Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

21 Histórias misteriosas e sem nenhuma explicação lógica compartilhadas por internautas

7-35
38k

Independentemente do quão cético você seja, às vezes podem acontecer coisas que, simplesmente, são impossíveis de se explicar. E mesmo que você deseje sempre ter uma explicação lógica para tudo, há situações em que a própria lógica não se aplica. Casos assim foram compartilhados por usuários do Reddit, e são o tema deste post.

Incrível.club leu todos os relatos dos internautas e selecionou os mais intrigantes e populares. Aparentemente, alguns deles precisam de uma investigação completa. Acompanhe!

  • Levamos nosso cachorrinho de 10 meses para tosar pela primeira vez em um pet shop que ficava a 5 km da nossa casa. Ele dormiu durante todo o trajeto de táxi até o lugar. Depois de deixá-lo, minha esposa voltou para casa e eu fui resolver alguns negócios. Acontece que o danadinho pulou a cerca no pet shop e fugiu. Não sei como, ele acabou chegando em casa antes da minha esposa, tendo percorrido as ruas do centro de Londres por si só. Como diabos ele fez isso? © Hashtagbarkeep
  • Há alguns anos eu estava sentado em um bar, e uma mulher se aproximou de mim. Ela disse alguma coisa, mas por causa da música alta, não consegui entender nada e respondi no automático: “Sim, ahaha”. Ela deu um sorrisão e disse: “Tarde demais”, e saiu. Eu tento até hoje entender o que ela queria, e me repreendo por ter sido pouco sociável na ocasião. © loics2

  • Meu pai e eu estávamos em um barco pescando no meio de um grupo de golfinhos. Esses animais são espertos demais para morder a isca, mas pescar ao lado deles é estrategicamente importante — eles se alimentam do mesmo peixe pequeno que o guaiuba e o atum, que eram o objetivo de nossa pesca. Em algum momento, todos os cerca de 50-75 golfinhos submergiram por uns 30 segundos. Imediatamente tudo ficou assustadoramente quieto. E então eles começaram a saltar da água praticamente em fileiras perfeitas, organizadas em um espaço do tamanho de um campo de futebol, e com uma sincronização incrível. Depois de alguns pulos eles pararam e foram embora. O que aconteceu? Uma show particular para a gente? © partycentral

  • Eu tinha acabado de sair de uma loja quando vi um corvo tentando ler um livro no banco de um parque. Ele estava bem acomodado no assento e passava as páginas com seu bico. Quando me notou, imediatamente voou para longe, como se eu o tivesse pego em flagrante. Essa história me marcou tanto que tatuei este corvo. © HedonisteEgoiste

  • Uma vez, quando era criança, eu estava caminhando com a babá e começou a chover. Ela me levou para um local coberto, disse para esperar lá e observar. Então ela foi para a rua, levantou os braços formando a letra T, e chuva ficou mais forte. Em seguida ela abaixou os braços e a chuva diminuiu. Tenho certeza de que deve haver alguma explicação lógica para isso, mas por enquanto eu sigo intrigado. © _LulzCakee_

  • A minha bisavó, que é cega, estava acamada. Um dia, me sentei na cama com ela e contei tudo que estava acontecendo do lado de fora da janela. De repente, diante de nós no quarto, um flash de luz saiu da parede, fez um movimento em zigue-zague e desapareceu na parede oposta. Não houve nenhum barulho. Alguns dias depois, aconteceu exatamente a mesma coisa. Essa situação nunca saiu da minha cabeça. © Marikosama

