Incrível

Uma senhora de 93 anos vende sapatos de tricô na rua para sobreviver, e seu esforço é admirável

33-3
555

Há muitas histórias ocultas por trás dos idosos. A experiência que eles compartilham com as pessoas ao seu redor é um grande legado, e sempre há muitas coisas para aprender com suas vivências. No entanto, a vida é complexa e muitos deles estão envolvidos em circunstâncias que os forçam a encontrar uma maneira de sobreviver por conta própria. Abilia, uma senhora de 93 anos, vende sapatos de bebê de tricô na rua. Ela dedicou toda a sua vida a trabalhar duro para que nada faltasse e, apesar de seus anos, não desiste e continua lutando contra as adversidades que surgem em seu caminho.

Tessy Morote, cidadã peruana, compartilhou com o Incrível.club a história dessa mulher exemplar, que é uma grande inspiração para muitos, porque, sem dúvida, mostra que não importa a idade ou a situação em que você se encontra... o que realmente importa é ter vontade de viver.

Uma história que comoveu milhares de internautas

Uma senhora de 93 anos vende sapatos de tricô na rua para sobreviver, e seu esforço é admirável
Cortesía de Tessy Morote para Genial.guru

Dois anos atrás, Tessy compartilhou a história de Abilia em um post em sua página no Facebook. Mais de 132 mil pessoas reagiram à história e ficaram emocionadas com o esforço dessa senhora. Embora Tessy a visse diariamente sentada em um banquinho, com os sapatinhos sobre uma pequena lona no chão, a única coisa que lhe veio à mente foi a questão de por que uma mulher como ela ainda tinha que trabalhar, e se perguntou quais poderiam ser as razões que a motivaram a fazê-lo.

Depois de um tempo, Tessy decidiu se aproximar da senhora para conversar e descobrir mais sobre sua história. A Sra. Abilia lhe contou que nasceu em 30 de junho de 1924. Desde muito nova, foi uma pessoa trabalhadora e tinha uma loja no mercado. Lá vendia peças que comprava de outras costureiras. Por muitos anos, esse comércio lhe permitiu seguir em frente, e ela adorava ajudar outras mulheres para que elas pudessem fazer o mesmo.

Uma virada inesperada

O trabalho que a Sra. Abilia fazia todos os dias envolvia todo seu esforço e dedicação. Embora sua intenção fosse continuar ajudando os outros, a vida a surpreendeu e a forçou a interromper todas as suas atividades. Infelizmente, um dia, enquanto atendia na sua lojinha, ela caiu e quebrou o quadril, o que a obrigou a parar de trabalhar por um tempo. Quando teve a oportunidade de voltar à sua rotina, foi informada de que o lugar em que tinha o negócio havia sido vendido e assim ela ficou sem nada.

No entanto, nem tudo estava perdido, pois ela continuava confiando e lutando para encontrar uma solução. O que mais a perturbou foi que as senhoras encarregadas de lhe fornecer a mercadoria ficariam sem trabalho e não teriam a oportunidade de vender seus produtos. Um dia, deitada em sua cama, prestes a adormecer, tomou uma decisão que mudaria tudo. “Nasci ambulante, e ambulante morrerei”, disse a si mesma. A Sra. Abilia não pensou mais e embarcou em uma nova aventura para continuar trabalhando.

Em vez de considerar um acontecimento infeliz, ela viu em tais circunstâncias uma nova oportunidade e se preparou para continuar vendendo na rua os sapatinhos que outras mulheres faziam.

Um grande exemplo de força e perseverança

Tessy ficou muito surpresa ao ver uma pessoa tão forte lutando para alcançar seus objetivos, apesar da idade. Foram muitas emoções que sentiu quando a viu, e seu exemplo lhe ensinou uma grande lição, porque encontrou uma grande inspiração na mulher para não se render às adversidades da vida.

Depois disso, Tessy compartilhou a história da Sra. Abilia e foi vê-la várias vezes para comprar seus sapatinhos, porque, embora não precisasse deles, queria ajudá-la de alguma forma. De fato, ela tem um par em uma estante na sua casa, para se lembrar e saber que tudo é possível quando você quer fazer algo. O sorriso cativante dessa mulher é a melhor maneira de agradecer o reconhecimento que as pessoas lhe dão.

“Quando a conheci, tão tímida, mas ao mesmo tempo lúcida, percebi que tudo depende da vontade que se tem de viver. Acho que ela cruzou o meu caminho para me ensinar a valorizar e entender que eu deveria seguir em frente apesar das circunstâncias, porque na época em que a encontrei, eu também passava por situações complicadas com a saúde do meu filho. Parecia justo compartilhar sua história para que todo mundo a conhecesse”, disse Tessy.

Uma importante mensagem para todos

Muitas vezes, não prestamos muita atenção ao que realmente importa. Estamos tão imersos na vida cotidiana que esquecemos dos detalhes mais simples, porém significativos. A Sra. Abilia mostrou que a chave de tudo é perseverança, coragem e criatividade, e a vontade de viver. “O estado de abandono em que alguns idosos se encontram é muito injusto. Eles já fizeram muito por nós e pela sociedade, apenas procuram um pouco de apoio e se sentir úteis de alguma forma, porque não querem ser um fardo para ninguém”, apontou Tessy.

Embora ela tentasse visitá-la com frequência, um dia a perdeu de vista e nunca mais teve notícias dela. Agora, toda vez que passa por aquela rua, consegue apenas se lembrar e manter a ilusão de vê-la novamente, porque, sem dúvida, conhecê-la deixou uma marca importante em sua vida.

Quando você vir alguém como a Sra. Abilia, vendendo na rua, pare por um momento e pense em todo o esforço, dedicação e amor por trás disso. Apesar da idade, muitas pessoas encontram forças para seguir em frente e ganhar a vida de maneira honesta. Seja empático e imagine o rosto de seus avós, o que você faria? Apoiar pessoas como essa mulher, dentro das suas possibilidades, certamente lhe trará um sorriso enorme como recompensa.

O que você acha dessa história? Acredita ser importante apoiar os idosos? Conte para a gente nos comentários.

33-3
555