Incrível
Incrível

Esta mulher sabe que o irmão é o único culpado por ter um divórcio complicado

Geralmente, quando duas pessoas resolvem dar fim ao casamento, a vida de ambas vira de cabeça para baixo. De repente, os envolvidos se veem obrigados a fazer grandes mudanças, sendo que alguns deles não enxergam outra solução a não ser voltar para a casa dos pais. E quando é necessário retornar a dividir o espaço com os irmãos, a situação pode sair do controle facilmente. Afinal, ninguém ali é mais criança pensando apenas em correr pela casa, e sim adultos que talvez não consigam enxergar os próprios erros.

Preocupada, uma leitora do Incrível.club nos enviou uma mensagem contando dos problemas que passou a ter com o irmão após ele resolver se separar.

O time do Incrível.club conversou bastante a respeito da sua questão, elaborando algumas dicas que podem ser úteis.

Oi, Paloma,

Obrigado por entrar em contato conosco e dividir seu problema. Todos nós nos vemos obrigados, em algum ponto da vida, a lidar com pessoas que precisam desesperadamente de um choque de realidade, então talvez possamos te ajudar. E em meio a uma fase tão atribulada, você e seu irmão precisam ter uma conversa séria para que ele consiga entender onde errou.

  • Ele continua em negação, além de ter um ego frágil. Esses são os dois principais motivos pelos quais as pessoas ficam na defensiva quando têm os próprios erros apontados. Por isso, ele dá desculpas esfarrapadas para encobrir os próprios equívocos. No fundo, seu irmão sabe a culpa que tem, só não admite. E assim, acaba discutindo com você.
  • Não é você quem deve resolver o estado de autodefesa do seu irmão, mas é possível guiá-lo nessa jornada e ajudá-lo a encontrar um terapeuta. O comportamento dele vai além do divórcio, e o mais provável é que ele tenha agido assim a vida inteira. Talvez seu irmão resista à ideia de fazer terapia, mas você não perderá nada fazendo a sugestão.
  • Você estava certa ao proporcionar um choque de realidade, mas não deveria ter perdido o controle. Nós entendemos que você chegou ao seu limite, mas agir de modo subjetivo em relação a alguém não resolve nada. Seria melhor conversar e apontar, calmamente, todos os erros que ele cometeu e como tais equívocos afetaram seu irmão e a ex-mulher.
  • Você precisa fazê-lo entender que cometeu erros. E a melhor maneira de conseguir tal objetivo é falando das atitudes que ele tomou no passado, mas sem apontar o dedo para seu irmão. Prefira manter o foco nas soluções que podem haver, e não só nos problemas em si. Além disso, o reforço positivo tende a dar certo em situações similares, já que seu irmão parece estar perdido nos próprios objetivos.
  • Ele não tinha o menor direito de mandar você sair de casa. Em se tratando dessa parte, você e seus pai deveriam lembrar o seu irmão que ele é apenas um hóspede, enquanto você ocupa aquele espaço há muito tempo. Você deve mostrar-se disposta a ajudá-lo, só que ele se mudará da casa cedo ou tarde. Além disso, você sairá da casa dos seus pais quando achar mais apropriado, e não na data imposta pelo seu irmão.
  • Se nenhum dos métodos acima funcionar, é melhor dar um gelo no seu irmão. Caso ele continue desprezando sua ajuda e siga teimoso, não haverá motivo para você continuar tentando. Experimente afastar-se da vida dele por algum tempo, pois a tendência é que seu silêncio fale mais alto do que qualquer palavra já dita.

Você já passou por algo parecido? Como reagiu? Consegue conversar com as pessoas próximas sobre o que vem te incomodando, ou prefere guardar tudo para si?

Imagem de capa Shutterstock.com
Incrível/Psicologia/Esta mulher sabe que o irmão é o único culpado por ter um divórcio complicado
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos