Incrível
Novo Popular
Inspiração
Criatividade
Admiração

11 Fortes razões pelas quais mulheres abrem mão do salão de beleza

A beleza natural está na moda. Cada vez mais as mulheres deixam de lado procedimentos caros e doloridos para valorizar um estilo mais clean, leve e que não pesa no bolso. Procedimentos estéticos muitas vezes têm efeitos colaterais e, como acabamos de mencionar, causam dor. Além disso, o mundo da beleza ainda tem muita gente que não é do ramo, cuja falta de profissionalismo leva a consequências difíceis de consertar. Unhas postiças brilhantes e bronzeamento artificial são um eco do passado, que não representa a nobreza e o estilo da mulher; pelo contrário, indica a ausência dessas características.

Nós, do Incrível.club, conversamos com mulheres que abandonaram os exageros nas transformações do visual e deixaram de lado a ida aos salões de beleza. E, no final do post, você descobrirá por que uma das personagens mostradas aqui acredita que alguns procedimentos deixam o look com cara de barato.

Ludmila parou de usar esmalte em gel porque não conseguiu encontrar uma boa profissional de unhas

Eu costumava fazer as unhas com esmalte em gel até que me mudei para outra cidade e ficou impossível manter o contato com a minha manicure. Tive de procurar por uma nova e conheci uma mulher por recomendações na internet. A “profissional” passou cinco horas fazendo a manicure e o esmalte durou apenas dois dias.

Foi o meu primeiro e último encontro com ela. Em seguida, fui a outra manicure por recomendação de uma amiga, mas a história se repetiu: o esmalte em gel saiu depois de uma semana. No final, eu mesma aprendi a fazer uma boa manicure, comprei um removedor de esmalte de qualidade por R$ 25 e esmaltes em gel. Estou feliz e, às vezes, penso: por que não fiz isso antes?

Yana colou cílios postiços que resultaram em coceira nos olhos

Por que ninguém me avisou que os cílios postiços são extremamente desconfortáveis? Claro que, primeiro, gostei do visual, mas depois começou uma coceira irritante nos olhos e o incômodo não valeu a beleza artificial. Tentei arrancar os cílios “novos”, mas acabei tirando os meus próprios cílios. Fiquei decepcionada. Infelizmente, eles não crescem tão rápido quanto o cabelo.

Anna deixou de pintar seu cabelo porque não gostava do resultado

Meus experimentos acabaram logo depois que percebi que nem sempre o desejo coincide com a realidade. Anteriormente, quando mostrava fotos com a cor de cabelo que queria ter, o cabeleireiro tinha certeza de que iria conseguir. Mas o resultado final saía malfeito e o cabelo ficava danificado pelo clareamento — o que me impedia de aplicar outras técnicas de coloração como a balaiagem e o shatush.

É frustrante, visto que o valor pago pelos procedimentos costuma ser longe do justo. Atualmente, cabeleireiros aconselham tingir o cabelo com tinta sem amônia, mas que não demora muito para sair e o resultado é um bom dinheiro jogado fora. Levando essas desvantagens em consideração, se pode concluir que a cor natural do cabelo é a melhor.

Elmira abriu mão do esmalte em gel porque precisava corrigir o espaço deixado pelo crescimento a cada duas semanas

Gosto de unhas curtas, mas o esmalte em gel dificulta seu lixamento. Como regra, o esmalte deve ser renovado a cada duas semanas, mas essa opção não cabe no meu orçamento. Além disso, as unhas se danificam com alguma facilidade, embora fiquem com um aspecto bastante interessante. Na minha opinião, é preciso dar um tempo e deixá-las sem esmalte por um certo período.

Certa vez, fiz as extensões dos cílios e decidi nunca mais repetir o procedimento. Acabei por ter os meus cílios danificados e fiquei parecendo uma boneca — sem falar da coceira e do comichão. No fim das contas, adotei a ideia da beleza natural e do minimalismo.

Natália parou de fazer as extensões dos cílios e de usar esmalte em gel para ajudar o Meio Ambiente

Nunca fiz tatuagem de sobrancelhas, mas costumava fazer as extensões dos cílios, além de manicure, usando esmalte em gel. Recentemente, tomei a decisão de acabar com isso em favor da ecologia. Interessei-me pela proteção ambiental e comecei a reciclar o lixo. Quando reduzi o consumo de plástico, me dei conta de que os cílios postiços também contêm elementos plásticos. Quantos cílios de plástico jogamos no lixo ou, pior, nos rios, na forma de esgoto?

