Incrível
Incrível

21 Pessoas que só faltaram receber salário em empresas pelas quais nem foram contratadas

A primeira impressão costuma ser importante, apesar de nem sempre ser certeira. Às vezes, as pessoas são totalmente diferentes daquilo que podem aparentar. Por isso, tirar conclusões precipitadas tem o potencial de nos meter em verdadeiras enrascadas. Contudo, precisamos reconhecer que determinados indivíduos conseguem transformar tais experiências em momentos engraçados.

Incrível.club reuniu situações nas quais alguém foi confundido com quem não era, provocando um instante da mais imprevista diversão.

  • O número de telefone da casa da minha família era bem parecido com o de uma emissora de rádio da cidade. Nós recebíamos ligações até tarde de gente pedindo essa ou aquela música. Tinha algo na forma como eles anunciavam o número que acabava confundindo os ouvintes. Educadamente, meu pai pediu que a rádio mudasse o anúncio, mas eles se negaram. Assim, nas ligações seguintes, meu pai passou a convencer as pessoas de que elas tinham ganhado um carro, devendo comparecer à rádio para retirar o prêmio. Caso houvesse algum inconveniente, elas deveriam procurar o gerente. O homem precisou dar dois carros de presente, e não voltamos a receber aquelas ligações. © Swifty-Dog16 / Reddit
  • Eu estava visitando outra cidade. Voltava para meu hotel carregando uma sacola com a comida que tinha comprado, e uma mulher veio correndo na minha direção para pegar a embalagem. Ela disse: “Eu estava esperando a entrega!”. Educadamente, falei que eu não era o entregador. Com um olhar confuso no rosto, a mulher disse: “Tem certeza? Você parece entregador”. Eu respondi: “Isto aqui é a minha comida. Sou hóspede neste hotel”. Ela disse que ligaria para a empresa, reclamaria de mim e exigiria seu dinheiro de volta. © omartoor / Reddit
  • Eu estava dando uma olhada nos computadores em uma loja quando uma senhora se aproximou perguntando que celular eu recomendaria para ela comprar. Achei a pergunta estranha, mas fui gentil e expliquei as especificidades de cada aparelho disponível ali. Depois disso, ela falou: “Certo, vou levar este”. E eu: “Legal”. A mulher ficou me olhando, pois eu nem me mexi. Só depois me dei conta de que ela achou que eu era funcionário da loja. Foi quando eu disse: “Desculpe, eu não trabalho aqui, mas vamos chamar alguém”. Nunca vá a esse tipo de loja vestindo roupas pretas.
  • Um restaurante de fast food trocou seu número de telefone, e meu pai, pelo mais puro azar, ficou com o antigo número do estabelecimento ao comprar um celular novo. Ele recebia diariamente centenas de ligações de clientes insatisfeitos. No começo, era divertido ouvir as pessoas reclamando antes de dizer que aquele era o número errado. Mas o restaurante é tão ruim no serviço de entrega das encomendas que as ligações eram frequentes demais. No fim das contas, foi preciso mudar de número. © evanhasnochill / Reddit
  • Fui confundida com a funcionária de uma loja, e vieram me perguntar onde determinados produtos estavam. Como eu sabia a localização deles e não queria envergonhar a pessoa dizendo que ela tinha cometido um erro, apontei para o lugar onde ficava o item procurado. Mas aí ela continuou fazendo perguntas sobre outras coisas, então não tive escapatória a não ser revelar a confusão. Enquanto isso, a funcionária de verdade observava tudo de longe, rindo da situação. Me pergunto por que ela não foi até lá esclarecer as coisas.
