Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

16 Modas controversas dos anos 2000 que definitivamente foram longe demais

Analisando as tendências dos anos 2000, apenas uma expressão vem à mente: “compreensão e perdão”. A moda daquela época era uma verdadeira bagunça de estilos e tribos sem nenhum nexo. Mesmo assim, muitos ainda lembram desse tempo com um carinho especial, até porque marcou a adolescência de uma geração inteira deixando saudade e uma pitada de vergonha alheia.

Incrível.club, mais uma vez, decidiu se entregar à nostalgia e recordou as modinhas que costumavam enlouquecer as pessoas, que até hoje ainda se perguntam como se permitiram a isso!

1. Calcinha à mostra

As polêmicas calcinhas à mostra, que chamam bastante atenção para o bumbum, popularizaram-se graças a Gucci, Jean Paul Gaultier e Christian Dior. Essas marcas de grife lançaram coleções de lingerie justamente para serem expostas, cuja moda foi amplamente adotada por muitas celebridades mundiais como Christina Aguilera, Paris Hilton e outras.

As calcinhas decoradas com pedras, strass, flores e borboletas eram consideradas chiques, principalmente entre as fashionistas.

2. Calça saruel

Surpreendentemente, na década de 2000, essas calças eram populares entre garotas e garotos. Elas eram usadas ​​não apenas com blusinhas e camisetas, mas também com blusões, jaquetas de couro e até mesmo saltos. Poucas pessoas sabiam que o estilo dessas calças nasceu nos bairros de baixa renda nos Estados Unidos, onde o crime florescia e era muito conveniente esconder “armas” entre o tecido solto.

3. Piercing no umbigo

Na década de 1990, esse tipo de piercing se tornou muito popular graças às top models Christy Turlington e Naomi Campbell, que o exibiam em toda a sua glória. Já nos anos 2000, essa tendência foi adotada por outras celebridades, como Paris Hilton e Britney Spears.

A facilidade de esconder o piercing sob a roupa também influenciou seu uso generalizado, especialmente entre jovens de 12 a 15 anos. Muitos pais nem sabiam que suas filhas tinham os umbigos perfurados.

4. Bota peluda

Esses calçados estavam presentes no guarda-roupa de todas as fashionistas da época. Essas botas eram usadas com jeans, saias, vestidos e, às vezes, até com shorts. Tal estilo foi “roubado” das botas de cano alto feitas de lã e pele de animal, usadas por habitantes do Extremo Norte do Planeta.

5. Tatuagem na lombar

As tatuagens na região lombar se tornaram uma das formas mais populares de enfatizar a personalidade, embora a atitude em relação às tatuagens nessa parte do corpo fosse um tanto tendenciosa no passado. Os temas mais “populares” eram diferentes tipos de escritas, ornamentos, borboletas, flores e estrelas.

6. Película dourada para carro

tuning de veículos estava no auge naquela época, deixando os donos de carros atentos aos últimos lançamentos no mundo automotivo. Os mais ousados ​caíram na tentação de cobrir seus carros com película dourada para ostentar e mostrar originalidade.

7. Símbolos chamativos nas redes sociais

Os nicks e perfis das redes sociais, como MSN, Orkut e blogs, estavam carregados de símbolos e caracteres diferentes. Quanto mais extravagante eram essas informações, maior era o status do perfil. Por isso, todos esses tipos de símbolos eram itens indispensáveis ​​da época, que inclusive expressavam a personalidade das pessoas na web.

8. Saia ou vestido por cima das calças

Essa combinação bizarra de calças e saias era muito popular, especialmente entre as celebridades, que desfilavam com orgulho ao longo do tapete vermelho, esbanjando “bom gosto”.

9. Calça jeans cós baixo

Essa peça pode ser considerada um cartão de visita dos anos 2000. O jeans de cintura baixa virou tendência graças ao estilista Alexander McQueen, que disse: “Eu queria alongar o corpo, não só mostrando o bumbum, mas também a parte debaixo das costas. Essa é a parte mais erótica do corpo, tanto de homens como de mulheres”.

Quem não concordava com esse célebre estilista eram os pais e avós, que viviam criticando o modelo das calças “caídas”.

10. Chapéu de animais

Esses chapéus eram bastante populares na década de 2000, especialmente os de lobinhos e ursinhos. O visual incomum alegrava não só quem o vestia, mas também a galera que estava em volta. As orelhas compridas serviam também como cachecol e luvas, e a toca em si parecia uma pele de animal jogada sobre a pessoa.

11. Capas de pele para carro

Quem tinha carro amava “decorar” o interior de seus automóveis com esses acessórios, principalmente o volante e os assentos. Além disso, as capas podiam ser absolutamente de qualquer cor, do preto ao rosa.

12. Scrunchie de veludo para cabelo

Os scrunchies (elástico de cabelo revestido em tecido) tornaram-se um acessório básico nas décadas de 1990 e 2000. Essas xuxinhas eram usadas ​​por todos, tanto fashionistas quanto crianças e senhoras.

Mas sua reputação foi gravemente prejudicada depois do episódio da famosa série Sex and the City (mais exatamente no 4º episódio da 6ª temporada), em que Carrie Bradshaw chamou esses elásticos de veludo de provincianos, alegando que um nova-iorquino com bom senso de estilo jamais deveria usá-los.

13. Festa em limusine

Comemorar aniversários, formaturas universitárias e despedidas de solteiro em uma limusine era considerado chique demais. As locadoras desses veículos fizeram um grande sucesso na época, pois as pessoas usavam seus serviços em todos os lugares. Hoje, esse tipo de entretenimento ainda é procurado, mas não tanto quanto nos anos 2000.

14. Sobrancelha finíssima

No início da década de 2000, sobrancelhas muito finas estavam muito na moda. As jovens com estilo usavam as pinças sem piedade para atender aos padrões de beleza da época. Muitas suspiraram de alívio e finalmente pararam de se torturar com esse procedimento desagradável, depois que entrou na moda as sobrancelhas mais grossas e naturais.

15. Blush bronze

Era importantíssimo destacar as maçãs do rosto e bochechas o máximo possível no início dos anos 2000. A prioridade era blush com tons marrom-alaranjado e bronze aplicados diretamente nas maçãs do rosto. Segundo a moda da época, essa make deixava o rosto mais expressivo e as bochechas bronzeadas.

16. Piercing na sobrancelha

Nos anos 90, o piercing na sobrancelha virou um tipo de marca distintiva para várias subculturas. Na década de 2000, o adorno já não pertencia unicamente ao visual punk. A intenção era se expressar ao máximo, destacando-se da multidão com um estilo “rebelde”.

E você, vivenciou esse período maluco ou chegou a seguir alguma dessas modas? Comente!