20+ Histórias que provam como o nosso mundo é realmente pequeno

Recentemente um internauta compartilhou no Twitter um estranho diálogo entre ele e um motorista de táxi. Depois de saber que o passageiro era de Dublin, o motorista perguntou se ele conhecia um tal de Sean Corcoran. Acontece que o internauta, de fato, conhecia essa pessoa.

Esse tuíte causou uma reação em cadeia e outros internautas começaram a compartilhar histórias semelhantes. E nós, do Incrível.club, selecionamos as melhores para compartilhar com você. Mostraremos que nosso mundo é realmente pequeno. Confira!

  • Eu morava em Birmingham e vim trabalhar em Boston. Lá, conheci um cara da Irlanda. Mais tarde, ele foi para a Austrália para trabalhar em minas. No primeiro dia de trabalho, perguntou ao contramestre: “Você não é de Birmingham? Você fala exatamente como meu colega” — e disse meu nome. O contramestre exclamou: “Não pode ser! Estudei com ele!” © Richardledwidge / Twitter
  • Uma vez, estava conversando com um australiano e, por bobeira, resolvi perguntar se ele conhecia um tal de Tony King. Meu pai. O cara riu no começo, mas descobri que eles se conheciam. Acontece que eles moravam na mesma área em Sydney. © Sue77123842 / Twitter
  • Eu estava de férias nos Estados Unidos e entrei em uma loja. Quando a dona descobriu de onde eu era, exclamou alegremente: “Oh meu Deus, você é da Escócia? Uma das minhas funcionárias também é de lá. Você provavelmente a conhece. Espere, vou chamá-la.” Revirei os olhos e pensei: “Sim, claro...” Mas meu rosto mudou instantaneamente quando vi a moça. Eu realmente a conhecia. © lizwatson67 / Twitter
  • Estava morando a 400 Km de distância da casa dos meus pais. Vivia em outra cidade para fazer faculdade. Então, um homem me parou no shopping para perguntar se eu era parente de uma pessoa com quem ele tinha trabalhado. Era meu pai. Ele disse que fazia tanto tempo que não via papai que nem sabia que ele tinha filhos. © Age_of_Greed / Twitter
  • Nos anos 70, fiz um curso de língua russa em São Petersburgo. Um dia, quando cheguei no meu dormitório, uma mulher estava sentada na cama extra que havia no quarto. Começamos a nos conhecer e, durante a conversa, descobrimos que, nos anos 30, ela tinha ido morar na Inglaterra ainda criança. E quando ela era adolescente, tinha trabalhado no café da minha tia. © gorlestongirl / Twitter
  • Eu estava no rio Nilo fazendo um passeio em um pequeno barco de turismo com meu marido. Um outro casal entrou. Era a ex-mulher dele e seu novo marido que estavam em lua de mel. © KatrinaMary9 / Twitter
  • Meu avô morou por 30 anos na Inglaterra e, após criar os filhos, decidiu voltar para Dublin. Quando ele saiu da balsa e entrou em um táxi, o motorista que o pegou disse: “Você esteve fora por um tempo...” © ArranPaulPotts / Twitter
  • Na minha primeira noite em um campo de petróleo em Angola, me sentei para jantar em uma mesa com oito pessoas. O cara que estava na minha frente e tinha sotaque de Dublin perguntou de onde eu era.
    — Derry.
    — Que parte?
    — Waterside.
    Ele não desistiu e repetiu mais três vezes: “De que parte?” Até que falei o nome da minha rua
    — Qual número?
    — 4
    — Conhecia bem o seu pai, Eddie. © gerardMcMenamin / Twitter
  • Estava no ônibus em uma cidade na Espanha. Tinha um casal sentado ao meu lado e parecia que já os tinha visto em algum lugar. Perguntei:
    — Não nos conhecemos?
    — Não.
    Depois de um momento, o cara lembrou:
    — Ah sim! Em 1981, estávamos em um show de Bruce Springsteen no Estádio de Wembley. Você estava sentada na nossa frente. © BevCool / Twitter
  • Quando eu tinha 20 anos, fui esquiar na Suíça. Conversei com uma senhora aposentada do meu grupo que também era da Inglaterra. Acontece que ela foi minha parteira. Quando digo “minha parteira”, não me refiro à mulher que ajudou a dar à luz aos meus filhos, mas à mulher que me ajudou a vir ao mundo! © cheltenhammum / Twitter
