Os 11 objetos mais antigos que foram encontrados na Terra

A Terra tem cerca de 4,5 bilhões de anos e o homem está presente nela há pouco mais de 200 mil anos. No entanto, ha rastros que estão sendo descobertos por cientistas em todo o mundo. Itens antigos ou de época são sempre interessantes e incríveis, mas uma jóia é ainda melhor: foi descoberta na Sibéria, em 2008, uma pulseira elegante de mais ou menos 70 mil anos de idade. Quem não gostaria de usar a jóia mais antiga do mundo? E temos certeza de que ainda há mais objetos antigos que a humanidade está prestes a descobrir!

Incrível.club encontrou 11 objetos antigos descobertos na Terra. Isto talvez abra um novo capítulo da história para você.

11. Óculos de sol antigos

Estes óculos de sol antigos remotamente se assemelham às suas versões modernas e foram feitos para o mesmo fim. Esse design, com pequenos orifícios para os olhos, servia para proteger a visão de uma grande quantidade de luz solar. Muitas vezes, eram usados no inverno, quando o brilho do sol se tornava mais intenso durante os dias de neve. Eram utilizados, em sua grande maioria, por pessoas das regiões árticas do Canadá.

10. O primeiro canivete suíço

Aqui é possível ver um canivete suíço do tempo do Império Romano, do ano 200 a.C. Essa ferramenta foi encontrada no Mediterrâneo na década de 1990. Mas nesse não há saca-rolhas ou chaves de fenda, como as modernas. Inclui um garfo, uma colher, uma faca e um palito, todos os itens úteis para desfrutar de uma refeição.

9. A primeira prótese

Cerca de 3 mil anos atrás, o primeiro dedo de madeira protético foi enterrado com uma múmia. O dispositivo protético pertencia a uma mulher que provavelmente viveu entre 950 a.C. e 710 a.C. Esse dedo é agora um exemplo do dispositivo mais antigo desse tipo.

8. Antigo trabalho odontológico terapêutico

Esse dente foi do maxilar inferior de um homem que morreu há 6.500 anos. O canino foi reparado com tanta sutileza que os cientistas não o notaram no início. A cera de abelha só foi descoberta depois de um novo exame, um século depois de sua descoberta. No entanto, esta não é a demonstração de prática odontológica mais antiga do mundo. Um dos trabalhos mais antigos conhecidos data de 14 mil anos, quando o dente de um jovem foi perfurado.

7. O hino mais antigo

Essas tabuletas de argila com letras de música escritas pela metade, usando sinais cuneiformes na língua “hurrita”, são as mais antigas peças musicais. Eles foram descobertos na Síria, onde uma vez foi a antiga cidade de Ugarit. Uma dessas tabuletas contém um hino, a música mais antiga do mundo. É interessante saber que também inclui instruções sobre como tocar a música.

6. Os primeiros banheiros com “descarga”

No século 1 d.C., a cidade turca de Éfeso contava com banheiros públicos quase tão bons quanto alguns modernos. Três longos bancos foram equipados com 36 buracos. A parte mais surpreendente do projeto foi, claro, o fato de que havia água corrente sob os assentos, que ajudavam a se livrar dos detritos que ficavam abaixo.

5. Máscara pré-ceramica antiga

Esta máscara, de pedra, é considerada a mais antiga do mundo. Ainda não há informação suficiente sobre ela, mas os arqueólogos acreditam que data do ano 7.000 a.C., uma era pré-cerâmica do período neolítico.

4. O zircão mais antigo

A peça mais antiga da Terra é o zircão da Austrália. Foi encontrado e desenterrado há 17 anos perto de Perth, na Austrália Ocidental. Esse zircão é um mineral de nesossilicato e acredita-se ser o mais antigo já encontrado.

3. Um sapato de 5,5 milênios atrás

Este sapato de couro, parecido com uma pantufa, foi encontrado em uma caverna na Armênia. O calçado de 5.500 anos estava cheio de ervas e coberto com resíduos de ovelhas, o que ajudou a preservá-lo muito bem. É um sapato do pé direito, equivalente ao tamanho 36, que provavelmente pertenceu a uma mulher.

2. Uma goma de mascar de 5.000 anos

A goma de mascar também era popular no período neolítico da Finlândia. Em 1993, um estudante britânico descobriu um pedaço de alcatrão de casca de bétula, com cerca de 5.000 anos no local da escavação. Os povos neolíticos acreditavam que o alcatrão de bétula tinha propriedades antissépticas e era capaz de tratar os dentes de infecções relacionadas com a gengiva.

1. Uma pulseira de 70 mil anos

Em 2008, arqueólogos russos descobriram o que se acredita ser a jóia mais antiga do mundo: uma pulseira de mais de 70.000 anos. Foi desenterrada em uma caverna na Sibéria e acredita-se que tenha pertencido aos hominídeos de Denisova. A pulseira possui certos furos para os quais os cientistas ainda não conseguiram encontrar uma explicação, tendo em vista que a cultura tem quase 100.000 anos de idade e, por isso, não poderia existir uma tecnologia de perfuração, considerando que não fora desenvolvida até pelo menos o último período neolítico. No entanto, a pulseira é feita de clorita, o que lhe confere uma cor verde excepcionalmente bela.

Bônus: casal abraçado há 5.000 anos

Os amantes de Valdaro foram descobertos em um túmulo neolítico em San Giorgio perto de Mântua, Itália. Os arqueólogos imediatamente estabeleceram que um desses esqueletos era masculino e o outro, feminino. Além disso, ambos não tinham mais de 20 anos quando foram enterrados. O funeral foi estimado entre 5.000 e 6.000 anos atrás. A causa da morte do casal ainda não está clara, mas os cientistas podem definitivamente dizer que não há evidências de uma morte violenta.

Fatos muito interessantes, você não acha? A todo momento, ao redor do mundo, há alguém realizando alguma descoberta. Talvez você conheça ou encontre algo de que não tenhamos conhecimento! Compartilhe com a gente nos comentários!

Compartilhar este artigo