Ele passou 17 horas em um mesmo voo e contou como foi a experiência

Se você acha que um voo de 8 horas para a Europa ou para os EUA é a pior coisa que pode acontecer a um viajante, então esta matéria é para você. Hoje, vamos mostrar a você como passar quase 24 horas no céu e não ficar entediado.

Em 25 de março de 2018, no mundo da aviação civil, um grande evento aconteceu: um avião de passageiros passou mais de 17 horas no céu, numa viagem entre Perth, Austrália e o aeroporto de Heathrow, no Reino Unido.

O Incrível.club compartilha com você a história deste fantástico voo.

  • 17 horas de voo
  • 16 membros da tripulação
  • 200 passageiros
  • 14.498 km de rota

Anteriormente, para realizar essa longa jornada, os passageiros faziam escalas no Oriente Médio, durante as quais a aeronave era reabastecida ou os passageiros simplesmente mudavam de avião.

Wayne Kwong, um dos passageiros desse voo fantástico e cansativo, compartilhou suas opiniões sobre a longa viagem em sua conta do Twitter.

Antes de embarcar, havia uma atmosfera de excitação e celebração. Enquanto a equipe se dirigia solenemente indo para o avião, foram oferecidos aos passageiros cupcakes com os símbolos nacionais dos dois países, Austrália e Reino Unido.

Em cada assento, os passageiros encontraram um kit de itens necessários para um longo voo: tampões para os ouvidos, uma máscara para dormir, travesseiro, cobertor e escova de dentes.

Os viajantes ficaram encantados, não só por participar do evento histórico, mas também com a máquina de autoatendimento, na qual havia alguns alimentos gratuitos. De acordo com o jornal britânico Dailymail, o avião para o voo entre Perth e Londres foi carregado com mais de 21.000 itens variados, incluindo 330 palitos de chá com hortelã e centenas de biscoitos de chocolate.

Para o jantar, foi servido ravióli de queijo com alho-poró e molho de cogumelos, frango com arroz vermelho e legumes fritos ao estilo mediterrâneo.

Segundo o representante da companhia aérea, os alimentos foram projetados para manter a hidratação dos passageiros e permitir que dormissem bem. Os produtos eram nutritivos, mas leves e fáceis de digerir.

É uma pena que não houvesse Wi-Fi a bordo do avião, já que os passageiros estavam ansiosos para compartilhar suas sensações com a família e os amigos.

Porém em Heathrow, o avião foi recebido por funcionários do aeroporto com bandeiras dos dois países, a imprensa e atores com o traje nacional da Austrália.

E no final, Kwang postou 2 fotos em seu Twitter e quis fazer uma brincadeira: pediu para que os seus seguidores adivinhassem qual foto foi tirada antes do vôo e qual foi tirada depois. Qual a sua opinião?

Esse não é o primeiro voo sem escalas de longa duração. Em junho de 2009, um avião saiu de Johannesburgo (África do Sul) com destino à Atlanta (EUA): Em 16 horas e 50 minutos, a aeronave percorreu 13.600 quilômetros. Voos desse tipo estão ficando cada vez mais frequentes. Nos últimos anos, já foram realizados voos de Doha (Qatar) a Auckland (Nova Zelândia), Dubai (Emirados Árabes Unidos) a Oakland e de Dallas (Estados Unidos) a Sidney (Austrália), entre outros. A distância foi de 13,5 a 14,5 mil quilômetros.

E você, gostaria de comprar uma passagem para esse voo?

Compartilhar este artigo