Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração
Costumes e crenças curiosos para o Ano Novo ao redor do mundo

Costumes e crenças curiosos para o Ano Novo ao redor do mundo

----
162

Dar as boas-vindas a um novo ano é um motivo de festa em todos os países ao redor do mundo. As diferentes culturas se manifestam com pequenos ou grandes rituais particulares, em comunidades ou abertos para o grande público. As crenças são tão variadas quanto curiosas, e marcam tradições cujas origens muitas vezes são desconhecidas. Incrível.club convida você a conhecer alguns dos mais interessantes costumes celebrados ao redor do Planeta para se despedir de um ciclo que termina e receber um novo ano de braços abertos.
 

Japão

Nos templos budistas do Japão os monges se reúnem e, em algumas ocasiões, a eles se juntam moradores de povoados próximos aos mosteiros para tocar um grande sino 108 vezes. Para os budistas, o som e o eco dessas badaladas purificam a alma do ambiente, as coisas e os seres que as escutam, levam embora as más lembranças do ano que acaba e renovam a energia para poder viver um novo começo. A tradição das badaladas é conhecida como Joya no kane.
 

Noruega

Para os noruegueses, o arroz doce é a sobremesa tradicional da ceia de Ano Novo. Não apenas por ser delicioso, mas também porque simboliza o recebimento da sorte e da abundância do ano que chega. A receita tradicional ganha amêndoas para garantir um toque de riqueza ao prato e a quem o consome.
 

Filipinas

Para os filipinos, a roupa com estampa de bolinhas atrai boa sorte, prosperidade e fortuna. Por isso eles tentam sempre vestir ao menos uma peça com bolinhas coloridas para receber o Ano Novo e se encher de boas vibrações.
 

Rússia

Para os russos, que utilizam o calendário da Igreja Ortodoxa, o 31 de dezembro é uma data tão especial quanto o Natal, já que marca a chegada do Vovô de Gelo. Este personagem, que se assemelha ao Papai Noel, percorre um longo caminho por todo o território russo levando brinquedos e doces para todas as crianças. Diz a tradição que, em troca dos presentes, as crianças ofereçam ao Vovô de Gelo uma canção, um poema ou uma dança ao redor da árvore de Natal.

Dinamarca

Os dinamarqueses têm o estranho costume de quebrar pratos em frente às portas de suas casas no dia de Ano Novo. Se você estiver na Dinamarca e quiser desejar prosperidade e abundância a um ente querido, na última noite do ano, deve passar pela sua casa e quebrar o maior número de pratos bem em frente à porta. Isto simboliza amizade e fraternidade. Ou seja, quanto mais pratos quebrados houver em sua porta, mais amigos lhe desejaram um feliz Ano Novo. A parte ruim é que vai ter de limpar tudo.


China

A cultura chinesa é uma das mais tradicionais nesta data: os asiáticos pintam de vermelho as portas de suas casas no dia de Ano Novo. Isto, em sua cultura, atrai felicidade e boa sorte. Além disso, nas ruas há exibição de desfiles de dragões e fogos artificiais. Este último, de acordo com as crenças chinesas, afugenta as energias ruins. Eles costumam ainda esconder as facas para evitar que alguém se corte, já que isso significaria para essa pessoa um péssimo sinal no ano que começa.


Grécia

Para os gregos, o Ano Novo é celebrado na festa de São Basílio, já que nesta data é comemorado o aniversário de sua morte. Para a celebração, é preciso assar um pão em cujo interior é depositada uma moeda. Quando o pão está pronto, é cortado desta maneira: o primeiro corte é oferecido a Deus, e o segundo, à prosperidade da casa. Caso este segundo pedaço contiver a moeda, significa que a primeira chegará cedo naquele ano, o que antigamente significava a abundância da colheita. 

 

----
162