Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

6 regras britânicas de cortesia

A antropóloga Kate Fox é uma autêntica inglesa. Em seu livro Watching the English - The Hidden Rules of English Behaviour (Observando os Ingleses - As Regras Ocultas do Comportamento Inglês) ela descreve a sociedade britânica.

O Incrível.club apresenta algumas regras deste magnífico país. Talvez devêssemos aprender alguma coisa com eles também.

A regra das desculpas

Kate realizou uma experiência divertida: chocava-se contra os pedestres 'sem querer', para ver se pediam desculpas ou não. Na maioria dos casos, sim, as pessoas se desculpavam pela 'estupidez' dela.

Em qualquer tipo de contato acidental, os ingleses falam 'desculpe-me', mesmo se não foram eles que causaram o acidente. Isso não significa que se sintam culpados pela situação. Suas desculpas são um hábito fomentado na infância.

Os ingleses sempre pedem desculpas por qualquer inconveniente: "Desculpe-me, este assento está livre?", "Desculpe-me, acho se sentou sobre o meu casaco". E por isso têm a reputação de ser a nação mais educada do mundo.

A regra da fila

Qualquer fila inglesa é composta por pessoas educadas, que mantêm certa distância entre si. Se alguém quiser furar fila, os britânicos não dizem nada, apenas levantam as sobrancelhas eloquentemente ou estremecem os ombros. "Não fazer drama" é uma das regras fundamentais. A pessoa acaba por se sentir mal: sim, você economizou alguns minutos, mas não teria perdido a sua dignidade por isso?

A regra da simplicidade

Os ingleses falam de suas realizações com uma leve ironia. Seus diplomas em alguns casos são pendurados em uma parede do banheiro e, desde a infância, eles são ensinados a 'não serem tão sérios'. Uma pessoa vaidosa que adora falar sobre as suas realizações e seus méritos pode parecer ridícula.

Os britânicos não cansarão ninguém com a sua conversa. Em vez de tentar fazer com que a outra pessoa se interesse por suas realizações, esperam que ela se mostre curiosa em saber algo.

A regra da humildade

Os ingleses não são menos ambiciosos do que as pessoas de outros países, mas acreditam que se gabar e mostrar suas ambições é algo vergonhoso. Não é habitual mostrar o seu status: nem as roupas, nem a marca do carro devem indicar que é superior aos outros.

A regra da privacidade

Os ingleses respeitam o direito à privacidade. "Nós não nos metemos nos assuntos alheios", dizem eles. Então é melhor não fazer perguntas a um inglês sobre o seu trabalho, situação familiar e o número de filhos se a conversa sobre o tema não for iniciada por ele mesmo. Falar sobre dinheiro, nível salarial é quase uma falta de respeito.

A regra de conversar sobre o clima

O que você pode falar, então? Os ingleses dominam perfeitamente a arte da 'conversa fiada', papos curtos sobre temas neutros. Estas conversas não são um disparate formal, mas uma forma de mostrar uma boa ação ante o seu interlocutor, sem invadir sua privacidade, mas também sem ficar em silêncio. Não necessariamente você deve manter um silêncio de funeral ao pegar o elevador com o seu vizinho. Por que não trocar um par de palavras sobre o tempo, por exemplo?

Embora os ingleses sejam humildes, fazem muitos elogios aos seus interlocutores. Não é para cair bem, mas para serem educados. É uma autêntica cortesia inglesa.

Imagem de capa BBC One