  • Eu tinha 16 anos e fui encontrar com meus amigos em uma hamburgueria. Prometi ao meu irmão que levaria alguma coisa para ele. Fui fazer o pedido e, enquanto esperava, uma mulher entrou na fila atrás de mim. Quando chegou minha vez, ela me empurrou para o lado, ordenando que eu fosse preparar seu pedido. Eu estava usando roupa comum, nem era parecida com os uniformes. Um funcionário explicou que eu não trabalhava lá, mas a mulher começou a gritar e exigir que eu pagasse pelo pedido dela sem causar problemas. O funcionário disse que a mulher costumava fazer confusão e se ofereceu para pagar o meu pedido. Educadamente, eu recusei. © maxad-sprinke / Reddit
  • Há alguns anos, eu trabalhava divulgando um perfume em uma loja. Tinha o hábito de usar roupas pretas como uniforme, então nem parecia que eu estava ali trabalhando. Um dia, eu terminava meu expediente e estava de costas para o público organizando uma coisas quando senti a presença de três pessoas atrás de mim. Achavam que eu estava roubando. Falei que, na verdade, eu trabalhava ali. Eles se limitaram a responder um “ops, desculpe”, saindo dali em seguida.
  • Outro dia, eu estava na farmácia. Perguntei ao segurança onde poderia encontrar determinado produto. Ele indicou e eu agradeci. Chamaram o próximo cliente, e era a mesma pessoa. Quando ele estava indo embora, olhei-o. Ele me olhou e nós dois caímos na risada.
  • Fui para uma piscina natural situada dentro de uma caverna, e acabei perdendo de vista a moça que estava nos guiando. Lá dentro, é tudo muito escuro e não dá para identificar rostos. Eu cuidava para que minha filha não saísse nadando na direção contrária. Houve um momento em que chegamos às entradas de duas cavernas, então perguntei a quem pensei ser a guia que direção devíamos tomar. Toda amável, a coitada da moça me disse para ir onde quisesse, mas que ela ia para a caverna da direita. E lá fui eu, entrei na caverna mais longa e mais escura. Ao sair, dei de cara com a guia, que falou: “Ai, era para a senhora ter ido pelo trajeto mais curto, já que está com sua filha”.
  • Fui comprar um hot dog e algo para beber. Terminei de comer, joguei meu lixo fora e estava indo embora quando ouvi um “com licença”. Como estava sozinho e não vi ninguém conhecido, segui em frente. Voltei a escutar alguém me chamando um pouco mais alto, mas novamente pensei não ser comigo. Quando eu saía, falaram mais alto ainda: “Estou falando com você! Preciso que limpe esta mesa!”. Eu ainda tinha quase certeza de que não estavam se dirigindo a mim, pois aquela nem era a mesa que eu tinha ocupado. Sem querer ser grosseiro, perguntei o que a pessoa queria. Quase gritando, ela falou: “Limpe esta mesa agora!”. Todo mundo ali olhou, e eu disse: “Limpe sua própria mesa. Eu não trabalho aqui”. Ela simplesmente ficou ali olhando enquanto as pessoas davam risada. © colgatem / Reddit
  • Quando eu estava no ensino médio, precisei ir à aula de terno, pois teria que ir a um evento quando saísse. Lembro de ter entrado na sala para a aula de informática, e o professor daquela matéria tinha o mesmo penteado e o mesmo tipo físico que eu. Quando entrei, todos os meus colegas voltaram para seus lugares. Deixei minhas coisas e voltei para a frente da sala para ver umas anotações que estavam no quadro. Um minuto depois, um colega me perguntou se poderia sair um instante da sala. Foi quando dei a volta e eles perceberam que eu não era o professor. Mas aquele instante em que eles ficaram em silêncio por minha causa não tem preço.
  • Eu trabalhava em uma rede de fast food. Em um dia especialmente difícil, aproveitei a hora do almoço para atravessar a rua e ir a outro restaurante de fast food. Quando eu comia, uma mulher de outra mesa começou a dizer para a amiga que era inaceitável permitirem aos funcionários comer nas mesas com os clientes. Tentei ignorá-la, mas ela continou, chegando a se aproximar para me mandar ir comer lá atrás, na cozinha, pois lá era meu lugar. Afinal, eu estava tirando uma mesa dos clientes. Apontei para a logomarca no meu uniforme para que ela visse que eu não era dali. “Não trabalho aqui, moça. E você está sendo bem mal-educada”. A mulher ficou pálida, voltou até a mesa, pegou suas coisas e foi embora. © oh-no-its-back / Reddit
  • Eu estava com minha esposa comprando ingredientes para fazer pizza. Fui atrás da nossa massa preferida, mas notei que estavam todas vencidas. Eu já trabalhei em um lugar parecido, então sabia que eles iam demorar para perceber, recolher os produtos e pedir por outros, novos. Assim, peguei todos os produtos para avisar a alguém. Por sorte, encontrei um gerente conversando com uma pessoa. Fiquei ali perto esperando. Ele me viu e disse: “Pois não? O que é?”. Falei que as massas estavam vencidas e, com uma voz irritada, o gerente falou: “Então leve para o setor de reclamações!”. Perguntei se ele tinha certeza, e o homem gritou: “Leve tudo para o maldito setor! Na volta, devolva seu crachá de vendedor! E eu não acho que camisetas de bandas façam parte do seu uniforme”. Fiquei só olhando e, lentamente, ele percebeu o que tinha acontecido. O gerente pediu desculpas várias vezes, mas desde que isso aconteceu passamos a fazer compras em outro lugar. © Exit_Live / Reddit
  • Há um tempo, compareci ao casamento de uma amiga. Fui usando saia preta e uma blusa branca, toda linda. Eu estava mesmo bem elegante. Os garçons e as garçonetes também estavam vestindo calça/saia e camisa branca. Do nada, um senhor pediu que eu lhe servisse uma bebida. Não falei nada, mas olhei para ele como se estivesse dizendo: “Pirou?”.
  • Eu trabalhava em uma escola de inglês. Um dia, precisei passar turma por turma pedindo permissão para fazer uma pesquisa com os alunos. Em uma das salas, os estudantes estavam sentados em vários círculos (fazendo algum trabalho em grupo). Nem sinal da professora à frente da sala. Nisso, fiz contato visual com uma mulher que estava ao lado de um dos grupos, e fui em direção a ela: “Teacher, boa tarde. Concede alguns minutos para...”. Notei que estavam todos rindo, incluindo a mulher. Abriram a porta atrás de mim, e lá estava a professora. Como fiquei envergonhada! Após fazer as pesquisas, eu só queria fugir dali.
  • Fui com minha turma comer em um restaurante onde um dos nossos amigos é gerente, enquanto outra é garçonete. Quando nos acomodávamos, parei para conversar com a minha amiga. Os uniformes do lugar eram parecidos com a roupa usada por mim. Fui ao banheiro e uma mulher ficou me olhando. Ignorei-a, mas quando saí, ela fez um gesto com a mão. Acenei de volta, intrigada. Ela me chamou até sua mesa, dizendo que eu tinha sido grosseira ao ignorá-la. E ainda pediu para falar com o gerente. © I_am_dean / Reddit
  • O número do meu telefone é muito parecido com o de um consultório médico, a diferença é um único dígito. Quando me ligam por engano, costumo dar o número certo, e pronto. Mas não hoje de manhã. Era uma mulher dizendo que o marido estava ali comigo, querendo saber quando poderia passar para buscá-lo. Falei que o número era errado, e ela insistiu que precisava buscar o marido. Falei novamente que aquele não era o telefone correto, só que minha interlocutora disse: “Chega! Vou entrar aí agora e reclamar de você diretamente para o doutor”. Vá em frente, senhora, vá em frente. © IamasimpforObi-Wan / Reddit

Já aconteceu de você ser confundido com outra pessoa? O que fez ou faria em tal situação?

Incrível/Gente/21 Pessoas que só faltaram receber salário em empresas pelas quais nem foram contratadas
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos