Incrível
Novo Popular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Vizinhos fazem vaquinha para reformar casa de idosa e de sua filha especial

Esta história de solidariedade começou quando o jovem pernambucano Werison Fidelis postou em suas redes sociais um pedido de ajuda para Dona Maria de Jesus Pereira e sua filha, Maria Fabiana. As duas viviam em uma casa em condições precárias, mas tiveram a ajuda de vizinhos para reformar tudo e, assim, viver com mais saúde e dignidade.

Nós, do Incrível.club, apresentamos, neste post, a história que derrete até o coração dos mais brutos. Uma união de pessoas do bem, que nos ensina o que é amar sem querer nada em troca além de um sorriso. Confira conosco.

1. Uma história que comoveu

Dona Maria e sua filha com necessidades especiais, Maria Fabiana, moravam há duas décadas em um casebre na periferia de Recife (PE). A casa não possuía encanamento de água e nem de esgoto. Do chão, minava a sujeira que saía do banheiro improvisado, e as duas não dormiam direito com medo de serem mordidas por ratos à noite.

2. A campanha

Werison decidiu que algo deveria ser feito para ajudar essa família tão carente. Então, ele fez um apelo nas redes sociais. A publicação teve o alcance de quase 4 mil pessoas e muitas se ofereceram para ajudar na reforma, na doação de móveis e alimentos, na mão de obra, na limpeza e até para fazer companhia e dar carinho às duas.

3. O casebre

Tudo na antiga residência era improvisado. A fiação estava exposta, o telhado estava apoiado em um toco de madeira, o banheiro tinha um vaso sem encanamento e Maria Fabiana tomava banho no quintal com um balde e uma caneca. O quarto tinha somente um colchão velho, que foi doado à família há anos e estava em péssimas condições.

4. Esgoto e ratos

Dona Maria conta que no chão, que era de terra batida, ela colocava camadas de papelão para absorver o esgoto que brotava do piso. Além disso, era difícil dormir por causa dos ratos que circulavam pela casa dia e noite. Ela e a filha tinham muito medo de serem mordidas ou de pegarem a doença transmitida pela urina dos roedores.

5. Os anjos

Depois da campanha feita por Werison, muitas pessoas ajudaram. Foi graças à união de todos (desde os que souberam da história pela reportagem da TV local até desconhecidos) que a família finalmente conseguiu uma moradia digna para viver. Cada um doou um pouco, de acordo com o que podia, e o apoio de todos fez a felicidade de quem não tinha nada.

6. Entrando na casa nova

Dona Maria confessou que não conseguiu acreditar quando viu o capricho com que foi feita a casa nova. Ela nunca mais ia precisar se preocupar com roedores ou colocar papelão no meio do quarto por causa do esgoto. Um sonho para quem viveu mais de 20 anos em condição de miséria extrema.

7. A nova cozinha

Tentando sobreviver com apenas um salário mínimo, a família não tinha móveis nem eletrodomésticos e possuía apenas alguns móveis quebrados que haviam sido achados ou doados. Além disso, sempre faltava comida. Mas, depois da ajuda, muita coisa mudou na vida das duas. Elas ganharam fogão, geladeira e utensílios de cozinha, tudo para terem mais conforto e uma vida melhor.

8. Um banheiro digno

O banheiro também era precário. No local havia apenas um vaso sanitário sem encanamento e um balde com caneca para tomar banho. Dona Maria conta que, por causa da dificuldade de movimentos, Maria Fabiana, que tem paralisia cerebral, era obrigada a tomar banho no quintal, onde havia mais espaço. Mas agora, com a reforma dos amigos, elas têm encanamento e chuveiro para tomar banho quando quiserem.

9. Dormindo em uma cama limpinha

Com as doações, elas hoje não dormem mais em um colchão velho. Ganharam uma cama limpa e confortável, bem longe dos ratos, que não fazem mais parte da realidade das duas. Uma mudança de vida que aconteceu graças às pessoas que se mobilizaram para ajudar Dona Maria, que é idosa, tem vários problemas de saúde e não pode mais trabalhar, e sua filha especial, que precisa de cuidados.

10. A felicidade nos olhos de todos os envolvidos

É com a mobilização da comunidade que podemos diminuir o sofrimento de pessoas que vivem sem o básico, pois o amor é um sentimento que deve ser multiplicado. Que possamos, então, ver mais exemplos como esse pelo mundo.

Gostou da história de amor ao próximo? Conhece algum caso parecido? Conte para nós.