  • Eu tenho um cachorro enorme chamado Monkey, que adora assistir TV comigo no sofá. Um dia, ele não veio e se sentou ao meu lado, mas ficou em pé a uma distância de aproximadamente 1 metro do sofá, olhando para ele com um olhar de horror. Eu imediatamente me levantei, pensando que o Monkey deveria estar com medo de uma cobra ou algo assim dentro do sofá. Peguei um martelo, me vesti toda para me proteger de picadas e revirei tudo ao redor. Acabei não encontrando nada, e o Monkey continuava assustado, nem sequer chegava perto para pegar os petiscos que eu oferecia. Isso continuou por 3 dias, e só depois que ele foi voltando aos poucos a sentar do meu lado no sofá. Que será que ele viu lá? © Angelic-Bitch

  • Certa vez me perdi explorando o interior e acabei indo parar em uma estrada esburacada. Segui nela por cerca de 40 minutos, passando por colinas e áreas de floresta, até encontrar uma placa grande bloqueando o caminho com a inscrição: “Estrada fechada!”. Então tive que percorrer todo o percurso de volta. O lugar nunca saiu da minha cabeça. Qual o sentido daquela placa? Risco biológico? Projeto governamental secreto? Inundação? Tentei voltar lá e explorar o local a pé, mas nunca mais consegui encontrá-lo. © SkyGuardianOfTheSky

  • Eu tinha 12 anos. Um dia, cheguei em casa da escola e comecei a lavar as mãos. Meu gato, Tomas, estava próximo a mim, e me olhava de um jeito estranho — atento, sem piscar e sem se mexer. Na hora fiquei até desconfortável. Tentei chamá-lo, mas ele não reagia. De repente, a tábua de passar ferro começou a balançar e tudo que estava em cima dela caiu, mas o gato ainda continuava lá sentado me observando. No momento, tive certeza de que ele tinha causado aquilo. Então o peguei no colo e borrifei um pouco de água nele, e só depois disso ele voltou ao normal. A propósito, o Tomas continua morando com a gente hoje em dia. © Alexandr28reg

  • Eu trabalhava em uma biblioteca pública. Certo dia, um cara me deu sua carteira de leitor, eu a digitalizei e fui devolvê-la para ele. E no momento em que nossas mãos estavam a cerca de 30 cm uma da outra a carteira caiu e desapareceu. Nós a procuramos em todos os lugares ao redor, mas ela simplesmente havia sumido. Isso me intriga até hoje. © JeremyDHernandez

  • Durante minha infância eu morei em uma fazenda. Um dia, do nada, apareceu um pavão por lá. Ele acabou ficando e se alimentava de ração de gato. Fora isso, passou a primeira semana inteira, literalmente, gritando. E então, do nada também, surgiu um pavão fêmea. O casal teve filhos e morou com a gente ainda por 8 anos. Depois disso todos eles desapareceram para sempre. Nem mesmo os vizinhos têm ideia de onde eles vieram ou para onde possam ter ido. © friesandburritos

  • Eu estava viajando pela Itália, e um dia duas mulheres americanas vieram até mim. Elas começaram a me perguntar sobre minha viagem e repetiam que não podiam acreditar que estavam me encontrando justamente em Roma. De início pensei que era uma brincadeira, mas me perguntaram coisas que só as pessoas mais próximas poderiam saber. Até hoje continuo sem entender nada do que aconteceu e quem eram elas. © schnit123

  • Minha mãe faleceu há cerca de 10 anos. Durante seu funeral, recebemos um lindo buquê de flores com um cartão da banda Red Hot Chili Peppers, que dizia: “Ficamos chateados ao saber da morte de Renata”. Sou de uma família pobre do interior, impossível que ela conhecesse esses caras pessoalmente. Será que eles enviam isso para pessoas aleatórias? © iualumni12

  • Eu e meu noivo passamos o dia inteiro fora. Quando chegamos em casa, percebi que havia uma foto de uma mulher em cima do aparador. Só que a casa estava toda trancada. No verso estava escrito o nome “Brandi”. Nós nunca a tínhamos visto e não conhecemos ninguém com esse nome. No fim, colocamos a foto em um porta-retratos, e ela agora é parte da nossa família. Esta é a foto. © sunshinepupperz

