Incrível
Incrível

21 Comentários infantis que fariam até o mais ranzinza cair na risada

Ter uma criança na família é garantia de que gargalhada em casa não irá faltar. Afinal de contas, os pequenos tudo imitam e tudo aprendem. Mas nesse processo, a inocência infantil se faz presente nos momentos mais inesperados. Indo de comentários disparatados a pensamentos malucos, mostramos abaixo 21 vezes em que crianças fizeram comentários capazes de deixar os adultos com lágrimas de alegria nos olhos.

  • Meu filho de 3 anos se machucou enquanto brincava e exclamou: “CARACA!”
    Eu: Amor, você não deve dizer essa palavra. Não é legal.
    Meu filho: Posso dizer CARAMBA?
    Eu: Sim, você pode dizer caramba.
    Meu filho: Se eu posso dizer CARAMBA, por que não posso dizer CARACA?
    Fiquei desarmada diante daquela lógica e acabei concordando com ele.
    Depois de alguns dias, meu filho estava na sala com o pai enquanto eu estava na cozinha.
    Meu filho: CARACA!
    Pai: Querido, você sabe que não pode falar isso.
    Meu filho: Mãe, vem aqui explicar ao papai que EU posso dizer CARACA.
    © Liz Simmonds / Facebook
  • Minha filha de 3 anos estava comendo chocolate quando meu pai, já idoso, pediu um pedaço. Rapidamente, ela respondeu: “Não, porque seus dentes estão caindo”. © Rosy S. Paz / Facebook
  • Certa vez, estávamos meu filho de 4 anos e eu em uma van de transporte público. Ele sentou ao lado da porta ainda aberta, e eu disse que seria melhor trocarmos de lugar. Falei que, sentado ali, ele poderia cair e ser atropelado por um carro. O menino respondeu: “E se você morrer, quem vai me dar comida?” © Rosy S. Paz / Facebook
  • Minha irmã disse ao meu sobrinho de 5 anos que trazia na barriga uma irmãzinha para ele. O menino perguntou se ela tinha engolido a bebê, e depois de minha irmã explicar um pouco a situação, ele questionou: “Ela virá desmontada como os brinquedos do Kinder Ovo?” © Luzma Garcia Alvarez / Facebook
  • Para as festas de fim de ano, fiz mechas no cabelo em tons de loiro e fui com meu marido à casa de seus parentes para cumprimentá-los. A filha da minha cunhada mais nova tinha 5 ou 6 aninhos, e ela ainda não estava quando chegamos. Cumprimentamos a todos, e eu sentei na outra ponta da sala enquanto meu marido ficou perto da entrada. Quando a menina chegou, olhou para mim e cochichou no ouvido do meu marido. Ela perguntou, discretamente: “E aquela morena que era sua mulher antes?”. Meu marido, rindo, disse que tinha trocado por aquela loira. Todo mundo deu muita risada. © Carmen Vargas / Facebook
  • Meu sobrinho levou a namorada em casa pela primeira vez, apresentando-a à irmã de 4 anos. A pequena olhou para os dois com ar de incredulidade, pensou um pouco e, depois, olhou a namorada nos olhos, dizendo: “Você tem certeza? Porque ele não trabalha!”. A namorada levou a mão à boca, surpresa, e caiu na gargalhada, assim como meu sobrinho e eu. Mas, só para constar, a menina tem razão. © Hanna Delat / Facebook
  • Quando o tio chegou, minha neta de 4 anos gritou: “Já chegou o tio que entope o banheiro!”. © Martin Ramon Lopez Gonzalez / Facebook
  • Meu sobrinho tinha cerca de 6 anos quando começou a falar de sua professora. Ele disse: “Tia, ela tem um bumbum grande assim, que nem a sua barriga”. Eu não vi saída a não ser dar risada. © Marta Cruz / Facebook
  • Minhas amigas são treinadoras da equipe infantil no clube. Um dia, uma menina chegou correndo e gritou na frente de todo o time: “Desculpem, treinadoras, mas eu me atrasei porque meu pai estava fazendo cocô”. O pai, que vinha alguns passos atrás, deu meia-volta e foi embora.
  • Quando meu filho tinha 3 anos, fomos a um grande supermercado. Na fila do caixa, me adiantei tirando as coisas do carrinho enquanto ele ficou um pouco mais atrás com o pai. De repente, o menino gritou: “Mãe, quem soltou um pum? Porque está fedido demais”. © Claudia María Catalá Arrieta / Facebook
  • Com seus 5 anos, minha filha me perguntou: “Mãe, esse moço está grávido?”. A mulher do homem, que estava conversando comigo, quase morreu de rir. © Marta Espinosa Guerrero / Facebook
  • Minha filha Vitória, com 6 anos:
    Vitória: Mãe, é verdade que a Silvia (irmã dela) vai sair do ensino fundamental para o médio?
    Eu: Sim, amor, no próximo ano.
    Vitória: Que triste para ela, não é? Ela já está ficando adulta!
    (Ela diz que ser adulto não é legal, pois é preciso fazer muitas coisas, sair para trabalhar e tudo mais... Sem falar que não dá para lanchar com tranquilidade). 🤣🤣🤣
    © Gisele Cortés / Facebook
  • Meus filhos eram menores e, quando eu discutia com a mais velha, o menor, de 6 anos, dizia a ela: “Concorde com tudo e fique calada”. Essa era a técnica dele para não discutir comigo, mesmo só fazendo o que queria. É uma pena que ele tenha esquecido desse conselho quando cresceu. © Emma Kelly / Facebook
  • Trabalho fazendo caixões. Meus filhos adoram alardear isso, mas a maioria das crianças sente medo. Meu filho de 7 anos estava discutindo com outro garoto, dizendo em tom ameaçador: “Minha mãe enterra pessoas sem que ninguém fique sabendo. Ela diz que é ainda mais fácil enterrar crianças”. Até eu fiquei com medo. Outras mães passaram a me olhar estranho, afastando-se de mim. Hoje, eu acho até engraçado, mas tenho certeza de que meu filho passou a ser respeitado. © Polette Martinez / Facebook
  • Minha filha pega meus absorventes íntimos e os usa como fralda em seus bonecos com forma de bebê. © Maria Eugenia Muñoz Alfaro / Facebook

Qual foi o comentário mais engraçado que você soltou durante a infância? Ou talvez lembre de algo inesquecível dito por uma criança. Conta para nós!

Imagem de capa ayoobrennan / Twitter
Incrível/Gente/21 Comentários infantis que fariam até o mais ranzinza cair na risada
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos