Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Truques publicitários dos fabricantes de shampoo

Muitos shampoos são vendidos como produtos mágicos. Os fabricantes colocam nas etiquetas que suas propriedades são praticamente milagrosas e desafiam qualquer lei da química. Mas, infelizmente, os milagres acabam logo após a compra: ou os ingredientes não têm o poder pretendido, ou eles simplesmente não existem.

Verificamos alguns exemplos e encontramos informações interessantes e, por incrível que pareça, divertidas. Confira!

Extrato de cachemira

É possível transformar um tecido de cachemira em shampoo? Nossos conhecimentos básicos de química nos levam a pensar que não. Ao estudar bem a etiqueta do produto, vemos a palavra lanolina: um produto natural obtido a partir da cera de lã bruta - que, por sua vez, dá origem à cachemira. É um produto eficiente: a lã é lavada com uma mistura de sabões e detergentes gerando uma mistura de água, sabões e vários tipos de impurezas. Mas a palavra 'lanolina' não agrada, por isso foi alterada para 'extrato de cachemira'. Um pouco forçado da parte do fabricante, não?

Extratos minerais marinhos

Entre os ingredientes encontramos sal marinho. Não se trata propriamente de falsa propaganda, mas 'minerais marinhos' parece exagerado demais.

Biotina

Trata-se da vitamina B7. Claro que nosso organismo precisa dela, mas, na realidade, sua deficiência é um fenômeno muito raro. Você precisa se 'esforçar' muito para ficar com falta de biotina. Por exemplo: sabotar o funcionamento do intestino, tomar antibióticos, ser alcoólatra ou sofrer uma depressão profunda.

Para uma pessoa saudável, um shampoo com biotina ajuda na mesma medida que um copo d'água ajuda uma árvore. Além disso, o shampoo interage com a pele durante muito pouco tempo, portanto a vitamina B7 não oferece qualquer propriedade de 'cura' para seus cabelos.

Óleo mineral

A palavra 'mineral' sempre é associada com algo saudável, embora, na realidade, ela signifique apenas uma procedência inorgânica do ingrediente. O óleo mineral do shampoo foi retirado da terra. Mais especificamente, ele é proveniente do petróleo. Mas claro que isso é melhor não contar aos consumidores. Ninguém compraria um shampoo com a etiqueta 'contém produtos derivados do petróleo'.

Micro cristais líquidos

Parece um shampoo 'de alta tecnologia' ou meio esotérico, não é mesmo? Mas não é bem isso. Pesquisamos os cristais líquidos nas etiquetas e talvez o fabricante quis dizer que o produto continha quartzo. Não sabemos, mas acontece que os cristais não podem passar para o estado líquido.

Demos outra oportunidade ao shampoo. Vimos que ele contém cloreto de sódio, ou seja, sal. Também é um cristal, mas se dissolve em água. Mas de maneira nenhuma é possível aplicar sal em forma de cristais líquidos sobre o cabelo.

Micro partículas de diamantes

A etiqueta diz que o shampoo dará brilho ao cabelo. Certo, vamos ver os ingredientes: diz que contém diamantes em pó. Agora a pergunta: como o diamante em pó pode brilhar? E mais: quanto custaria um shampoo feito de diamantes?

Você já viu um diamante bruto, mesmo que em foto? É um mineral normal, não tem nada de especial. Ele brilha em função do seu acabamento.

Entre os ingredientes do shampoo está a mica. Suas partículas, essas sim, brilham. Tecnicamente, o fabricante cumpre a promessa, mas vende da maneira um tanto incoerente essa ideia.

Conclusão

A maioria dos shampoos são produtos que lavam o cabelo. Se o seu cabelo parece triste, sem vida, esses produtos ajudam, mas por pouco tempo. Escolha shampoos leves, evite os mais agressivos.

Quer ter um cabelo bonito e com vida? Então tome vitaminas, isso sim vai ajudar!

Imagem de capa depositphotos