande sorte de inúmeras coincidências. © ralucsavoidrac / Reddit
  • Conheci minha esposa fazendo treinamento em uma instituição que encaminha jovens para o mercado de trabalho. Um dia, a convidei para dançar comigo na festa junina, mas ela não gostou de mim à primeira vista. Passados uns meses, ficamos amigos e descobrimos que éramos da mesma turma dessa instituição e da mesma escola no ensino médio. Posteriormente, ela foi trabalhar comigo na mesma empresa. Estamos juntos há oito anos. © Julio Augusto / Facebook
  • Eu e minha esposa estudamos juntos na 3ª série do primário (quando tínhamos 9 anos de idade). Ela mudou de cidade e nunca mais tive notícias. Depois de 16 anos, por meio de amigos em comum no Facebook, a encontrei no Japão, do outro lado do mundo. Estamos casados há seis anos. © Paulinho Nakamura / Facebook
  • E quando a pessoa que se tornaria o seu marido e pai dos seus filhos passa no mesmo concurso que você, com a mesma quantidade de pontos, ficando uma colocação atrás, apenas por desempate em uma questão de Língua Portuguesa? © Hayane Amelio / Facebook
  • Foi o meu primeiro amor no colégio. Foi mágica a primeira vez que dançamos. Nós quase não conversamos. Quando a dança acabou, suspiramos e voltamos para nossos amigos. Dançamos mais uma vez naquela noite, depois sentamos e conversamos até o clube fechar. Éramos livres e abertos, com alegria sem consequências. Compartilhamos sonhos e pesadelos. Nós nos entrelaçamos nas vidas, almas e sonhos um do outro. A profundidade de nossa intimidade era algo que eu não poderia ter sonhado. Foi meu primeiro amor verdadeiro. © dal-Helyg / Reddit
  • Esta é a história de dois membros de minha família. Eu venho de uma família indiana, onde os casamentos arranjados são muito comuns. Quando esse casal se conheceu, eles instantaneamente não gostaram um do outro. Ambas as famílias rapidamente perceberam que não ia dar certo, e Maya e Ravi também não quiseram se encontrar mais. No dia seguinte, os dois precisaram viajar por causa de um novo emprego na mesma cidade e ambos pegaram o mesmo trem para chegar lá. A viagem durou dois dias. E, por acaso, eles tinham assentos no mesmo vagão, praticamente um ao lado do outro. Eventualmente, ambos tentaram trocar de lugar com outra pessoa, mas não conseguiram. Dois dias depois, eles ligaram para suas famílias e disseram que queriam se casar. Eu os encontrei pela primeira vez ontem, quando me contaram sua história. Aparentemente, ambas as famílias estavam meio céticas, já que tinham visto o quanto os dois não se davam bem, então adiaram o casamento por um tempo só para ter certeza. Mas sim, eles namoraram um pouco, se casaram depois de alguns meses e ainda estão casados e felizes. © AmethystAmaryllis / Reddit
  • Estamos namorando à distância. Sempre falamos sobre o futuro e nossa perspectiva para diminuir a distância entre nós. Ele realmente apoia e acolheu minha cultura, que é mais conservadora que a dele. Apesar de estar nervoso com relação a tornar a relação mais séria (o noivado), ele está disposto a fazer isso por mim. Também estou aprendendo sua língua nativa (italiano) como terceira língua e, no fim de cada chamada que fazemos, praticamos juntos o que estou aprendendo de novo. Ele sempre tenta explicar novas frases e palavras para mim. Tem sido divertido até agora! Eu me sinto tão sortuda por tê-lo em minha vida. © kentang_rice / Reddit
  • Este ano me casei com o amor absoluto da minha vida. Nós nos conhecemos na 3ª série, quando eu o coloquei em apuros por acusá-lo de me chamar de algo que ele, na verdade, não chamou. Então, me mudei e voltei na 8ª série, e começamos a “namorar”. Foi quando ele precisou mudar de cidade. Mantivemos contato até eu me casar. Depois de me divorciar, voltamos a nos comunicar. Agora temos uma bela filha ruiva. Ele é um pai maravilhoso para o meu filho de 10 anos. Agradeço todos os dias por ter conseguido ele de volta. © mrswiggsmagoo0922 / Reddit
  • Eu tenho um amigo que, no geral, é uma pessoa tremendamente inspiradora. Ele é bonito e gentil, e nunca teve grandes problemas com as mulheres. No entanto, até então, não conseguia se conectar com alguém a um nível profundo. Um dia, estávamos em um show e havia um grupo de mulheres lindas por perto. Ficamos todos paquerando uns aos outros e, muito rapidamente, começamos todos a conversar. Foi aí que meu amigo conheceu alguém com quem simplesmente sentiu um verdadeiro clique. Ela era tão incrível quanto ele. Os dois se tornaram melhores amigos e, em 18 meses, ficaram noivos. O casamento deles foi o mais bonito que já vi. Desde então, eles se mudaram juntos e tenho certeza de que começarão uma família em breve. O cachorro e a casa deles são incríveis. © treeof / Reddit
  • Minha namorada se esqueceu de avisar ao pai dela, que não me conhecia, que eu ia até à casa deles pela primeira vez. Ele estava saindo para trabalhar e, quando viu um carro parado, quase à frente do portão, achou meio suspeito. Ele veio me abordar perguntando se eu estava esperando alguém. Quando falei o nome da filha, ele disse: “Ela é sempre a mesma. Não me avisou que você vinha”, e saiu todo nervoso e incrédulo com o esquecimento da filha. © Camilobm23 / Reddit
  • Nós trabalhávamos no mesmo call center. Eu era novato, mas ela trabalhava lá há alguns anos. Éramos de turnos diferentes. Eu a achava bonita, mas nunca tinha ido atrás puxar papo. Até que um dia, totalmente do nada, eu passei do lado dela e ela disse: “Oi, namorado!” Eu estranhei, mas até aí não iria questionar uma oportunidade dessas. Uns dias depois, ela começou a me apresentar para as amigas dela como “namorado”, então eu perguntei: “Ei, o que está acontecendo?” Daí a gente trocou MSN e ficamos amigos no Orkut. Conversando on-line, ela confessou estar interessada em mim e minha resposta foi recíproca. No dia seguinte, depois do expediente, fui levá-la no ponto de ônibus e rolou nosso primeiro beijo. Nos casamos em 2014. © alleycatbiker / Reddit
  • Eu estava solteira e feliz, não procurava namorado, na altura. Uma bela noite, meus amigos me convidaram para uma festa na casa deles. Nessa noite, acabei levando uma amiga minha comigo, que estava disposta a conhecer gente nova. Quando chegamos lá, nos apresentaram outro colega deles, do estrangeiro, que estava no Brasil há menos de dois anos. Assim que o vi, não senti nada, realmente não tive opinião. Já minha amiga, ficou superinteressada nele. Saímos todos para jantar. Enquanto estávamos na mesa, percebi que ele olhava muito para mim, mas como minha amiga tinha curtido ele, não liguei e pensei que seria apenas coisa da minha cabeça. Quando fomos a um pequeno show de forró, minha amiga acabou reparando que ele estava a fim de mim mesmo e disse que não haveria problema caso eu estivesse interessada nele. Bem, eu resolvi tentar, conversamos e percebi uma conexão muito bacana. Acabamos por nos beijar. De manhã, voltamos para a casa dos meus amigos e não paramos de falar um segundo. Na hora de ir embora, eu quase me esqueci de perguntar pelo número de celular dele, mas ele não, então pegou numa caneta e escreveu o número dele no meu braço. Foi bem engraçado e romântico. Não estamos mais juntos, mas somos bons amigos.

Você já se apaixonou à primeira vista? Algo de inusitado e engraçado aconteceu? Compartilhe conosco.

Imagem de capa alleycatbiker / Reddit
Incrível/Relacionamento/18 Histórias reais de amor de internautas que poderiam virar filme
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos