14 Histórias de pessoas que emprestaram dinheiro e se arrependeram muito

Emprestar dinheiro para parentes e amigos é uma cilada que pode custar caro. Não é de hoje que esse hábito estraga relações duradouras pelo simples fato de o devedor não pagar sua dívida por motivos diversos. A lista de desculpas para ficar devendo é enorme, assim como as histórias sobre os empréstimos para conhecidos.

Incrível.club espera que os endividados paguem suas contas em dia e aconselha que você leia as revelações dos credores que não tiveram tanta sorte.

  • Uma vez, emprestei 70 reais a um amigo por alguns dias. Primeiro uma semana, depois duas, e vi que ele não ia me devolver. O cara estava com problemas financeiros e tudo ia de mal a pior. Então ele teve a brilhante ideia de me pedir para vigiar, no lugar dele, um canteiro de obras, onde pagavam 70 reais por turno. Isto é, eu receberia o valor que emprestei pelo serviço que eu mesmo faria. © Neuzheli / Pikabu

  • Um primo me pediu 700 reais porque necessitava muito pagar várias dívidas urgentes antes do Ano Novo. Até aí ok. Ele prometeu devolver o valor todo, nem mais nem menos, em poucos meses. Eu até tinha proposto em apenas lhe dar o dinheiro, afinal somos parentes, mas ele prometeu de pé junto que devolveria. Isso aconteceu em dezembro de 2014. Agora estamos em 2020. Desde aquela época, eu não o vi mais nem ouvi falar dele, ele simplesmente desapareceu. Acabei perdendo um primo por causa de 700 reais. Podia ser pior. © KycokMakca / Pikabu

  • Alguns anos atrás, meu sobrinho me ligou, pedindo um empréstimo de 14 mil reais, alegando que faltava esse valor para fazer um negócio. Isso mesmo depois de ele ter vendido o próprio carro e pegar emprestado de seus país. Então resolvi ajudar, já que tinha umas economias guardadas, mas com a condição de receber de volta no prazo de seis meses. Meio ano se passou e fui cobrar a dívida. Acabei ouvindo como resposta algo que não esperava de jeito nenhum: “Que dinheiro?” Meu sobrinho alegou que não assinamos nenhum contrato. Liguei para os pais dele, mas não adiantou nada, porque eles estavam protegendo o filho. Por fim levei o caso para a justiça, mas o jovem não tinha renda, então não tinha da onde tirar dinheiro. Acabei virando o vilão da família, só porque queria receber meu dinheiro. Foi assim que me livrei de parentes aparentemente bons por 14 mil reais. © IpockerfaceI / Pikabu

Já tinha até esquecido que emprestei dinheiro para um amigo quatro anos atrás. Por incrível que pareça, me devolveu a grana hoje. Acho que ele ficou poupando dez centavos por dia para conseguir me pagar. © Jodin / Pikabu

  • A história aconteceu com o meu irmão. Um conhecido tinha pedido uma grande quantia em dinheiro e meu irmão concordou em dar, tendo como caução o apartamento do cara. Então rolou o seguinte diálogo:
    — Pera lá, você quer pegar meu apartamento?
    — Ué, então você não vai pagar a dívida? © predskazamus / Pikabu

  • Isso aconteceu com a amiga da minha mãe, que vamos chamá-la aqui de Natasha. Em agosto de 1998, a irmã dela lhe pediu um empréstimo de 300 dólares para viajar com sua família. Em setembro do mesmo ano, essa irmã devolveu 360 reais (na época o câmbio do dólar estava a 1,2 real), dizendo que quitou a dívida. Só que a Natasha se opôs ao pagamento em reais, e com toda razão, já que o empréstimo foi em dólar. Mas a irmã insistiu que dava na mesma e que o valor estava correto, sem nenhum centavo a menos. Por fim essa irmã acabou devolvendo o dinheiro em dólar em janeiro de 1999 (quando o câmbio estava a 1,9 real) depois de várias brigas. Até hoje elas não se falam mais. © MikkiLi / Pikabu

  • Um colega me ligou dizendo que me devia dez reais, e que dava má sorte começar o ano novo com dívidas. Por conta disso, me enviou o dinheiro. Em contrapartida, outro colega, que me deve sete mil reais, até hoje não deu as caras. Parece que ele não acredita em maus presságios. © Alax / Pikabu

  • Nos anos 90 emprestei 100 dólares a um amigo, que desapareceu. Depois fiquei sabendo que se mudou para outra cidade. Nos encontramos por acaso alguns anos depois, e ele nem quis conversar comigo direito. Quando lhe perguntei sobre o dinheiro, me disse que eu era mesquinho. Naquela época, os 100 dólares eram o único dinheiro que eu tinha. © MayorskiePogoni / Twitter

  • Uma amiga veio até a minha casa para pegar meu anel de brilhantes emprestado para um evento. Quando ela foi embora, percebi que estava faltando outro anel. Ela me excluiu de todas as redes sociais e mudou de número de celular. Nunca mais a vi, e isso já faz dez anos. © Julia13081986 / Twitter

  • Uma vez, emprestei 15 reais para um velho colega. Naquela época, isso era uma quantia alta para um estudante sem dinheiro algum. Depois disso ele sumiu, apesar de sermos vizinhos. Eu o via de vez em quando, mas esse colega fugia, sem me dar chances de falar. Muitos anos depois o encontrei em um mercado e começamos a conversar. Eu tinha um carro bom e estava bem vestido. Já ele estava procurando emprego numa vaga da empresa onde trabalho como funcionário do setor de RH. Acha que conseguiu o emprego? Sempre é bom pensar nas consequências antes de ser desonesto. © Подслушано / Ideer

  • Um dia desses, um conhecido me telefona pedindo uma quantia alta emprestada por alguns meses. Eu respondo:
    — Tudo bem, te empresto, então vamos nos encontrar amanhã lá no cartório.
    — Por que no cartório?
    — Para oficializar o empréstimo.
    — Mas para quê? Eu vou te devolver.
    — Então não temos com o que nos preocupar. Deixa o cartório por minha conta.
    — Nossa, achei que você fosse meu amigo... © Подслушано / Ideer

  • Emprestei dinheiro a um ex que namorei por pouco mais de um ano e não perguntei o motivo do pedido. Na época, estávamos juntos, mas nos separamos depois de dois meses e ele pagou a dívida. Depois, descobri, por acaso, que usou o dinheiro para alugar um apartamento e que morou lá por dois meses com outra mulher. Logo eles vão se casar. © Подслушано / Ideer

  • Briguei com minha colega de quarto por causa de dinheiro. Emprestei100 reais e, pelo que parece, a lindeza decidiu que não havia necessidade de pagar a dívida. No fim, depois de muitas discussões, ela me pagou, só que me trouxe um saco cheio de moedas. Passei um tempão contando e separando aquelas moedas, enquanto ela ficou me encarando o tempo todo com cara de ódio. © Unknown author / Bash.im

Já emprestou dinheiro para alguém que não devolveu? Conte sua história sobre dívidas no comentário.

Compartilhar este artigo