Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

20+ Provas de qualquer pessoa pode se tornar um super-herói (nem que seja apenas para uma pessoa)

No mundo de hoje, as pessoas estão tão acostumadas a fazer tudo sozinhas que uma simples demonstração de carinho pode parecer um comportamento “estranho”. Mas a verdade é que é muito prazeroso poder ajudar alguém a quem se ama nos momentos difíceis ou fazer um mínimo gesto, que colocará um sorriso no rosto do outro.

Nós, do Incrível.club, temos certeza de que cada um dos nossos leitores tem bondade o suficiente para presentear não só familiares e amigos próximos, mas também vizinhos, colegas de trabalho ou até desconhecidos. Por isso, preparamos uma seleção para você com histórias inspiradoras sobre demonstração de afeto, que foram compartilhadas por diversos usuários. Acompanhe!

  • Meus amigos sempre me agradam de alguma forma. Recentemente entrei de férias e, durante minha ausência, minha vizinha aceitou cuidar dos gatos e flores que tenho em casa. Quando cheguei à noite, ela ainda havia preparado um jantar. Agora é a vez dela de tirar férias. © Мила Полякова / Facebook

  • Observei a seguinte cena no mercado: uma senhora passava leite, pão e alguns biscoitos no caixa. O total da compra deu mais do que ela tinha. Sem saber o que fazer, começou a decidir o que poderia ser cancelado. E, então, uma mulher na fila gritou: “Deixe disso!”, pegou uma parte das compras da senhora e disse que passaria os itens por conta dela. Após pagar, entregou as compras para a mulher mais velha, que começou a chorar dizendo estar muito agradecida. © Maroo / AdMe

  • Era inverno e eu estava fora da cidade. Estava preocupada com minhas plantas, pois havia esquecido de protegê-las do frio antes de sair. Assim que cheguei e abri a porta de casa, parecia uma igreja: várias velas por todos os lados. O nosso vizinho, que tinha nossa chave em caso de emergências, havia cuidado delas. Quase chorei por tanta gentileza. © Vida Vegienė / Facebook

  • Acho que a maior demonstração de cuidado que vi foi quando estava na casa de uma amiga. Ela mora com o namorado há sete anos, desde a época da escola. Fomos visitá-los por alguns dias e, após passearmos bastante, chegamos em casa e sentamos para assistir à TV. Eu e meu marido sentamos no sofá; eles, no chão. E, então, o namorado começou a massagear os pés dela, cada dedinho. Ela não pediu, ele não ofereceu. Foi tão natural, tão caseiro, tão lindo. © “Подслушано” / Vk

  • Ontem à noite eu conversava com um amigo na entrada do nosso prédio. Notei que uma pessoa de capuz se aproximou de um dos carros no estacionamento e, com uma chave de fenda na mão, se abaixou e começou a mexer em alguma coisa. Achei estranho e me aproximei para ver quem era e o que aquela pessoa estava fazendo. O homem se virou e, para minha surpresa, era o meu vizinho do andar de baixo, que estava consertando o pneu do próprio carro após achar tempo livre do trabalho, dos três filhos e da mulher. Ele ainda me agradeceu por me preocupar com os veículos dos moradores. © Alvion / Pikabu

  • Neste inverno vi uma garota levar um escorregão na calçada, após o qual não conseguiu mais levantar. Parecia ter deslocado alguma coisa. Todos os pertences dela (bolsa, carteira, dinheiro, iPhone, fones de ouvido) se espalharam por todos os lados. Umas cinco pessoas foram acudi-la imediatamente, e outras pegaram as coisas jogadas pelo chão. Depois a levaram para casa carregada nos braços. Eu fui atrás, levando alguns dos pertences. Por sorte, não perdemos nenhuma moeda. © Eldana Bakirova / Facebook

  • Era inverno, e nosso carro escorregou na estrada e rodopiou. Por sorte, o veículo que vinha na nossa direção conseguiu frear a tempo, mas atolamos em uma montanha de neve perto do meio-fio. Saíram quatro rapazes do automóvel e vieram na nossa direção. Não vou mentir, ficamos com um pouco de medo. Mas eles apenas nos ajudaram a tirar o carro da neve e o colocaram de volta na estrada. Agradecemos imensamente, e eles foram embora. © Алия Алиева / Facebook