  • Em meados dos anos 80, trabalhava em um refeitório. Um senhorzinho muito velho me perguntou uma vez de onde eu era em Glasgow. Contei e ele me disse: “Conheci apenas uma pessoa de lá”. Sim, era o meu pai. © Fitzi1968 / Twitter
  • Meu pai morava no Reino Unido e, certa vez, foi de férias para a África do Sul. Em um dos dias da viagem ele foi à Table Mountain, na Cidade do Cabo. Quando chegou no topo, ouviu alguém chamando seu nome. Eram seus vizinhos. © stephenoldham / Twitter
  • Uma vez, conheci um cara da Hungria em um parque em Londres enquanto nossos filhos jogavam futebol juntos. O cara me contou um pouco sobre sua vida e descobri que, quando ele era adolescente, fez um intercâmbio e estudou na Alemanha. A escola dele ficava bem em frente à casa onde eu morava na época. © ElbaDragon / Twitter
  • Há 30 anos, meu marido e eu estávamos de férias na Tunísia e outra turista perguntou a ele: “Com licença, você não era gerente de uma loja de roupas em Stanley 20 anos atrás?” Quando meu marido respondeu “Sim”, ela continuou: “Você me vendeu meu primeiro terno de três peças.” Como se costuma dizer, o mundo é pequeno! © socialist1959 / Twitter
  • Meu pai conheceu um cara no meio do deserto do Saara. O cara não falava inglês, papai não falava francês, então encontraram o latim como língua em comum. Depois de uma hora, eles descobriram que eram da mesma cidade. © grimmrad / Twitter
  • Tenho um bom amigo na internet e sempre sonhei em conhecê-lo pessoalmente, mas nunca conseguimos porque morávamos em cidades diferentes. Uma vez, eu estava de férias em Paris e estava esperando o trem para ir embora, quando, de repente, vi esse amigo. Ele estava na mesma plataforma e esperando o mesmo trem. © porreeundlauch / Twitter
  • Viajei por uma semana a Barcelona. Entrei em um bar qualquer na Praça da Catalunha e encontrei um grupo de rapazes de Limerick. Comecei a conversar com um deles e, após um tempo de conversa, o sujeito disse: “Você provavelmente me reconheceria se eu estivesse usando uma máscara.” Era meu dentista. © OrlaClancy / Twitter
  • Em 1971, meu pai recebeu uma oferta de emprego nos Estados Unidos. Quando meu irmão de 5 anos foi para uma escola, papai descobriu que sua professora de lá seria a mesma da nossa antiga escola de inglês, que tinha saído no final do semestre anterior. Meu irmão ficou extremamente feliz. © Pope_Urbane / Twitter
  • Fizemos um cruzeiro em família bem distante da nossa casa. A bordo do navio, minha mãe notou uma família conhecida. Foi assim que conheci meus parentes de segundo grau por parte de pai. Naquela época, meus pais já estavam divorciados há 10 anos. © TrueLoveEdits / Twitter
  • Costumo encontrar a mesma garota no trem frequentemente. Ela tem um problema e anda mancando, então sempre costumo deixá-la subir na escada rolante na minha frente. Meu marido e eu viajamos para Antália, na Turquia. Quando estava perto de uma escada rolante, vi a mesma menina. Automaticamente deixei ela passar na minha frente. E só depois me dei conta de onde estava e do que tinha feito. © Utiniyshepot / Pikabu
  • Certa vez, duas mulheres em um pub me perguntaram se eu conhecia alguém com quem elas haviam estudado, porque eu me parecia com essa pessoa. Como se parecer com alguém fosse sinal de familiaridade. Infelizmente, eu conhecia. © AngeMcStokes / Twitter
  • Meu amigo estava em uma festa em Londres na noite anterior à sua ida para os Estados Unidos. “Se você encontrar minha irmã, Sian, diga olá para ela”, foi o pedido de um cara que ele conheceu na festa. Apenas cinco dias depois, na Estátua da Liberdade, meu amigo ouviu uma turista falando em galês. “Por acaso você é a Sian?” Sim, era ela. © Fuddswift / Twitter

Você já passou por situações semelhantes? Conte seu relato para a gente na seção de comentários.

Compartilhar este artigo