Incrível
Incrível

16 Leitores do Incrível relembram histórias de vizinhos totalmente sem noção

Fazer amizade com vizinhos pode ser uma ótima ideia. Afinal, eles seguram a porta do elevador para entrarmos a tempo, fazem companhia em momentos difíceis e emprestam ingredientes quando não temos tempo de ir às compras. Mas quando as pessoas que moram perto têm uma personalidade forte, é melhor “sair de baixo” — literalmente.

A seguir, o Incrível.club reuniu histórias de nossos leitores sobre vizinhos que são capazes de enlouquecer o prédio todo. No final, você provavelmente vai agradecer pela sua vizinhança. Confira!

  • Eu morava em uma casa maravilhosa com jardim. Só tinha um casal de vizinhos. Eles saíam de manhã e só voltavam à noite. Só que os dois cachorros deles ficavam em casa no jardim, latindo 24 horas sem parar. Tive de me mudar porque não dormia mais. Regina Claudia Dutra / Facebook
  • Tive vizinhos no andar de cima que arrastavam móveis pela casa TODO SANTO DIA, O DIA TODO. E o vizinho ao lado gritava o dia inteiro com o cachorro. Eu tinha de fechar o apartamento todo, porque minha filha na época era bebê. Ludimila Ortiz / Facebook
  • Meu pai plantou uma árvore na frente de casa. Chamou um agrônomo quando ela ficou doente, cuidou. Minha mãe gasta dinheiro com podas frequentes, mas a sombra nunca é nossa! Todos os vizinhos param ali, até os clientes do salão de cabeleireiro da esquina param ali. Uma funcionária chega às 7h e só sai às 18h e fica ali... e nós não temos vaga nem para o nosso carro. O nosso fica lá em cima, no sol! Alessandra Menezes / Facebook
  • Quando era solteira, eu morava com minha mãe e dois irmãos em uma pequena casa nos fundos do quintal da minha tia. Eu sou apaixonada por jabuticabeira e plantei uma em frente à nossa pequena varanda. Mais ou menos um ano depois, minha tia emprestou a casa para a sua filha, que havia se separado... uns dias depois ela voltou com o ex-marido e o levou para lá. Acreditem: a primeira coisa que ele fez foi se sentir o dono do quintal e arrancar a minha jabuticabeira, que já era uma pequena árvore de 1 metro aproximadamente... Solange Costa / Facebook
  • Pior é a minha, que além de ser vizinha, é ainda avó do meu filho mais velho. Ela costuma varrer a calçada e deixar o lixo amontoado na divisa entre a casa dela e a minha. O pior é que após amontoar o lixo, ela sempre resolve soltar uma água na calçada fazendo com que escorra e leve todo o lixo para a frente da minha casa. O que é tão sem cabimento é que ela sempre me vê varrendo e juntando. Luciane Samara / Facebook
  • Meu vizinho plantou duas árvores na calçada em frente às nossas casas, do outro lado da rua. Como não tinha casa nem comércio em frente, apenas o muro de um jardim público, todos cuidaram delas, até que cresceram e se tornaram lindas árvores adultas, que forneciam sobra e embelezavam a rua. Um certo dia, esse vizinho vendeu a casa e antes de se mudar, foi lá e cortou as duas árvores. Eu estava fora de casa e, quando cheguei, fiquei tão chocada que nem quis conversar com ele. Mas me contaram que quando perguntaram por que ele fez aquilo e ele apenas respondeu: “Elas eram minhas, fui eu que plantei!” Até hoje não me conformo. Hilma Becker / Facebook
  • Apesar de nossas casas serem isoladas com 3 metros de distância, minha vizinha não permite que conversemos no deck da minha piscina após as 20h, mesmo nos finais de semana, quando minhas filhas vêm me visitar. Ela reclama até de um “guardanapo” que cai aqui em casa. Me sinto pisando em ovos o tempo inteiro. Ana Cherpinski / Facebook
  • Eu morei em uma casa que infelizmente a dona morava nos fundos. Um belo dia estava na sala assistindo ao jogo da NBA e, como de costume, minha porta estava aberta. Pois bem, a minha vizinha entrou como se fosse normal e ficou falando quase 30 minutos, sendo que eu estava olhando para ela com cara de indignado. Gui Mendonça / Facebook
