Incrível
Novo Popular
Inspiração
Criatividade
Admiração

8 Criaturas mitológicas parecidas com animais reais

As lendas sobre animais mitológicos circulam pelo mundo desde a Antiguidade e trazem seres que possuem formas peculiares e poderes mágicos. Apesar do perigo que representam, o sonho de muitas pessoas sempre foi encontrar essas criaturas. E por incrível que pareça, muitos seres mitológicos se assemelham a animais que habitaram ou que habitam a Terra e que provavelmente serviram de inspiração para os exploradores do passado.

O Incrível.club encontrou 8 animais reais que possuem características semelhantes a criaturas mitológicas e que podem ter servido de inspiração para a sua criação.

1. Unicórnio — Narval

Uma das criaturas mitológicas mais fascinantes é o unicórnio, que costuma ser representado como um cavalo branco com um chifre comprido. Representações antigas incluíam também patas de antílope. Durante a Idade Média, ele era considerado um animal tão poderoso que era capaz de derrubar um elefante; além disso, as pessoas pensavam que seu chifre tinha propriedades capazes de curar todo tipo de doença.

A lenda do unicórnio pode ter surgido em meio a explorações feitas por gregos e romanos na Tailândia — algumas pessoas dizem que foi uma tentativa de descrever o rinoceronte indiano. Algum tempo depois, os vikings usaram esses relatos para comercializar o suposto chifre de unicórnio. No entanto, o que eles usavam eram as presas de um animal marinho chamado narval, que possui um longo “chifre” semelhante ao do animal mitológico. Ele vive nos mares do Ártico e do norte do Atlântico.

2. Dragão — Dragão-de-komodo

Os dragões estão presentes em muitas culturas, e é por isso que alguns pesquisadores asseguram que essa criatura mitológica surgiu após o achado de ossos de dinossauros. Nesse sentido, cada cultura desenvolveu histórias próprias sobre dragões. Se para os europeus eles eram criaturas do mal, para os chineses e para os japoneses eles eram deuses que simbolizavam sobretudo fortuna.

A representação dos dragões tem inspiração em répteis, como jacarés, cobras e crocodilos. Contudo, o animal que mais se parece com o ser mitológico é o dragão-de-komodo, uma espécie de lagarto que vive na Indonésia e cujo tamanho fez com que ele se transformasse em um dos animais mais populares dos zoológicos.

3. Hidra de Lerna — Hidra

A mitologia grega descreve a Hidra de Lerna como um animal terrível que possuía muitas cabeças de serpente que se regeneravam quando decapitadas. A criatura aparece na história de Hércules, o herói que precisou enfrentar 12 provas impostas pelos deuses, sendo uma delas lutar contra a Hidra de Lerna.

Embora a ideia de um animal com cabeças de serpente que se regeneram pareça inverossímil, na natureza existem certas espécies que têm a capacidade de regenerar membros. Uma delas é a hidra, um animal invertebrado de água doce que, assim como o ser mitológico, consegue recompor suas partes quando cortadas em diferentes pedaços.

4. Kraken — Lula-gigante

Kraken foi descrito por diversos escritores, entre eles Julio Verne e Alfred Tennyson, como um animal marinho de grande tamanho capaz de derrubar todo tipo de barco. A criatura surgiu na mitologia escandinava e era descrita como um polvo ou uma lula gigante. Algumas representações costumavam mostrá-la como uma medusa do tamanho de uma ilha.

O oceano sempre escondeu muitos mistérios relacionados com a natureza, ainda mais em épocas antigas, quando o mar parecia muito assustador para os navegadores. É por isso que muitos pesquisadores defendem que o monstro marinho tem sua inspiração real na lula-gigante, que pode chegar aos 10 metros e vive nas profundezas dos oceanos.

5. Serpente marinha — Peixe-remo

Há na Bíblia um monstro chamado Leviatã, que é descrito como uma serpente marinha enorme. Por muitos séculos, criaturas parecidas com serpentes do mar foram vistas no Oceano Atlântico, principalmente no século XVII, na Nova Inglaterra, o que fez surgir a crença da descoberta em uma nova espécie na região.

Atualmente, muitas pessoas dizem que os observadores confundiram o monstro mitológico com um peixe-remo gigante, o maior dos peixes vertebrados do mundo, que pode chegar a 11 metros. A espécie é encontrada na zona pelágica do oceano e embora seja um animal migratório ele é mais encontrado em zonas tropicais.

6. Sereias — Sirênias

sereia sempre serviu de fonte de inspiração para escritores e cineastas. Ela aparece, por exemplo, em filmes como A Pequena Sereia, onde assume a imagem que a maioria das pessoas tem desses seres mitológicos: uma mulher com uma cauda de peixe. Curiosamente, na mitologia grega, ela é representada com asas de pássaro e possui uma voz capaz de hipnotizar os navegantes e levá-los para o fundo do mar.

Dizem que a origem das histórias está na observação de uma espécie de mamíferos aquáticos conhecidos como sirênios, que vivem em águas tropicais. Quando as fêmeas amamentam os filhotes os membros ficam parecidos com mãos, o que confundia os marinheiros que observavam de longe. No Quênia, elas são conhecidas como “rainhas do mar”.

7. Iéti — Urso

Se você já viu algum filme ou série sobre explorações no Ártico ou no Everest, você deve ter visto alguma menção ao Iéti. Ele é representado como um primata branco e gigante que caminha sobre duas patas, como um ser humano normal. Durante décadas, foram realizadas pesquisas com a esperança de encontrar essa espécie e transformar a famosa lenda em realidade.

Para os mais céticos o Iéti é na realidade um urso-polar, já que os primatas vivem em regiões tropicais. Outras pessoas falam que ele é um urso-pardo-do-Himalaia, porque, assim como a criatura mitológica, também fica em pé e é um animal solitário que só se junta a outros animais da mesma espécie para reprodução.

8. Chupa-cabra — Coiote

O mito do chupa-cabra surgiu na ilha de Porto Rico em 1995. Atualmente, muitas pessoas afirmam que já o viram em regiões distantes do mundo, e não apenas no continente americano. Geralmente, ele é representado como um réptil de pele verde e com escamas, embora algumas pessoas o descrevam como um cachorro selvagem sem pelos, com a coluna vertebral bem marcada e garras afiadas.

Os mais céticos afirmam que a criatura mitológica é, na verdade, um coiote da América Central e que possivelmente sofria de sarna. Quando doentes, eles não conseguem caçar e por isso se aproximam de regiões com humanos, para receber comida. Eles são animais magros e costumam perder o pelo quando sofrem de problemas na pele.

Quais outras criaturas mitológicas que se parecem com animais você conhece? De todas essas, qual mais o surpreendeu? Conte nos comentários.