Pensei o mesmo em relação ao esmalte em gel, já que é um tipo de microplástico que, ao ser removido das unhas, acaba prejudicando gradualmente a natureza. Convenci a minha manicure a reservar limas especialmente para mim — em vez de descartar lixas, ela passou a guardar as limas até a minha próxima visita. No final das contas, o esmalte deixou de fazer parte do meu cotidiano e passei a gostar das minhas próprias unhas.

Todas as visitas de Tatiana ao cosmetologista resultavam em manchas vermelhas no rosto

Conheci a primeira cosmetologista por recomendação da minha chefe, e, como descobri depois, ela havia me passado o contato da própria filha. O procedimento de limpeza da pele fez com que surgissem ainda mais manchas no meu rosto. Posteriormente, fui a outra cosmetologista, passei por vários procedimentos e saí do estabelecimento com acne.

Na tentativa de encontrar um bom profissional, me deparei com diversas teorias a respeito do meu rosto (rosácea e pele seca demais, entre outras). Ninguém conseguiu lidar com o problema; ao contrário, as manchas passaram a surgir com mais frequência. Então, fiquei tão chateada com o dinheiro gasto em vão que, há cinco anos, parei de buscar uma solução. Agora, adoto cuidados caseiros com meu rosto e me sinto definitivamente melhor.

Elizabeth abriu mão do bronzeamento artificial devido ao surgimento de manchas em grande quantidade

Abri mão do bronzeamento porque reparei nas minhas manchas, que não apenas cresciam, mas também aumentavam em número. Hoje em dia, não faço questão de ficar bronzeada e evito tomar sol. Para mim, a saúde vale mais que a pele bronzeada de que eu gostava tanto. Por isso, decidi não arriscar e comecei a curtir o efeito que a sombra dá em um dia ensolarado.

Mariana deixou de usar esmalte em gel porque suas placas ungueais são sensíveis

Eu costumava usar esmalte em gel com frequência por sua conveniência: pintava as unhas e me esquecia delas por três semanas ou, às vezes, por um mês. Porém, à medida que o tempo passava, gostava menos do esmalte “crescido”. Além disso, detestava o procedimento de remoção de esmalte e sentia uma dor insuportável, uma vez que tenho a placa ungueal sensível.

De repente, percebi que a beleza não vale o sofrimento de retirar o esmalte em gel e a irritação na pele dos dedos que surgia de vez em quando. Me questionei: “por que estou aturando isso?” Fiquei com muita vontade de sentir as minhas próprias unhas, sem esmalte algum, então, fiz a escolha em favor da beleza natural.

Anastasia evita fazer bronzeamento artificial porque tem medo de lâmpadas de baixa qualidade

As lâmpadas usadas no bronzeamento podem ser de baixa qualidade, o que é prejudicial à pele. Não quero correr o risco de usar o equipamento com defeito. Também acredito que a pele excessivamente bronzeada faz com que a pessoa pareça mais velha. Prefiro ter pele pálida do que envelhecer cedo.

Natália se cansou dos cabelos secos e quebradiços, então deixou de clareá-los

Parei de clarear o cabelo, acima de tudo, por causa de seu aspecto: quebradiço, seco e com uma consistência de palha, que me envergonhava. Assim começou minha jornada para recuperar a minha cor natural. Depois de algum tempo de cuidados, tornou-se visível que o meu cabelo natural era mais denso e saudável, ou seja, melhor em todos os sentidos. Além disso, finalmente voltei a sentir o prazer de pentear o cabelo com facilidade!

Vale destacar que, além do fator estético, há uma grande e evidente vantagem econômica. Percebi que gastava uma fortuna para manter a cor brilhante. O valor gasto nos salões de beleza e com shampoos, máscaras e óleos para os cabelos estava longe de ser modesto. Agora, gasto o dinheiro de forma mais inteligente. Espero que cresça logo e que, assim, recupere minha cor natural e única.

Bônus: Vita costuma deixar de lado as extensões dos cílios, a tatuagem de sobrancelhas e o uso de esmalte em gel

Nunca usei unhas ou cílios postiços nem fiz tatuagem de sobrancelhas. Estou convencida de que essas transformações deixam a aparência com um visual mais barato. Não considero o resultado bonito, estético ou elegante. Basta olhar para as celebridades ou os membros da família real, que são referências no mundo da moda, e questionar: por que não colocam unhas ou cílios postiços? Quanto ao esmalte em gel, é prejudicial à saúde das unhas, em minha opinião. Escolhi fazer manicure em casa e, consequentemente, aprimorei a habilidade — agora consigo fazer as unhas sem ajuda profissional.

Você costuma fazer os procedimentos mencionados no post ou prefere a beleza natural? Por quê? Compartilhe com a gente nos comentários.