  • Eu estava em um bar conversando com algum cara que tinha conhecido por lá mesmo. Uma mulher então se juntou a nós, e no meio da conversa ela, de repente, colocou a mão na cabeça do nosso companheiro e disse: “Você é de Brownsville”. Não me lembro exatamente do nome do lugar, mas era perto dessa cidade e lá moram cerca de 500 pessoas. O cara ficou chocado — ele era realmente de lá. Ela explicou que, às vezes, de repente tem flashes com informações sobre as pessoas com quem está conversando, mesmo que nunca as tenha visto antes. © 1Doctore

  • Um dia, meu namorado chegou em casa do trabalho e eu acabei acordando. Ele entrou no quarto, disse “Oi” e saiu para a sala. Depois de um tempo, me levantei para convencê-lo a ir dormir, mas simplesmente não consegui encontrá-lo em lugar nenhum. Decidi então telefonar e ele me disse que tinha avisado mais cedo que iria ficar preso no trabalho por mais tempo e não voltaria para casa naquele dia. © Innocuous_Small_Talk

  • Uma vez, quando era adolescente, acordei em cima da geladeira. Eu estava dormindo todo encurvado, como se fosse um gato. Não havia ninguém em casa que pudesse ter me colocado lá, assim como também não havia nada por perto que pudesse ter me ajudado a subir lá. Além disso, acho que nunca fiz nada sonâmbulo — nem antes, nem depois disso. © MrKittySavesTheWorld

  • Eu tenho 3 filhos com nomes, digamos, pouco comuns. O mais velho, Rylan, tinha 9 anos na época. Um dia, eu estava em casa e, perto de mim, as crianças estavam sentadas no sofá, quando meu celular começou a tocar. Naquele tempo não se usava muito o celular como hoje, e eu preferia o telefone fixo. “Alô!” — eu falei. E ouvi a voz de um menino: “Oi mãe!” Eu olhei na hora para meus filhos, e todos estavam exatamente como antes no sofá. “Mãe, sou eu, o Rylan!” — ele disse. “Como assim, Rylan?” — e eu já estava olhando em choque para meu filho, que não estava entendendo nada. “Mãe, pare de brincar!” — naquele momento a ligação ficou um pouco ruim, como se ele tampasse o microfone do celular, e então outra voz disse: “Não, ainda não está na hora”. Tentei ligar de volta para o número, mas só dava fora de área. © CayCay84

  • Alguns anos atrás eu recebi uma fatura de 1.500 reais. Quando fui pagá-la, descobri que ela, na verdade, já estava quitada. Perguntei a todo mundo que conhecia, e ninguém admitiu ter pago o boleto. Acho que nunca vou descobrir quem foi o coração bondoso. © Imtheman1388

  • Um dia comprei dois ratos domésticos. Eu os coloquei em uma gaiola que tinha espaços muito pequenos entre as grades (aproximadamente como na foto). E eu tinha certeza de que nenhum conseguiria escapar por eles, nem o menor ou mais ágil de todos. Imagine minha surpresa quando entrei no quarto e vi que um deles estava em cima da gaiola, e ainda olhando para mim com um olhar de vitória, quase como se fosse o Batman. As portas da gaiola estavam fechadas. Eu realmente não consigo pensar em nenhuma explicação que não seja teletransporte. Eu dei a ele o nome de Houdini. © Morbles13

  • Eu estava passeando por Vancouver (no Canadá) quando vi uma garota completamente nua vindo na rua em minha direção. Ela estava andando como se nada estivesse fora do normal, e as pessoas ao redor não davam a mínima para o que estava acontecendo. Naquela rua é até normal encontrar pessoas com gostos e aparências diferentes, mas não consigo explicar a completa falta de reação das pessoas à mulher andando pelada. © endlesswander

Você também tem uma história de algo que simplesmente não consegue explicar? Compartilhe com a gente na seção de comentários.

7-35
38k