“Amo demais”

  • Em 1982, eu era uma garota ainda muito inocente, inexperiente, que não tinha casa fixa e quase nenhum dinheiro. Decidi pedir carona para ir a uma cidade próxima tentar encontrar emprego. Um senhor parou o carro, perguntou o que eu precisava e para onde ia. Depois disse: “Você precisa ir para a cidade grande, onde há oportunidades de conseguir um emprego melhor e onde poderão oferecer acomodação e os documentos necessários”. Aquilo soou muito estranho para mim, pois nunca havia sequer visitado uma cidade grande. Ele, então, largou os compromissos que tinha e me levou até uma fábrica, onde fui recebida por duas funcionárias que, mais tarde, acabaram me contratando. Esse homem desconhecido basicamente resolveu o meu destino. Lembro dele com muita gratidão. © Ирина Жилина / Facebook

  • Minha licença-maternidade acabou e recentemente e voltei ao trabalho. Meu marido resolveu tirar férias para ficar em casa com as crianças. E, só então, me dei conta de como isso é ótimo: chego em casa e as crianças já tomaram banho, já comeram, já passearam; a comida já foi preparada e está me esperando na mesa; o apartamento já foi arrumado e até a caixa de areia do gato já foi limpa. Depois de jantar — sentada, tranquila, em paz — ainda vou jogar videogame e meu marido diz: “Crianças, não atrapalhem a mamãe, ela está cansada do trabalho”. © Elemmire / Pikabu

  • Meu vizinho (um senhor) tem o costume de andar pela nossa rua tarde da noite com uma lanterna. Sempre que vê quando alguém esqueceu de fechar a janela do carro, não desligou a luz da garagem ou coisas do tipo, ele bate na porta da pessoa e avisa. Não faz por maldade, mas sempre com boas intenções. O homem já ajudou muitos vizinhos. © Olga Sumelong-Rataeva / Facebook

  • Vi um senhor de uns 60 anos decidindo o que comprar em uma joalheria. Ele estava em dúvida de qual brinco levar e perguntou a minha opinião:
    — O que acha melhor: este ou este? Ela fará 38 anos amanhã.
    Respondi honestamente, e ele continuou:
    — Estou comprando para a minha filha. A mais velha. O marido nunca dá nada para ela, então sobra para mim.
    Pude ver em cada ruga no rosto daquele homem como ele amava a filha e tinha carinho por ela. As mãos de um pai seguram as mãozinhas macias do bebê, depois da adolescente e, então, de uma mulher de 38 anos. Ela nunca deixará de ser a filha dele. Como isso é lindo! © Подслушано / Ideer

  • Na nossa varanda, podíamos ver um ninho de pássaros. Depois de certo tempo, dois filhotinhos nasceram. Quanto mais velhos foram ficando, mais tempo os pais passavam fora do ninho. Parece que é algo normal para eles. Certa vez houve uma forte tempestade na nossa área, e os filhotes estavam sozinhos. O ninho estava encharcado. Foi então que minha filha pegou um guarda-chuva e ficou ao lado deles, os protegendo, até a chuva passar. © Silverchiffa / AdMe

  • Eu e minha amiga voltávamos para casa à noite quando fomos abordadas por uns rapazes dentro de um carro. Primeiro, nos ofereceram carona. Depois, um rapaz saiu do veículo, pegou minha amiga pelo braço e começou a puxá-la. Pedimos para pararem, mas não havia ninguém na rua, e eu não sabia o que fazer. Logo, por sorte, parou um outro veículo: um homem bem grande saiu e perguntou se precisávamos de ajuda. Ele, então, se aproximou dos rapazes, discutiu alguma coisa com eles e, por fim, soltaram minha amiga. Nós entramos no carro desse homem, onde estava também um amigo dele. Ainda estávamos com muito medo, mas eles foram gentis e nos levaram até em casa, dizendo para não andarmos mais sozinhas à noite. © Татьяна Глущенко / AdMe

  • Certa vez, em um posto de gasolina, tranquei o carro com as chaves dentro. Estava muito frio e eu havia saído apenas com uma camiseta. O posto era uma pequena cabine, então não havia onde me aquecer. Um rapaz, então, se aproximou e perguntou se eu precisava de ajuda. Respondi que minha avó viria me ajudar, mas chegaria só em uma hora e eu estava morrendo de frio. Ao ouvir isso, ele tirou o suéter que estava usando e me ofereceu para eu não congelar. Esse casaco virou um dos meus preferidos e sempre me lembra dessa situação aleatória de quando me ofereceram ajuda gratuita. © jogndq / Reddit

  • Em um dia muito quente de verão, estava em um ônibus lotado com apenas algumas poucas janelas abertas. Havia um rapaz à minha frente, que parecia estar flertando comigo. De repente, a música no meu fone de ouvido ficou mais baixa, e o barulho ao redor também. Levantei os olhos e a última coisa de que lembro foi ver o olhar de desespero no rosto desse rapaz. Tudo ficou preto, eu desmaiei. Os minutos seguintes sumiram da minha memória, pois lembro apenas de acordar sentada com diversas pessoas à minha volta. Trouxeram água, acharam um leque e fizeram questão de me colocar em um táxi. Nossa, como as pessoas podem ser legais, viu? © Alivedika / Pikabu

  • Enquanto eu conversava com minha prima, lembramos de uma situação engraçada. Um ano atrás, a família dela passava por dificuldades financeiras: o marido havia adoecido e, por isso, precisaram gastar mais com o tratamento. Quando voltavam de uma das consultas, pararam para nos visitar. Minha mãe encontrou o momento mais oportuno e entregou um bolo de dinheiro para a minha prima, dizendo: “Só não diga nada para o meu marido”. Meu pai é uma ótima pessoa, mas é o tipo de homem tradicional e econômico: sempre pensa bem antes de gastar. O mais surpreendente, no entanto, foi o que aconteceu depois. No dia seguinte, meu pai os levou até a estação e, antes de saírem, entregou um envelope com dinheiro, dizendo: “Só não diga nada para minha esposa”. © Kronblok / Pikabu

  • Tenho aula de ioga às 6h30 da manhã algumas vezes na semana, por isso preciso acordar por volta das 5h. Meu marido acorda mais tarde, por volta das 9h. Hoje, porém, não acordei com o barulho do meu despertador, mas sim com o do meu marido. Perguntei: “Ué, por que está acordando tão cedo?” Ele: “Vamos, arrume-se. Vou te levar hoje a aula de ioga”. Aquilo foi tão surpreendente para mim, pois sei que ele tem uma tremenda dificuldade para acordar cedo. Foi essa atitude que abriu os meus olhos para o fato de que meu marido fará por mim tudo o que estiver ao alcance dele. Meu amor transborda. © “Подслушано” / Vk

  • Moro em um alojamento estudantil. Das nove bocas de fogão que temos na cozinha, apenas duas funcionam. Hoje de manhã, a melhor estava ocupada, então pus minha panela na outra. Quando voltei para ver a comida, notei que minha panela havia sido transferida para a melhor boca (pois já havia sido liberada). É algo tão pequeno, mas que fez a diferença. © “Подслушано” / Vk

  • Em dezembro de 1989, fiz uma viagem para outra cidade a trabalho. Era tarde, e eu esperava meu trem na estação, pensando onde poderia tirar uma soneca. Uma garota passou ao meu lado e perguntou: “Não tem lugar para passar a noite? Me espere aqui que eu já volto e levarei você para dormir na minha casa”. Não havia muita escolha e meu trem sairia só pela manhã. Esperei. Deixei minhas malas no guarda-volumes com a seguinte mensagem: “Se algo acontecer comigo, esta mensagem será encontrada daqui a três dias”. Bom, fui para a casa da garota. Durante o caminho, ela pediu para dizer aos familiares dela que eu era uma amiga do trabalho. Quando chegamos, um jantar lindo nos esperava, assim como um banho quente e pessoas muito simpáticas. Sem contar a cama arrumada e quentinha que me ofereceram. De manhã, o marido dessa garota me levou de carro até a estação e fiquei apenas com excelentes lembranças deles. Certamente vamos manter contato. © Надежда Чернак / AdMe

Há pessoas na sua vida a quem você agradece por se preocupar com você e lhe dar apoio? Queremos saber mais sobre elas e, também, que centenas de leitores conheçam os seus super-heróis!

Imagem de capa Alivedika / Pikabu