  • Eu morava no décimo terceiro andar e em frente ao meu apartamento morava uma senhorinha, que tinha medo de elevador. Quando precisava descer, vinha pedir para que eu descesse com ela. Pode? Sonia Maria Manosso / Facebook
  • Uma noite, acordei com um barulho muito alto no prédio, mas muito alto mesmo, parecia uma britadeira no apartamento de cima. Mas era de madrugada e imaginei que fosse algum problema na estrutura do prédio (caixa d’água ou algo assim) e voltei para casa. No dia seguinte, a síndica disse que ninguém ouviu nada. Contrariada, quase aceitei que tinha sido um sonho. Semanas depois, em um sábado à tarde, o barulho voltou. Dessa vez, fui correndo ao apartamento da síndica que já estava me esperando na porta. Subimos e batemos na porta da moça que morava no apartamento logo acima do meu. Era a máquina de lavar roupas dela que estava desnivelada e, no outro dia de madrugada, a bonita estava lavando roupa às 4h da manhã. Pedimos para ela desligar e consertar, mas umas semanas depois ela teimou com a máquina. Eu interfonei e ela ainda se fez de desentendida. Paula Gobato / Facebook
  • Pedi uma pizza por um aplicativo de entregas, mas o entregador errou a casa e a minha vizinha recebeu e comeu a pizza. E ainda disse que estava acostumada a fazer isso. A pizzaria que ficou no prejuízo, pois me mandaram outra. Luana Resende / Facebook
  • Minha mãe tinha uma vizinha muito folgada, que pedia tudo emprestado. Certa vez, minha avó veio nos visitar, então a vizinha bateu na porta e pediu dois ovos “emprestados”, minha avó deu. Depois, ela voltou e pediu duas xícaras de leite. Em seguida, pediu margarina. Quando ela voltou e pediu farinha de trigo, minha avó perguntou o que ela estava fazendo e ela respondeu que era um bolo. Minha avó então disse: “Não é melhor você trazer tudo de volta? Minha filha faz o bolo e você vem pegar”. A vizinha foi embora! Silvia Oazem / Facebook
  • Minha vizinha de frente é muito curiosa e gosta de saber de tudo que acontece na rua. Agora, colocou uma luz com sensor de presença na frente da casa dela. Então, quando uma pessoa passa, a luz acende e ela corre na janela para ver quem é. Ana P. Fortes / Facebook
  • Tive um vizinho que me fez sofrer na época que eu estava construindo minha casa. Um dia, cheguei na obra e tinha um cavalo. Ele estava colocando o bicho para dormir lá dentro. Outra vez, esperando um material para fazer o telhado, cheguei e a varanda estava tomada de tijolos. Achei que tinham entregado o material errado, pois estava esperando telhas. Os tijolos, na verdade, eram do vizinho. Por fim, fiz um muro de 3 metros para separar as nossas casas. Ana Paula Leite Rocha Farias / Facebook
  • Minha antiga vizinha colocava o carro dela atrás do carro do marido na garagem, para não pagar uma vaga extra. O problema é que o carro dela me bloqueava na hora de fazer a manobra para sair e não adiantava reclamar. Sorte que ela acabou se mudando. Deborah Linhares / Facebook
  • Meus pais têm um pé de laranja no fundo do quintal e os galhos passavam para o terreno dos vizinhos. Eles podaram todos os galhos que estavam do lado deles. No ano seguinte, o pé encheu de laranja e eles vieram pedir, mas a minha mãe não deu. Eleni Freitas / Facebook

Depois de ler tantas histórias de pessoas sem noção, a nossa equipe ficou curiosa para saber se você tem uma boa relação com a sua vizinhança. Tem alguma história com vizinhos “enlouquecedores”? Conte para a nossa equipe nos comentários.

Incrível/Gente/16 Leitores do Incrível relembram histórias de vizinhos totalmente sem noção
Compartilhar este artigo